PARCERIA MEUSLINKS

Siga Também no Google+

Gostou do blog? Então Participe!

Top 5 Postagens Mais Populares da Última Semana

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

MPF pede a proibição da vacina do HPV em todo o Brasil

Segundo ação, não existe comprovação de que a vacina seja eficaz. Procurador defende que não há estudo apontando os efeitos colaterais

G1 da Globo

O Ministério Público Federal (MPF) de Uberlândia ajuizou ação civil pedindo que a Justiça Federal proíba a rede pública de Saúde de aplicar a vacina contra o HPV em todo o Brasil. A ação também pede a nulidade de todos os atos normativos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que autorizaram a importação, produção, distribuição e comercialização da vacina no país. A ação foi distribuída para a 2ª Vara Federal de Uberlândia.



O autor da ação, o procurador da República Cléber Eustáquio Neves, fundamentou o pedido no fato de que não foram realizados estudos que comprovem a eficácia ou apontem os efeitos colaterais da vacina, incluída no calendário anual de imunizações da população brasileira há cerca de dois anos.

Além da proibição da vacina, o procurador pediu a suspensão de qualquer campanha de vacinação, inclusive por meio de propaganda em veículos de comunicação e também solicitou que a Anvisa seja condenada a publicar resolução tornando a aplicação da vacina proibida em todo e qualquer estabelecimento de saúde, público e particular.

Cléber Eustáquio pediu ainda pelo recolhimento dos lotes do medicamento e devolução ao Ministério da Saúde. Por fim, pediu a condenação da União e da Anvisa por dano moral coletivo, em virtude de terem disponibilizado "vacina que, de fato, não protege as mulheres contra o câncer de colo de útero".

O G1 entrou em contato com a União e a Anvisa pedindo nota sobre o caso, mas até às 18h20 nenhuma informação havia sido repassada.

A ação

O assunto chamou a atenção do Ministério Público Federal a partir da representação feita pela mãe de uma adolescente, que, após receber a vacina, desenvolveu vários problemas de saúde, com sequelas definitivas.

Durante as investigações, o MPF ouviu um neurocirurgião da cidade de Uberlândia, que relatou a ocorrência, em pacientes que haviam tomado a vacina contra o HPV, de quadros clínicos neurológicos, como esclerose múltipla, neuromielite ótica, mielites, paraplegias, tumor de medula espinhal, lesões oculares, déficit visual, déficit de memória e aprendizado, pseudotumor cerebral e trombose venosa cerebral.

Na opinião do médico, a afirmação de que a vacina previne o câncer é "especulativa", já que ela teve seu uso clínico iniciado em 2006 e o câncer de colo de útero demora cerca de 10 anos para se manifestar. Além disso, segundo ele, os estudos a favor do uso da vacina teriam sido realizados por pesquisadores que recebem honorários do fabricante, o que retiraria a imparcialidade científica dos trabalhos.

Diante desses fatos, Cléber Eustáquio explicou que o MPF não viu outra alternativa senão a de ingressar em juízo para impedir que a vacina continue sendo aplicada em todo o território nacional, na rede pública ou privada de saúde, até porque também não existe comprovação cabal de que o HPV cause o câncer de colo de útero.

Vacina

Em 2013, o Ministério da Saúde anunciou a inclusão da vacina contra o papilomavírus (HPV) ao calendário do Sistema Único de Saúde (SUS), como medida complementar às demais ações preventivas do câncer de colo de útero, entre elas, a realização do exame Papanicolau e o uso de preservativo nas relações sexuais.

A previsão era de que, a partir de janeiro de 2014, a vacina fosse administrada em pré-adolescentes de 10 e 11 anos, em três doses, sendo a segunda um mês após a primeira e a terceira, após seis meses.

Posteriormente, o Ministério da Saúde ampliou a faixa etária, incluindo meninas dos 11 aos 13 anos. Neste caso, a terceira dose será aplicada cinco anos após a primeira.

A alteração no plano de imunização, segundo o Ministério da Saúde, decorreu de estudos que demonstraram a eficácia do esquema estendido, que possibilitaria também ampliar a oferta da vacina, a partir de 2015, para as pré-adolescentes entre nove e 11 anos de idade, sem custo adicional. Assim, quatro faixas etárias seriam beneficiadas, possibilitando imunizar a população-alvo, que possui entre nove e 13 anos de idade.

Mais recentemente, em julho deste ano, a Anvisa aprovou resolução retirando o limite de idade para a vacina, que poderá ser aplicada em todas as mulheres que tenham mais de nove anos.

No entanto, para o procurador da República Cléber Eustáquio Neves, "a decisão de fornecer a vacina contra o HPV é temerária, até porque desde que passou a ser aplicada em vários países, mais de dois mil efeitos colaterais foram registrados. O governo japonês, por exemplo, retirou seu apoio para vacinas HPV, em face do relato de inúmeros efeitos colaterais que vão desde de dor, paralisia, alterações do funcionamento do coração, alterações do sistema imunológico, dos sistemas de coagulação do sangue, dos sistemas respiratório, nervoso e digestivo, até dores musculares e infertilidade".

Fonte: G1 da Globo

Divulgação: www.juliosevero.com

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Chiquinha testemunha conversão ao Evangelho e compartilha a Palavra por onde passa

A atriz e humorista Maria Antonieta de las Nieves, que ficou conhecida ao redor do mundo por sua interpretação da personagem Chiquinha, do seriado Chaves, se converteu ao Evangelho durante um evento em Nova York, no último mês de junho.

O evento evangelístico “Harlem’s Hispanic Christian” já é tradicional na periferia da maior cidade do planeta, e Maria Antonieta ouviu a abordagem evangélica da mensagem cristã e decidiu entregar sua vida a Jesus.

De acordo com o site Mundo Cristiano, a atriz teria relatado sua conversão ao pastor Rubén Proietti, que é presidente da Aliança Cristã das Igrejas Evangélicas da República da Argentina (ACIERA).

Quando a informação se espalhou, a mídia cristã foi atrás de informações sobre as circunstâncias da conversão da atriz, e um dos voluntários na organização do “Harlem’s Hispanic Christian” contou que Maria Antonieta “arrancou” de suas mãos um exemplar do livreto que eles estavam distribuindo àqueles que haviam feito a oração de conversão.

“Logo veio a confirmação de que havia acontecido a decisão. Imaginem nossa alegria”, disse o pastor Proietti.

Atriz ora durante evento

A empolgação de Maria Antonieta com sua decisão já estaria rendendo frutos de evangelização por onde ela passa. Recentemente, ao participar de um festival no Paraguai, a atriz foi convidada pelo evangelista local Juan Cruz Cellmmare, para visitas em uma penitenciária feminina e uma escola no bairro de El Buen Pastor, em Assunção, capital do país.

Na penitenciária, a atriz compartilhou seu testemunho de conversão e uma mensagem de esperança com as presas: “Quero dizer a vocês que estou muito feliz por estar aqui. Quando me disseram que viria ao Paraguai eu disse, ‘Yupi! Bendito seja Deus’”, afirmou, pouco antes de fazer fotos com todas e cumprimenta-las.

Ao sair do pátio, Maria Antonieta, de Bíblia em punho, concedeu uma entrevista à mídia local e afirmou que somente através de Deus e de Sua Palavra as vidas podem ser transformadas.

Fonte: Gospel+

Mil judeus aceitam a Jesus como Messias numa única noite

Evento em Tel Aviv foi ministrado pelo pastor pentecostal Sid Roth

Jarbas Aragão

Em meio a inúmeros relatos de conflito raciais, ataques terroristas e tensão religiosa, há algo diferente no ar em Israel. Segundo a revista Charisma, é a presença sobrenatural de Deus em um grande avivamento.

Pela primeira vez em quase dois mil anos há o registro de 1.000 judeus ouvindo e aceitando o evangelho de Jesus Cristo ao mesmo tempo. A reunião em Tel Aviv lotou o espaço para conferências utilizado pelo ministério do judeu convertido Sid Roth.

Pregando em inglês, com tradução simultânea para o russo, o evento atraiu um público incomum para um evento desses realizado em solo israelense. Segundo a Charisma, foi algo comparado ao relato do Livro de Atos.


Embora Israel seja o país com maior liberdade religiosa do Oriente Médio, judeus que confessam a Jesus como Messias enfrentam dificuldades em seu convívio social. Menos de dois por cento da população de Israel afirma ser cristã.

Sid Roth é um pregador pentecostal, conhecido nos Estados Unidos pelo seu programa de TV It’s Supernatural [É Sobrenatural]. Há anos ele tem falado sobre um avivamento em Israel antes da volta de Jesus.

Seu ministério também abriga a Visão Messiânica, que trabalha especificamente na evangelização de judeus. O evangelista tem viajado regularmente a Israel para encontros do tipo, mas relata que nas últimas viagens a recepção à mensagem tem sido sem precedentes.

Ele tem apelado para que a Igreja ore por um mover entre os judeus nestes últimos dias. Sua pregação em Tel Aviv exaltou o amor incondicional de Deus. Depois começou a orar pelo toque de Deus na vida das pessoas presentes no encontro. Enquanto orava pela cura física, centenas levantaram as mãos, afirmando que haviam recebido o milagre.

As Escritura declaram que o judeu exige sinais (1 Co 1:22). Logo em seguida, Roth fez o convite para quem queria fazer de Yeshua (Jesus) seu Messias e Senhor.
Quase todos os presentes levantaram-se e fizeram a oração de arrependimento e salvação. Pastores messiânicos locais irão acompanhar e discipular aqueles que tomaram a decisão de seguir a Jesus.

Fonte: GospelPrime

Divulgação: www.juliosevero.com

sábado, 21 de novembro de 2015

"Dinheiro é uma droga", diz ex-galã da Globo que sobrevive nas ruas

Ele levou fãs ao delírio, mas o tempo passou e com ele as oportunidades. Aos 64 anos de idade, Eduardo Tornaghi, ex-galã da Rede Globo, sobrevive recitando poesias e ministrando palestras ao ar livre.

A atual geração talvez não se lembre dele que ficou conhecido como 'Fábio Assunção’ da década de 1970. Em entrevista, o ator desabafou e fez declarações polêmicas sobre o que classificou como 'jogo de interesses'.

Image title

"Eu havia virado um produto, uma pessoa que dá lucro. Acabei preso numa gaiola de ouro porque essa exposição toda dá dinheiro, claro, e isso acaba te botando em uma prisão. Porque dinheiro é uma droga. Ele envenena. A gente entra em um jogo de interesses e pira se não souber lidar. Não era o que eu queria e me afastei. Hoje, não tenho mais aquela grana, mas estou livre", disse.

Ele revela que já recebeu inúmeros convites para voltar a atuar. No entanto, recusou todos. "Volta e meia, um produtor me chama para algum trabalho. Nunca vinga. Ainda tenho aqueles velhos amigos querendo me ver trabalhando na TV, mas nunca dá certo. Talvez porque sempre tenho mais o que fazer", afirmou.

"Sinto que meu tempo na TV passou", finalizou.

Fonte:  MSN / MN

Suposta imagem de santa no topo de uma carnaubeira está atraindo muitos devotos e curiosos no município de Campo Maior - pí

Há dias uma suposta aparição de uma santa vem chamando a atenção de dezenas de pessoas no centro da cidade de Campo Maior, no Estado do Piauí.

O que parece ser apenas uma carnaúba morta, pra muitos é a representação "celestial"  de uma santa no topo de uma carnaubeira, ainda mais quando observada à noite.

Para algumas pessoas, tudo não passa de um efeito de luz direta, já que a parte que teria a figura da santa fica no pico mais alto da carnaúba. Já há alguns que defendam que se trata verdadeiramente de uma manifestação da santa no lugar.

Verdade ou não, o fato é que tem chamado a atenção de muita gente e da mídia. a movimentação de pessoas é mais intenso à noite.

O nosso correspondente local Isake, foi conferir de perto e coletou algumas imagens. Temos imagens de várias pessoas no local venerando, orando ou rezando, mas por direito de imagem não mostraremos.
Confira e tire suas conclusões.





Fonte: O guarda de israel

terça-feira, 17 de novembro de 2015

Rachel Sheherazade defende cristãos e detona Dilma

Jornalista diz que brasileiros “Precisam revisar os seus valores.

A jornalista Rachel Sheherazade, 42 anos, apresenta o telejornal “SBT Brasil”, onde ficou conhecida por suas opiniões fortes. Evangélica, ela está lançando seu primeiro livro, “O Brasil Tem Cura”, onde aborda os problemas do País.

Alçada à condição de celebridade, possui milhares de fãs nas redes sociais: no Facebook, sua página possui 1,6 milhão de curtidas; no Twitter, são cerca de 600.000 seguidores e, no Instagram, 176.000. Ela diz que muitos a elogiam nas ruas e acredita representar a opinião de uma parcela da população.

Imagem: google+

Em entrevista recente ao site da revista Veja, reclamou que no Brasil há cristofobia. “Cristãos vêm sendo atacado em várias frentes. Parlamentares católicos ou protestantes, embora eleitos democraticamente pelo povo, são ferrenhamente criticados e desrespeitados mesmo no Congresso Nacional”.

Falando ao site iG, afirmou que é possível mudar o Brasil, mas que isso leva tempo. “A transformação do país depende da transformação os cidadãos”, asseverou.

Ela diz saber que é odiada por muitos, e explica: “quem expõe o que pensa, quem se compromete com a transparência neste país acaba ‘pagando o preço’ por sua sinceridade.”,

Para ela, a crise política e o caos econômico são responsabilidade não só de Dilma Rousseff, mas também de quem votou nela. “Estamos pagando por reeleger uma presidente desacreditada, sem competência administrativa, e comprometida unicamente com a perpetuação no poder, custe o que custar. 2015 será mais um ano perdido e contraproducente’, dispara.

Como cidadã e mãe, Rachel espera que seus dois filhos cresçam em um país “mais honesto, ético, mais justo e mais pacífico”. “Não tolero mais a corrupção, as injustiças e a violência que imperam no Brasil. Temos que dar um basta a essas mazelas que inviabilizam qualquer sonho de futuro”, desabafa.

Porém, como sugere o título do seu livro, a cura do país requer uma análise profunda. “Precisamos revisar os nossos valores”, acredita. “O jeitinho brasileiro é um grande problema, porque é a cultura da desonestidade. Um país sério não se constrói em cima das mentiras, das desonestidades, do burlar as leis”, acredita Sheherazade.


Com informações do Gospel Prime

Malafaia critica inércia de Dilma frente à tragédia em Minas Gerais: “Sobrevoou lá, e daí?”; Assista

A tragédia ambiental de Mariana (MG), causada pelo rompimento de uma barragem de rejeito de minério, foi comentada pelo pastor Silas Malafaia em um vídeo, com severas críticas à atuação do governo federal.

Malafaia alertou para o fato de que está faltando água para as pessoas que vivem na região, e muitos estão passando sede: “Nós estamos diante de uma calamidade em Minas Gerais que talvez vocês não estejam percebendo. Não tem água para beber naquelas cidades da catástrofe da barragem que estourou”, afirmou.

Imagem: You Tube

O pastor revelou que providenciou o envio de água mineral para as pessoas da região, mas não detalhou se a ação era individual, providenciada por ele enquanto empresário, ou se era coletiva, providenciada por ele enquanto pastor da Igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo e presidente da Associação Vitória em Cristo.

“Nós estamos diante de um governo de porcaria. Era para mandar Exército, fazer uma força de emergência, mandar furar poços artesianos nessas cidades. O povo está com sede. E para você não pensar que eu sou hipócrita, eu mandei uma carreta com 27 mil litros de água mineral”, pontuou.

Lamentando a atuação do governo, Malafaia criticou Dilma Rousseff (PT), que visitou as áreas afetadas de helicóptero, mas não apresentou nenhuma ação prática: “É uma vergonha. A presidente sobrevoou lá e daí? O que adianta? O povo está morrendo de sede. Que governo é esse? Eu fico louco com um negócio desse, uma indignação que me dá. Cadê essas Forças Armadas? Bota o Exército lá, manda furar poço artesiano. É uma coisa de emergência, gente. O que os governos federal e estadual [ambos do PT] estão fazendo?”.

“Meu Deus do céu, o povo lá está gemendo de sede. Isso é muito sério. Fica aqui meu alerta às autoridades. É uma questão de emergência […] Esse governo não tem uma Defesa Civil para ajudar numa hora de catástrofe, de calamidade. Que vergonha. Que governo medíocre é esse?”, questionou.

“Eu mandei uma carreta, semana que vem vou mandar outra, com 27 mil litros. Não fiz mais do que minha obrigação. Não estou dando uma de bacana, mas temos que fazer alguma coisa, gente. Deus tenha misericórdia do nosso Brasil”, concluiu o pastor.


Informações do: G+

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Azar? Lixo espacial desconhecido cairá na Terra na Sexta-Feira 13!

Que o Universo reserva surpresas que nós mal sonhamos que existam, todos sabemos. E que a Terra pode ser “alvo” de uma dessas surpresas, também. E se combinarmos tudo isso com a supersticiosa Sexta-Feira 13?

Pois é o que vai ocorrer ao final dessa semana. Uma equipe de especialistas conseguiu fazer uma previsão na qual sabe-se a hora e o local exato que a Terra será atingida por um pedaço de lixo espacial — que é conhecido como WT1190F.

E, de acordo com a equipe que realizou a pesquisa, a data está bastante próxima: trata-se da próxima sexta-feira, que cairá no dia 13. O choque causa comoção na comunidade científica por se tratar de um dos poucos objetos espaciais cujo impacto não pode ser medido.

Reprodução

O pedaço de lixo espacial tem sido monitorado desde 2012 e, desde então, sua origem, tal qual sua formação, é desconhecida. Por conta disso, desde a época em questão que a Nasa busca formas de calcular melhor pelo menos o local do impacto.

E depois de muito trabalho uma equipe liderada por Bill Gray, pesquisador de Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa, descobriu horário e local da queda. Na próxima sexta-feira, 13, o lixo cairá a 65 quilômetros do sul do Sri Lanka. A queda ocorrerá por volta das 4:20 (horário de Brasília) e, esperam os especialistas, não causará maiores traumas.


Fonte: Yahoo



FIM DOS TEMPOS - Brasil realizará a primeira Marcha para Satã e adeptos pedem suicídio de Bolsonaro, Cunha, Malafaia e Feliciano

Adeptos da igreja satânica iniciaram uma campanha nas redes sociais convidando as pessoas da comunidade satânica e também até mesmo aqueles que não fazem parte da igreja para participarem da “Marcha para Satã”.

O evento que esta sendo divulgado em varias páginas no facebook convidam as pessoas... que será realizado na cidade de São Paulo.

O grupo pretende se reunir às 16 horas na Avenida Paulista, onde marcharão segundo eles com a bandeira do satanismo e mostrarão as pessoas que o movimento é sério e pretende chamar a atenção da sociedade para um novo padrão de vida.


Na página encontramos as informações que segundo os organizadores do evento, será realizado um manifesto, assinado pelo criador do evento, que se autodenomina Apo Panthos Kakodaimonaz, ele convida os interessando para marchar “nas ruas em glória a nosso pai, Satanás. Para não dizer que estamos copiando a Marcha Para Jesus, os participantes da Marcha Para Satanás estão proibidos de pregar ódio contra homossexuais, mulheres e trans, também queremos exigir que Bolsonaro, Cunha, Malafaia e Feliciano cometam suicídio”.

Igreja Satânica será inaugurada no próximo dia 30
O evento chamou a atenção e algumas capitais do país também se preparam para aderir o movimento que já foi marcado para as cidades de Porto Alegre, Rio de Janeiro e Maceió.

Em todas, os organizadores afirmam que o evento é real e alegam que as leis do país asseguram liberdade de expressão e liberdade religiosa, por isso têm o mesmo direito que os cristãos de expressar sua fé publicamente.

Nos últimos anos, os adeptos do satanismo tem crescido e tornado-se públicos. Nos Estados Unidos, onde a primeira igreja do gênero foi fundada, foi inaugurada recentemente a primeira estátua para adoração pública de Lúcifer.

Fonte: Portal Padom

Russos criam internet “só para cristãos”

Em um mercado que procura explorar cada vez mais a segmentação para lucrar, já surgiram sites, redes sociais e páginas para vídeos focados exclusivamente no público evangélico. No Brasil existem cartões de crédito e até uma operadora de celular “gospel”.


Num futuro próximo os russos disponibilizarão a escolha entre redes WiFi generalizadas e as adaptadas para uso de religiosos. Ou seja, haverá uma internet “só para cristãos”. Ao mesmo tempo, estão sendo desenvolvidos navegadores que filtram informações “indesejadas”.

A princípio, os pontos de acesso destas redes especiais ficarão perto dos templos e em locais de grande concentração de pessoas, como parques e shoppings. O acesso será gratuito.

A elaboração dessa rede foi ideia do Conselho Interconfessional da Rússia. A maior denominação do país é a Igreja Ortodoxa e ela possui um departamento responsável pela “interação da Igreja e sociedade da Rússia”.

Seu presidente, o sacerdote Roman Bogdasarov, explicou que essa rede WiFi cristã “não deixará sair mensagens de caráter extremista e sectário ou pecaminoso. Também bloqueia informações com fatos históricos falsificados”.

“Não dizemos que nessa Internet só haverá sermões do patriarca ou sites ortodoxos. Haverá muitas coisas, inclusive cinema normal… e filmes russos e estrangeiros que infundem nas pessoas tais valores corretos como moral tradicional, patriotismo, proteção da família e crianças“, explica Bogdasarov. Os elementos principais na filtragem dessa “internet pura” são postagens que defendam a homossexualidade e o ódio religioso.

Ao mesmo tempo, representantes de outras religiões mostraram interesse pelo projeto. “Agora muitas pessoas mesmo as que não desejam isso frequentemente recebem informações indecentes através da Internet. […] Convém proteger os nossos jovens a crianças deste fenômeno”, declarou o presidente adjunto do Conselho de líderes muçulmanos da Rússia, Rushan Khazrat Abbyasov.

A Rússia tem convivido com diferentes formas de filtragem de informações. O projeto rublev.com não mostra resultados das pesquisas sobre “pornografia” ou “violência”. Para muitos, isso não passa de uma tentativa do governo de monitorar e censurar o livre acesso à informação, que sempre caracterizou a internet.

Com informações de The Guardian / GP

Os Dez Mandamentos: abertura do Mar Vermelho encanta público e conquista pico de audiência

Sucesso absoluto na Record, a novela "Os Dez Mandamentos" registrou mais um momento histórico nesta terça-feira (10), com a sequência em que Moisés abre o Mar... As cenas encantaram o público, que levou a novela ao posto de assunto mais comentando do Twitter nesta noite. A trama ainda bateu 31 pontos de audiência, segundo o Uol.

A abertura do Mar Vermelho é um dos momentos mais emblemáticos da trama, que foi escrita por Vivian de Oliveira. O povo hebreu, que vivia escravizado pelos egípcios, segue rumo à Terra Prometida, liderado pelo profeta Moisés. A passagem representa o Êxodo, conforme descrito na Bíblia.

(Foto: Reprodução)
O capítulo mostrou as cenas com um toque épico, com o Mar Vermelho se abrindo para a fuga dos hebreus. O grande momento da novela hoje foi espalhado por quatro blocos. A sequência começa com os hebreus nas margens do Mar Vermelho, desesperados com aproximação dos soldados comandados por Ramsés (Sérgio Marone). Moisés (Marcos Winter) sobe em um monte e pede a ajuda de Deus, que então manda bolas de fogo na direção dos egípcios. Orientado pela voz de Deus, Moisés ergue o braço e o mar se abre, criando caminho para fuga dos hebreus. Os soldados egípcios que os perseguem morrem quando o mar volta a se fechar - estas cenas devem ser exibidas no capítulo de amanhã.

Segundo a Record, as gravações das cenas começaram em maio, com grande parte sendo registrada na Fazenda Lama-Preta, em Itaguaí, no Rio de Janeiro. Foram usados cerca de 120 animais, 200 figurantes e 240 profissionais. A filmagem durou cerca de um mês. A sequência foi finalizada nos EUA e teve custo estimado de R$ 1 milhão.

Audiência
Segundo dados prévios do Ibope, a novela bíblica bateu a Globo, marcando 27,8 pontos contra 19,4 da concorrente. No seu melhor momento, teve pico de 31 pontos. Estes números podem sofrer alteração na manhã de quarta-feira (11), quando o instituto divulgar os dados consolidados, de acordo com o jornalista Maurício Stycer. A diferença chegou a ficar em até 10 pontos em determinado momento.

Nas redes sociais, os elogios não pararam. "Que cena maravilhosa! Estou boquiaberta!", postou uma internauta. "Em nenhum momento parecia que estávamos assistindo uma novela, mas sim um filme de Hollywood #MarVermelho", postou outro telespectador.

Com informações do Correio 24 horas

terça-feira, 3 de novembro de 2015

Nas alturas! “Os Dez Mandamentos” marca recorde de audiência

Com média de 23.6, duas vezes mais do que nas semanas de estreia, novela bíblica consolida sucesso

A última semana de outubro foi de muita comemoração para a rede Record. A trama bíblica “Os Dez Mandamento”, que deve ter seu final adiado para dezembro, mostrou que caiu de vez nas graças dos telespectadores e marcou média de 23.6 pontos no ibope. Acha pouco? Para quem não sabe, em sua primeira semana de exibição, a novela marcou 12 pontos, ou seja, atualmente a audiência do folhetim escrito por Vivian Oliveira quase que duplicou. Essa é uma grande vitória para a emissora de Edir Macedo, que vem se consolidando no horário nobre da TV brasileira.

Dos 160 capítulos exibidos até agora, o recorde de audiência foi registrado na segunda-feira passada quando a novela atingiu os já mencionados 23.6 pontos no ibope. A média vinha se mantendo em 22 pontos entre os dias 26 a 30 de outubro. Foi o melhor resultado desde a estreia da trama e marca um crescimento de 85%. No geral, entre março e outubro, a produção bíblica atingia média de 15.5 pontos, um grande sucesso, se comparado à trama que a antecedeu.

Foto: Record

O folhetim já se consolidou como um dos maiores acertos da emissora paulista que vinha amargando grandes derrotas no ibope com as últimas seis produções, que não ultrapassavam míseros 7 pontos. Antes de “Os Dez Mandamentos”, a novela com melhor resultado do canal havia sido “Vidas em Jogo”, de Cristianne Fridman, que atingiu média final de 12 pontos. E o sucesso vai além do ibope, a produção religiosa é um dos assuntos mais procurados na internet. Ela já atinge cerca de 2 milhões de resultados de busca no Google e está sempre entre os tópicos mais comentados nas redes sociais em 2015.

A novela é uma adaptação dos livros Êxodos, Levítico, Números e Deuteronômio, cobrindo mais de 100 anos de história. É baseada na história bíblica de Moisés e conta sua saga, desde seu nascimento até a chegada de seu povo a Terra Prometida, passando pela fuga do reino do Egito através do Mar Vermelho. A trama é recheada de muita emoção e traz muitos conflitos familiares, lutas pelo poder, traições, intrigas, invejas e amores impossíveis.

E não é que o tema acertou em cheio? Até mesmo a poderosa rede Globo, que normalmente monopoliza o horário nobre, está tendo dificuldades para barrar o grande sucesso de “Os Dez Mandamentos”. Na última quinta-feira (29), a Record venceu a emissora carioca em São Paulo (principal praça de aferição do Ibope) na disputa pela audiência. Tanto o Jornal Nacional (22 x 21) quanto A Regra do Jogo (24 x 22) perderam espaço para o folhetim bíblico.

A batalha pela liderança no ibope continua e promete ficar cada vez mais acirrada, principalmente com a chegada da reta final de “Os Dez Mandamentos”. Cenas épicas estão para serem exibidas na novela da Record, como a décima praga “a morte dos primogênitos”, a fuga e perseguição dos hebreus pelo deserto e a abertura do Mar Vermelho. Como podem ver, momentos dramáticos e emocionantes se aproximam. E então, para quem você dará audiência?

Com informações de: Diario 24 Horas

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Cristiana Oliveira se converte ao evangelho

A atriz global Cristiana Oliveira aceitou a Jesus Cristo e decidiu se converter ao evangelho após ministrações dos pastores Emerson Pinheiro e sua esposa a cantora gospel Fernanda Brum.

Cristiana está freqüentando a Igreja Batista Central da Barra, localizada na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.

Em uma conta na rede social, Cristiana Oliveira compartilhou uma foto ao lado dos pastores com uma mensagem que dizia “meus amigos queridos e mentores”

Em uma recente entrevista dada a Revista Caras em abril desse ano, Cristiana falou sobre sua conversão ao evangelho; “Sou evangélica, mas tenho uma visão ecumênica, no sentido do conhecimento e respeito a outras crenças. Sempre acreditei em Deus, mas nunca deixei que ser curiosa com outras religiões” disse a atriz.

Ela disse que freqüenta a igreja todas as quartas Cristiana e sua filha assistem os cultos da “Quarta Profética” ministrados por Emerson Pinheiro, nesse dia mãe e filha aproveitam para conversar sobre a vida e sobre o que estão aprendendo na igreja.

Fonte: Padom




Os Dez Mandamentos supera audiência do Jornal Nacional em três capitais brasileiras

Outubro marcou uma importante vitória da TV Record com a audiência da “novela bíblica” Os Dez Mandamentos, superando o Jornal Nacional, da TV Globo, em três capitais brasileiras, na primeira quinzena do mês.

Segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo, a novela da Record marcou sua maior média na primeira quinzena de outubro em Belém (PA), com 20,2 pontos, contra 17 do telejornal de William Bonner e Renata Vasconcellos. Esse cenário teria se repetido nos dois meses anteriores, de acordo com o site Na Telinha.


Em Recife (PE), a Record alcançou a marca de 20,4 pontos de média, contra 19,8 do JN. Já em Goiânia (GO), a “novela bíblica teve média de 20,7 contra 15,7 do telejornal.

Em outras capitais, como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Salvador, o Jornal Nacional tem perdido parte de sua audiência, enquanto o Cidade Alerta e outros noticiários locais da Record têm alcançado picos de até 23 pontos, empatando com a Globo.

Aposta Alta

A direção da Record, feliz com o fenômeno Os Dez Mandamentos, vem fazendo planos de ampliar o investimento na próxima “novela bíblica” da emissora, Josué e a Terra Prometida, de acordo com informações publicadas pela jornalista Ligia Mesquita, na coluna Outro Canal, do jornal Folha de S. Paulo.

O vice-presidente executivo da Record, Marcus Vinicius Vieira, teria dito que Josué e a Terra Prometida, que estreia em março de 2016, “será ainda melhor” e terá mais investimento do que Os Dez Mandamentos, que custou R$ 700 mil por capítulo, superando R$ 105 milhões ao final dos mais de 150 capítulos.

Com informações do Gospel+

terça-feira, 20 de outubro de 2015

População da China se apavora com aparição de cidade fantasma

Recentemente um misterioso fenômeno ocorrido na China tem preocupado moradores do país. Aparentemente vultos de uma possível cidade fantasma sobrevoaram o céu do país deixando a população apavorada.
 
As filmagens capturadas dos vultos extraordinários mostram o que podem parecer sombras de arranha-céus ameaçadores elevando-se sobre as regiões Jiangxi e Foshan. Milhares de habitantes dos locais afirmam ter visto a aparição, apesar de até agora apenas um registro ter sido apresentado.

Alguns moradores afirmaram que a cidade pode ser evidência de um universo paralelo ou também que a nação possa estar recebendo uma mensagem de uma raça alienígena.

Outros também têm sugerido que as imagens são reflexo dos testes da Nasa como parte do Projeto Blue Beam, uma teoria da conspiração popular que afirma a agência espacial pretende simular uma invasão alienígena na Terra ou uma segunda vinda de Cristo por meio de hologramas.

Veja o vídeo e deixe sua opinião.



Com informações do Padom

“Deus me aceita”, diz Andressa Urach sobre tatuagens

A modelo tentou remover os desenhos, mas não suportou a dor do tratamento e desistiu

Andressa Urach se converteu e tentou apagar as várias tatuagens que possui, mas o tratamento é doloroso e ela resolveu desistir de remover as imagens.


"Deus me aceita", diz Andressa Urach sobre tatuagens

Em entrevista a um site de entretenimento ela revelou que entende que Deus a aceita mesmo com as tatuagens e por isso não irá continuar com o tratamento de remoção. “Hoje, eu já não penso mais [em remover as tatuagens], pois Deus me aceita como estou”.

Andressa frequenta a Igreja Universal do Reino de Deus e para a denominação é errado se tatuar. O bispo Edir Macedo, líder da igreja, já postou artigo em seu blog condenando quem faz tatuagem dizendo que isto é coisa “satânica”.

“A meu ver, tatuar é querer parecer com os filhos de Baal. Os filhos de Deus não devem jamais querer imitá-los, mesmo que isso contrarie as regras deste mundo podre”, escreveu Macedo.

Mas Andressa afirma que na igreja não recebe julgamentos por ter tatuagens de quando não era cristã. “Na Universal ninguém me julga pela minha aparência, mas não faria mais tatuagens”.

O assunto divide opiniões entre as igrejas evangélicas, para muitas é pecado fazer tatuagens e uma série de textos bíblicos são usados para confirmar isso. Para outras, porém, não é errado fazer tatuagens.

Fonte: Gospel Prime

Famosa feminista muda de opinião sobre o aborto, pede perdão, e critica ideologia de gênero

A feminista Sara Winter, conhecida nacionalmente por participar de protestos a favor do aborto e participar de programas de TV defendendo a liberdade de decisão das mulheres sobre suas escolhas, publicou em sua página no Facebook dois relatos sobre mudanças significativas de opinião em relação aos temas que fazem parte dos principais debates na sociedade.

No primeiro artigo, Sara Winter expressa que após seu primeiro aborto, se arrependeu amargamente, e que após engravidar novamente, decidiu levar a gestação até o final e agora, é contra o aborto. Com o nascimento do filho, a feminista disse que decidiu também expor sua opinião contra a ideologia de gênero, que prega que uma pessoa pertence ao gênero que escolher, não ao qual nasceu.



Junto com a corajosa exposição de sua mudança de opinião sobre o aborto, Sara pediu perdão às pessoas que se sentiram ofendidas com sua postura ao longo dos anos sobre o tema: “Eu me arrependi de ter abortado e hoje peço perdão. Meu texto começa assim. Porque é a síntese de tudo o que eu sinto. Amanhã faz um mês que meu bebê nasceu e minha vida ganhou um novo sentido. Estou escrevendo isso enquanto ele dorme sereno no meu colo. É a melhor sensação do mundo”, escreveu a feminista.

Explicando que continua feminista e que ainda é favorável à legalização do aborto, ela se diz contra a prática do aborto por causa de sua experiência e pelas sequelas que teve de enfrentar.

“A minha experiência de ter quase perdido a vida, de ter tido sequelas, pesadelos horríveis e de quase ter perdido meu bebê me tornou uma mulher CONTRA O ABORTO. Isso mesmo, eu Sara Winter, sou CONTRA O ABORTO. Entretanto eu sou a favor da legalização do aborto. Porque? Porque eu acredito em livre arbítrio, portanto cada ser humano faz o que quiser com seu corpo. Além disso, quando o aborto é legalizado as mulheres passam por atendimento psicológico e psiquiátrico para realmente terem certeza se desejam prosseguir com o procedimento. Isso reduz drasticamente o número de abortos e vocês podem ter acesso as estatísticas disso nos países que legalizaram. Com a legalização do aborto, morrem menos mulheres que tentam abortar de maneira clandestina e o número de abortos realmente diminui, portanto não existe razão pelo qual uma pessoa que é contra o aborto ser contra a legalização do mesmo”, contextualizou Sara.

Sobre a ideologia de gênero, Sara expressou o que parece ser o entendimento da maioria das pessoas sobre o tema: “Eu não acredito que uma pessoa possa se identificar com um gênero e a partir de então pertencer a ele. Ou seja, essa ladainha de ‘eu sou mulher porque me sinto mulher’, eu não acredito e não apoio. Pra mim mulher é quem nasce com vagina e homem é quem nasce com pênis. ATENÇÃO AQUI: eu não tenho absolutamente nada contra pessoas transexuais, eu só não acredito que trocar de roupas, colocar silicone e fazer a transição com hormônios e cirurgia possa mudar o gênero de alguém”, escreveu.

Em relação à forma de escrita adotada por muitos ativistas, Sara Winter destacou que é contra, pois sob um pretexto de inclusão, resulta na exclusão de outros: “Meu filho é filhO. Eu não concordo mais com essa besteira de filhx, e ficar usando o X (linguagem inclusiva), até porque é uma linguagem elitista. É difícil de ler, de entender e explicar para as pessoas”, opinou.

Confira a íntegra do relato da feminista Sara Winter sobre o aborto:

EU ME ARREPENDI DE TER ABORTADO E HOJE PEÇO PERDÃO.

Meu texto começa assim. Porque é a síntese de tudo o que eu sinto.

Amanhã faz um mês que meu bebe nasceu e minha vida ganhou um novo sentido. Estou escrevendo isso enquanto ele dorme sereno no meu colo. É a melhor sensação do mundo.

Eu ensaiei este texto milhares de vezes durante meses na minha mente e talvez ele não saia tão brilhante como eu gostaria que saísse, mas o mais importante que gostaria de que chegasse a vocês é que, por favor, mulheres que estão desesperadas para abortar, pensem muito, eu me arrependi muito, não quero o mesmo destino pra vocês.

Eu sou feminista e sempre serei. Isso significa que eu quero e luto pra que mulheres tenham os mesmos direitos e acesso a políticas públicas específicas, ou seja, eu quero que todas tenham direito pleno a segurança e respeito ao andarem nas ruas (seja com qualquer roupa a qualquer horário), no transporte público; quero que tenham acesso integral à políticas de saúde específicas, como mamografias, pré natal (digno e não essa bosta que temos atualmente); acesso fácil e desburocratizado a métodos contraceptivos, incluindo DIU e chips contraceptivos, entre outros. Quero maior representação das mulheres na política brasileira. Quero o fim do tráfico de mulheres e crianças, assim como a exploração e turismo sexual. Isso é ser feminista.

Infelizmente, o feminismo jovem e online brasileiro, confesso pra vocês, é composto em sua grande maioria por mulheres que ainda não conseguiram desconstruir sua rivalidade. Resumindo: é um ninho de cobras. Existe fofoca, inveja, brigas horríveis que acaba afastando completamente a atenção da luta por essas pautas tão importantes que citei acima.

Um dos maiores problemas que tive contato com o feminismo nesses meus 3 anos e meio de militância foi o INCENTIVO AO ABORTO.

Não estamos falando de pessoas que militam para que o aborto seja legalizado, estamos falando aqui, de mulheres que organizam grupos online para DISTRIBUIÇÃO DE CYTOTEC (misoprostol – droga abortiva proibida no Brasil). Estamos falando de mulheres brancas e de classe média que se unem para comprar essa droga para outras mulheres, inclusive, meninas menores de idade. Estamos falando de mulheres que incentivam o abortamento e acreditam que o método é uma forma de empoderamento da mulher.

Eu caí nessa ladainha. Eu quase morri.

Uma feminista me deu a droga, e eu num momento de desespero, abortei. A mesma feminista sequer me avisou sobre o pós procedimento, mais conhecido como CURETAGEM. Não me deu qualquer suporte emocional, qualquer ombro amigo. Dez dias depois eu sangrei até quase morrer e tive sequelas gravíssimas.

Ironia do destino ou não, quem me ajudou foi um HOMEM que de pró feminista não tinha nada.

Eu não estou falando que toda feminista faz isso, veja bem, mas muitas fazem e essas são a escória irresponsável do movimento e que na minha opinião deveriam ser presas por tráfico de drogas e tentativa de homicídio.

Isso não aconteceu apenas comigo, isso acontece todos os dias.

O aborto clandestino não é seguro.

Eu recebi um laudo médico de que se eu desejasse engravidar novamente teria de fazer ANOS E ANOS de tratamento. Fiquei arrasada, um arrependimento terrível tomou conta de mim.

Então eu e minha companheira de luta, Bia, elaboramos uma cartilha com informações sobre aborto. Nela, ensinamos o que você deve fazer caso JÁ TENHA ABORTADO, como os procedimentos de saúde, sobre infecções, falamos sobre suporte emocional e indicamos grupos, ongs e instituições que ajudam mães solteiras com abrigo, cursos profissionalizantes, encaminham para empregos, etc.

Sete meses depois de abortar eu engravidei novamente. Essa foi a maior felicidade da minha vida. Mesma sabendo que o progenitor não iria me ajudar com absolutamente nada, Deusme deu uma segunda chance.

Infelizmente por conta da aborto meses antes, minha gravidez foi de alto risco nos primeiros meses. O medo de perder meu bebê me assombrava todos os dias. Tive sangramentos, tive que ficar de repouso por dias, interromper todas as minhas atividades, foi um verdadeiro martírio.

O tempo todo eu pensava “porque aquela feminista que me deu cytotec não me falou que eu poderia morrer tomando isso?”, se eu que sou ativista feminista e tenho acesso a interne era completamente ignorante no assunto, imaginem mulheres que não tem esse mesmo privilégio?

Eu escrevi algumas vezes isso no meu perfil pessoal e fui atacada por feministas que me chamaram de pró vida, e disseram que a decisão foi minha de abortar e que eu estou sujando o movimento contanto isso. Mas as pessoas precisam saber da verdade. O feminismo deveria se concentrar mais em salvar mulheres do que colocar a vida delas em risco.

Uma maneira correta de lutar pela legalização do aborto é se envolvendo com política, se eleger, fazer petições, fazer protestos, levar estatísticas pra população. E NÃO DISTRIBUIR DROGAS ABORTIVAS para mulheres e meninas.

A minha experiência de ter quase perdido a vida, de ter tido sequelas, pesadelos horríveis e de quase ter perdido meu bebê me tornou uma mulher CONTRA O ABORTO. Isso mesmo, eu Sara Winter, sou CONTRA O ABORTO.

Entretanto eu sou a favor da legalização do aborto. Porque?

Porque eu acredito em livre arbítrio, portanto cada ser humano faz o que quiser com seu corpo.

Além disso, quando o aborto é legalizado as mulheres passam por atendimento psicológico e psiquiátrico para realmente terem certeza se desejam prosseguir com o procedimento. Isso reduz drasticamente o número de abortos e vocês podem ter acesso as estatísticas disso nos países que legalizaram.

Com a legalização do aborto, morrem menos mulheres que tentam abortar de maneira clandestina e o número de abortos realmente diminui, portanto não existe razão pelo qual uma pessoa que é contra o aborto ser contra a legalização do mesmo.

Entendam bem: eu sou contra o aborto por ser um processo invasivo que pode abrir feridas emocionais que nunca mais cicatrizarão. Apesar de eu ter me tornado mais religiosa, não deixo que minha crença interfira no meu ativismo (até porque eu não sou cristã). Aliás, ninguém é a favor do aborto. Ninguém faz aborto por diversão, porque é cool, é mainstream. Doi o corpo, doi a alma, é incerto, é arriscado, é aterrorizante. Se faz aborto por desespero e falta de acolhimento do Estado.

Para as feministas que continuam incentivando outras mulheres a abortar, eu imploro: parem! Militem de outras formas, não sejam parte responsáveis pela desgraça de outro ser humano.

Para o Estado, eu clamo por políticas de planejamento familiar, melhor e MUITO MELHOR distribuição e acesso a métodos contraceptivos, inclusive a desburocratização do DIU, por aulas de Educação sexual e reprodutiva nas escolas, por aulas de Educação de gênero nas escolas (porque o número de mulheres desesperadas pra abortar porque o pai da criança sumiu NÃO É PEQUENO), pela prioridade e agilidade de processos de Reconhecimento de paternidade, Pensão alimentícia, Pedido de DNA gratuito, que pra quem não sabe podem demorar de 6 meses há 1 ano e meio para terem qualquer efetividade, por um SUS que atenda Partos humanizados, LIVRE de violência obstétrica, acesso integral a pré natal de qualidade, incluindo Dentista, Nutricionista e Psicólogo, pré e pós parto; pelo cumprimento da Lei do acompanhante e do Plano de Parto e a legalização do acompanhamento de Doulas no partos hospitalares em território nacional.

Para as pessoas que não tem um pingo de vergonha na cara e tem me mandado mensagens e comentários chamando meu filho de ESTUPRADOR, eu imploro que parem. Uma criança não tem nada a ver com as atitudes ou passada da mãe. PAREM. Meu filho merece todas as energias positivas do mundo e merece crescer de maneira saudável fisicamente e mentalmente. Não façam mal a ele.

Para todas as pessoas que eu possa ter vindo a ofender sobre o assunto de aborto, eu peço, sem qualquer ressentimento: me perdoem.

Sara Winter, 14 de Outubro de 2015.

Confira a íntegra do relato dela sobre a ideologia de gênero:

MEU FILHO É XY E SOU MUITO FELIZ COM ISSO.

Algumas pessoas têm comentado aqui na page sobre o que eu acho da Teoria de gênero.

Quero deixar claro que há mais de 1 ano eu mudei minha concepção de gênero.

Eu não acredito que uma pessoa possa se identificar com um gênero e a partir de então pertencer a ele. Ou seja, essa ladainha de “eu sou mulher porque me sinto mulher”, eu não acredito e não apoio.

Pra mim mulher é quem nasce com vagina e homem é quem nasce com pênis.

ATENÇÃO AQUI: eu não tenha absolutamente nada contra pessoas transexuais, eu só não acredito que trocar de roupas, colocar silicone e fazer a transição com hormônios e cirurgia posso mudar o gênero de alguém.

Cada pessoa é livre para acreditar no que quiser e eu acredito nisso. E se pessoas transexuais se sentem melhor e mais confortável assim, pois que assim sejam e merecem respeito e segurança, mesmo que eu ou qualquer outro não acredite na teoria de gênero.

Não se “vira” mulher quando se passa batom, coloca silicone e começa a falar fino. Ser mulher é MUITO MAIS DO QUE ISSO. Assim, como duvido muito que uma mulher que coloque roupas largas e corte o cabelo terá privilégio que homens tem, como ganhar um salário 30% maior, tem mais segurança na rua…

Portanto meu filho é filhO. Eu não concordo mais com essa besteira de filhx, e ficar usando o X (linguagem inclusiva), até porque é uma linguagem elitista. É difícil de ler, de entender e explicar pras pessoas.

Sobre roupas e brinquedos do meu filho, eu pretendo deixar ele escolher tudo isso. Quer usar azul? Use. Quer usar rosa? Use. Quer usar roxa, laranja, verde, amarelo, vermelho? Use. E brinque com o que quiser.

Eu não acredito que a cor da roupa dele vá influenciar em sua identidade de gênero ou orientação sexual. Criança tem que brincar e deixar a criatividade fluir, tem que ser criança.

Edit: Eu não comecei a pensar assim depois que tive meu filho, há mais de um ano eu não acredito em teoria de gênero, mas nunca comentei publicamente pois eu tinha MEDO de retaliação das outras feministas. Hoje, não tenho mais.


Com informações do: Gospel+

sábado, 17 de outubro de 2015

ONU Excluirá Categoricamente os Bebês em Gestação do Direito à Vida?

NOVA IORQUE, EUA, outubro (C-Fam) Um relatório preliminar da ONU exclui todas as crianças no útero de toda proteção sob as leis internacionais.

O Comitê de Direitos Humanos, um comitê da ONU em grande parte desconhecido, mas influente, que registra e revisa a implementação do tratado da ONU sobre direitos civis e políticos, publicou uma opinião preliminar sobre o “direito à vida” nas leis internacionais que atribui às mães o direito de abortar seus filhos.


O que é surpreendente na “Observação Geral 36,” como o relatório preliminar é conhecido, é a ausência total de proteções para crianças no útero, apesar de uma breve menção de preocupação pró-vida antes de seu lançamento.

A versão preliminar declara: “o Pacto não se refere explicitamente aos direitos de crianças em gestação, inclusive seu direito à vida.” Conclui pois que: “o Comitê não pode presumir que o artigo 6 impõe aos países membros uma obrigação de reconhecer o direito à vida das crianças em gestação.”

Diz também que se os países desejam proteger a vida no útero eles só “podem” fazer isso se garantirem às mulheres o direito de abortar seus filhos em casos de estupro, incesto e quando seu filho no útero é deficiente.

A versão preliminar também expressa uma obrigação dos países de permitir “abortos terapêuticos — ainda que muitos especialistas médicos achem que o aborto nunca é necessário para salvar a vida de uma mãe. Diz que não permitir um aborto nessas circunstâncias equivale a tratamento cruel, desumano ou humilhante, o que é proibido pela Convenção.

A versão preliminar também insiste em que, em qualquer caso, os países não podem regulamentar o aborto de modo restritivo demais.
Diz que os países não podem “aplicar sanções criminais contra as mulheres que fazem aborto ou contra os médicos que as ajudam a fazê-lo,” e não devem prescrever “exigências excessivamente pesadas ou humilhantes para quem busca permissão para fazer um aborto, inclusive a introdução de longos períodos compulsórios de espera antes da realização de um aborto legal.”

As afirmações sobre o “direito de abortar” na versão preliminar não são inéditas. Elas consolidam recomendações anteriores da ONU nas duas décadas passadas. Mas elas nunca foram expressas de forma tão categórica.

Tais interpretações de tratados da ONU são ilegítimas e declarações inexatas e grosseiras de leis internacionais obrigatórias, de acordo com os Artigos de San José, um documento preparado e assinado por especialistas em direito internacional e saúde global.

Os Artigos de San José dizem que os tratados da ONU não deveriam ser usados para expandir proteções para crianças no útero, nem tirá-las. Eles destroem diretamente a afirmação de uma obrigação clara de se permitir o aborto, e põem em dúvida a integridade de especialistas da ONU e seus métodos de interpretar tratados.

“Nenhum tratado da ONU pode com exatidão ser citado como estabelecendo ou reconhecendo um direito ao aborto,” os artigos dizem, apontando para a ausência completa de qualquer referência ao aborto também no tratado em questão.

Embora os artigos reconheçam a falta de uma obrigação clara de se proteger a vida no útero, como diz a observação do documento preliminar, eles apontam para uma cláusula no tratado da ONU sobre direitos civis e políticos que proíbem a aplicação da pena de morte para mães grávidas, sugerindo que crianças inocentes no útero na verdade têm um direito à vida independente de sua mãe e não deveriam prestar contas pelos crimes de sua mãe. A observação do documento preliminar não explica essa discrepância.

Além disso, os Artigos de San José apontam que quando o tratado da ONU sobre direitos civis e políticos foi ratificado a maioria dos países do mundo proibiu o aborto na maioria ou todas as circunstâncias. Isso também não é levado em consideração no documento preliminar.

O comitê debaterá o documento preliminar preparado por um subgrupo do comitê de 18 membros na sua próxima sessão mais tarde neste mês.

Tradução: Julio Severo

Fonte: Friday Fax

Divulgação: www.juliosevero.com

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Paramédica vestida de noiva abandona seu próprio casamento para ajudar em resgate após acidente

Uma noiva que trabalha como paramédica abandonou a cerimônia de seu casamento para ajudar em um resgate após um acidente de carro.

Usando o vestido de noiva, Sarah Ray saiu de seu casamento para ajudar as vítimas, que eram suas convidadas para a celebração de seu matrimônio.

O caso ocorreu em Clarksville, no Tennessee, EUA. A paramédica, mais tarde, disse: “Todos no Serviço de Emergência fariam a mesma coisa. Não sei se o que fiz foi especial, mas estava usando um vestido de noiva”.




Noiva Sarah Ray, que trabalha como paramédica, abandonou a cerimônia de seu casamento para ajudar em um resgate após um acidente de carro.

A mãe de Sarah foi quem postou a foto no Facebook, e mais tarde a imagem se tornou viral.

Os convidados envolvidos no acidente não tiveram ferimentos graves.


Fonte: Metro / AbcNews / Josiel Dias

Estado Islâmico planeja decapitar o papa e causar o Armagedom em até dez anos, diz especialista

Os extremistas do Estado Islâmico já estariam colocando em andamento seu plano de dominação mundial e atentos a um cronograma, planejam o extermínio de cristãos e judeus. Dentro desse plano, construído a pretexto de se fazer cumprir profecias de Maomé, planejam decapitar o papa e promover a batalha do Armagedom até 2015.

As revelações foram feitas pelo escritor Robert Spencer, um pesquisador e estudioso do islamismo, em seu novo livro, “Infidel’s Guide to ISIS” (“Guia do infiel para entender o Estado Islâmico”, em tradução livre). Segundo informações da emissora Christian Broadcasting Network, o autor apresenta e explica em detalhes os planos dos extremistas.


Para os integrantes do Estado Islâmico, a “batalha final” – evento a que os cristãos se referem como Armagedom – acontecerá daqui a dez anos, em 2025. Nesse meio tempo, eles vêm se dedicando a cumprir profecias, como por exemplo, a previsão de Maomé sobre a conquista das maiores cidades do Império Romano.

Quando Maomé deixou essa tarefa aos muçulmanos, referia-se a Roma e Constantinopla, que hoje é a cidade turca de Istambul, e já é dominada pelo islamismo. Nesse cenário, o símbolo da conquista de Roma – vista como a “capital” do cristianismo, por sua importância durante os primeiros anos da Igreja Primitiva e por ser sede, nos dias atuais, da Igreja Católica – seria a decapitação do papa em praça pública, com transmissão via internet.

Na visão dos extremistas, essa seria a principal condição para o retorno de Mahdi, figura equivalente ao Messias no islamismo. Junto da conquista de Roma, o Estado Islâmico planeja sua expansão também no Oriente Médio, conquistando o Irã e a Arábia Saudita.

“O Estado Islâmico trabalha com um calendário onde em 10 anos, perto do ano 2025, ocorrerá o Armageddon, a luta final entre o bem e o mal, ou entre os muçulmanos e os não-muçulmanos”, explica o autor, lembrando que a conquista de Roma é planejada para daqui a cinco anos, 2020.

Para Spencer, a atual crise de refugiados tem sido aproveitada pelos extremistas para enviar soldados à Europa e áreas do norte da África. Esse palpite do escritor se baseia na publicação online do Estado Islâmico chamada “Bandeiras Negras de Roma”, em que são revelados partes do plano de ação para tomada da Europa.

Nesse documento, o Estado Islâmico revela que usará células terroristas “adormecidas” na Europa, que ao longo dos anos vêm reunindo muçulmanos que serviram nas forças armadas do continente, além de atrair novos fiéis.

No cronograma construído pelos extremistas a partir de suas crenças sobre a profecia de Maomé, todo esse planejamento resultará em uma batalha entre muçulmanos e não-muçulmanos na região de Dabiq, na Síria, que já está sob seu controle.

“Essa é a sua versão do Armagedom”, pontua o autor. “Então Jesus se unirá ao profeta muçulmano, o Mahdi, e juntos irão conquistar e islamizar o mundo”, acrescenta, apontando o motivo do planejamento tão detalhado por parte dos extremistas.

Lista das 10 postagens mais populares desde à criação do Blog

Pegue uma Bíblia e descubra Como ir para o Céu

O plano de Deus para a sua salvação

Primeiro você precisa saber:

1) Boas obras não salvam (Efésios 2:8,9 / João 14:6 / Tito 3:4-7)

2) Todos pecaram inclusive você (Rom 3:23)

3) E por isso todos estão indo para a morte eterna (o Inferno) (Rom 6:23)

4) Mas Deus nos amou tanto que enviou Jesus Cristo para nos salvar (João 3:16 / João 14:6 / Romanos 5:8 / Lucas 5:32)

E assim se você...

1) ... se arrepender e confessar que é pecador, (2 Cor 7:10 / 1 Jo 1:9)

2) ... crer que Jesus é o Filho de Deus (Rom 10:9)

3) ... e pedir a Ele: “Jesus me perdoa, me salva! (Rom 10:13 / Lucas 23:33-43)

Então você será salvo!

1) Todos os seus pecados serão perdoados e lavados pelo sangue de Jesus (I João 1:7 / Marcos 1:40-42)

2) Você terá vida eterna no céu com Deus (João 3:16 / João 14:2-6)

3) A salvação não se perde jamais (João 10:27-30)

“Eis aqui agora o dia da salvação” (2 Cor 6:2)

Ninguém sabe quanto tempo vai viver, não adie a maior decisão que você tem a tomar na vida. Converse com Deus em uma oração simples, se arrependa, confesse, creia e clame “Jesus me perdoa, me salva, me lava, me transforma!” E assim você poderá ter absoluta certeza da salvação.

Fonte: Editora Elim – www.editoraelim.com.br – (21) 2415-7923

FOLHETO: ESTA FOI A SUA VIDA!

VOCÊ TEM UM TEMPINHO PARA VER?

PAÍSES QUE PASSARAM POR AQUI: QUASE 160

free counters