PARCERIA MEUSLINKS

Siga Também no Google+

Gostou do blog? Então Participe!

Top 5 Postagens Mais Populares da Última Semana

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Câmara aprova presença de sacerdotes em hospitais

Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou na quinta-feira (27), em caráter conclusivo, o Projeto de Lei 715/99, do deputado José Linhares (PP-CE), que assegura a sacerdotes e demais ministros religiosos acesso a hospitais e clínicas, públicos ou privados, para prestar assistência religiosa. O texto segue para o Senado. A proposta assegura a presença de médico ou profissional por ele indicado para acompanhar a visita, que deverá ser solicitada pelo enfermo ou por algum parente. O relator na CCJ, deputado Pastor Manoel Ferreira (PTB-RJ), sugeriu também a aprovação de emenda da Comissão de Seguridade Social e Família que exige autorização do médico para a presença dos religiosos. Fonte: Agência Câmara

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Converta suas feridas em pérolas!

"Você sabia que uma ostra que não foi ferida não produz pérolas? As pérolas são uma ferida curada. Pérolas são produto da dor, resultado da entrada de uma substância estranha ou indesejável no interior da ostra, como um parasita ou um grão de areia. A parte interna da concha de uma ostra é uma substância lustrosa chamada nácar. Quando um grão de areia penetra, as células do nácar começam a trabalhar e cobrem o grão de areia com camadas e mais camadas para proteger o corpo indefeso da ostra. Como resultado, uma linda pérola é formada. Uma ostra que não foi ferida, de algum modo, não produz pérolas, pois a pérola é uma ferida cicatrizada: a.. Você já se sentiu ferido pelas palavras rudes de um amigo? b.. Já foi acusado de ter dito coisas que não disse? c.. Suas idéias já foram rejeitadas? Então produza uma pérola... cubra suas mágoas e as rejeições sofridas com camadas e camadas de amor. Lembre-se apenas de que uma ostra que não foi ferida, não produz pérolas, pois uma pérola é uma ferida cicatrizada." "Não somente isso, mas também nos gloriamos ns tribulações, sabendo q a tribulação produz perseverança; e a perceverança, experiências; e a esperiência. esperança." (Romanos 5:3 e 4) fique com Deus.

Tribunal francês libera venda de boneco vodu

Um tribunal francês rejeitou o pedido do presidente Nicolas Sarkozy pela proibição de um boneco de vodu com a sua imagem, e de um manual de feitiçaria que ensina seus leitores a colocarem agulhas nele. O boneco vem estampado com algumas das frases mais famosas de Sarkozy, como 'Suma daqui seu bundão patético' -- que disse para um homem que se recusou a apertar sua mão em uma exposição de agricultura em 2007. O manual recomenda colocar agulhas nessa frase e em outras. O tribunal afirmou que o boneco de vodu estava 'de acordo com as fronteiras autorizadas da liberdade de expressão e do direito ao humor', rejeitando o argumento de que o boneco viola seu direito à própria imagem. A empresa K&B, que disponibiliza 20.000 cópias do boneco e do manual, poderá continuar vendendo os itens. O vodu é uma religião do oeste da África que é praticada em partes do Caribe e dos Estados Unidos. De acordo com uma crença generalizada, os praticantes de vodu colocam agulhas em bonecos representando seus inimigos para amaldiçoá-los. Entretanto, especialistas em vodu dizem que a prática é mal interpretada por pessoas de fora. Fonte: JB

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Campanha a favor do ateísmo coloca a frase " Deus provavelmente não existe, curta a vida" em publicidade de rua

Deus provavelmente não existe. Portanto, não se preocupe e desfrute a vida". É este o slogan que, dentro em breve, pode circular nas ruas de Londres, estampado nos autocarros. A frase faz parte de uma campanha a favor do ateísmo, impulsionada pelo biólogo darwinista Richard Dawkins. A campanha está a ser um sucesso, mesmo antes de estar na rua o provocador slogan. Os organizadores conseguiram angariar cinco vezes os fundos que necessitavam para pôr em marcha a campanha. O objectivo inicial era conseguir 7 mil euros para imprimir os cartazes com o slogan ateu, a serem colocados durante cerca de um mês em 30 autocarros do distrito londrino de Westminster. Já foram, porém, angariados mais de 35 mil euros em donativos particulares e de empresas. A campanha ateísta é da British Humanist Association (BHA) e tem o apoio do académico britânico Richard Dawkins, autor do livro "The God Delusion" e conhecido pelos seus documentários que questionam o papel das religiões. Foi, porém,idealizada pela jornalista Ariane Sherine, que sugeriu, em Junho, num blog do "The Guardian" "fazer uma campanha em autocarros com uma mensagem tranquilizadora sobre o ateísmo", como "boa forma de contra-atacar as mensagens de organizações religiosas que ameaçam com o inferno os cristãos". "A nossa mensagem é divertida, mas tem um fundo sério: nós, ateus, queremos um país, uma escola e o Governo laico. O importante apoio que a nossa campanha já recebeu mostra que muitas pessoas estão de acordo com estas ideias", defende Ariane Sherine. Os líderes religiosos britânicos responderam favoravelmente a esta iniciativa. A Igreja de Inglaterra declarou que defenderá o direito de qualquer grupo que represente uma posição religiosa ou filosófica a promover as suas ideias através dos canais apropriados, embora salientando que as crenças cristãs nada têm a ver com preocupações ou com desfrutar a vida. "A nossa fé liberta-nos para considerar a vida com a persperctiva apropriada", disse um porta-voz. A Igrela Metodista Britânica considera, por seu lado "positivo o contínuo interesse" que autores como Darwin dedicam aos temas relacionados com Deus. Fonte: SIC

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

A exposição Tesouros da Terra Santa – do Rei David ao Cristianismo reúne achados arqueológicos da época de Cristo.

Mais de mil anos de história Exposição no MASP reúne achados arqueológicos da época de Cristo.
Em cartaz desde o dia 13 de agosto, a exposição Tesouros da Terra Santa – do Rei David ao Cristianismo tem atraído ao Museu de Arte de São Paulo (Masp) freqüentadores interessados não apenas em arte, mas também em religião. Concebida pela Calina Projetos – responsável pela exposição Pergaminhos do Mar Morto, que teve algumas peças exibidas no Museu da Bíblia, em 2005 – e pelo Museu de Israel Jerusalém, a mostra é composta de cerca de 150 achados arqueológicos do período compreendido entre 1000 a.C. até o século I de nossa era. Estes objetos, trazidos de Jerusalém, numa carga estimada em 15 toneladas, contam algumas histórias ligadas ao judaísmo e cristianismo, como a construção do Primeiro e Segundo templos e os dias de Jesus Cristo.

Da forma como está montada, a exposição oferece uma experiência completa aos visitantes, que podem vivenciar mil anos de história por meio de fontes arqueológicas e literárias. Dentre os 150 objetos expostos no Masp estão o ossuário de Caifás e a inscrição de Pôncio Pilatos, dados como dois dos cinco artefatos genuínos da arqueologia, que comprovam dados históricos do período de Jesus na Palestina: a existência do Sumo Sacerdote judeu que presidiu o julgamento de Cristo e do governador romano que o levou à cruz.

Entre as peças que compõem o conjunto também está a “pedra da vitória”, entalhada por um rei de Aram, contendo uma inscrição que menciona a “Casa de David”, referência direta à dinastia fundada pelo Rei David.
A mostra exibe ainda a pedra funerária que marca o local do sepultamento de Uzias, um dos reis de Judah, cujo túmulo foi trocado de local quando da expansão de Jerusalém, séculos após seu reinado. São peças que revelam a arquitetura real, a devoção religiosa e a administração durante o período do Primeiro Templo.

O espaço expositivo, no subsolo do Museu, está dividido em duas partes. A primeira foca os aspectos históricos, religiosos e políticos da Terra Santa, relacionados ao período do Primeiro Templo. São apresentados aspectos da devoção dos israelitas, com ênfase no Templo Sagrado e na centralização do culto em Jerusalém. Esta parte também tem a proposta de descrever a vida cotidiana dos israelitas, seus lares e tarefas domésticas.
Já a segunda parte enfatiza o período do Segundo Templo, em Jerusalém, e o início do Cristianismo. Ali está traçado o papel do Templo Sagrado e o estilo de vida dos primeiros cristãos.
O período Bizantino, entre os séculos IV e VII d.C, ganha destaque na parte final da mostra e complementa o milênio retratado, 600 anos depois. Nessa época, seguidores do judaísmo e do cristianismo viviam lado a lado e ambos dedicavam grandes recursos à construção de monumentais casas de oração ― antigas sinagogas e igrejas.
A reconstituição desses espaços, com pia batismal, altar e outros objetos, dá testemunho, principalmente, das semelhanças entre as duas religiões nesse período. A exposição Tesouros da Terra Santa – do Rei David ao Cristianismo permanece no MASP até dia 23 de outubro. Tesouros da Terra Santa – Do Rei David ao cristianismo :: Até 23 de outubro de 2008 :: Local: MASP - Av. Paulista, 1.578, Cerqueira César, São Paulo, SP. :: Funcionamento: de terça-feira a domingo, inclusive feriados, das 11h às 18h; quinta até 20h. :: Ingresso: R$ 15 (inteira) e R$ 7 (estudante). Gratuito às terças-feiras e diariamente para menores de 10 anos e maiores de 60 anos. A bilheteria fecha uma hora antes. ::

Informações: (11) 3251 5644. http://masp.uol.com.br/
Fonte: sociedade bíblica do brasil (sbb)

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Movimento Nova Era


1. As experiências místicas da Nova Era são, na verdade, armadilhas espirituais?

Existe hoje grande confusão na área dos fenômenos psíquicos, experiências místicas, e ocultismo. Todos eles são vistos como bons, progressistas e de origem divina; devendo, no futuro, fazer parte do aspecto natural e normal da evolução ou potencial humano. Essas são atividades tidas não só como "boas", mas também "seguras". No geral, as realidades danosas só são percebidas tarde demais, porque a nossa sociedade rejeita a idéia de poderes demoníacos que enganam deliberadamente sob um disfarce de "bondade".

As pessoas da Nova Era não têm idéia de que as suas novas práticas espirituais possam levá-las ao envolvimento com demônios. Por exemplo, Johanna Michaelsen acreditou que estava servindo a Deus e a Jesus trabalhando com um cirurgião mediúnico. No início, ela sentia grande alegria e paz mediante as práticas da Nova Era. Seu espírito-guia chegou a afirmar ser Jesus. No processo de se tornar cristã, ela descobriu, porém, que o espírito-guia a enganara deliberadamente e era um demônio. Ela relembra: "Raiva demoníaca assassina foi a reação do espírito à minha provável decisão de aceitar a Jesus Cristo de Nazaré como Ele é, em vez de como eu estava pensando que Ele fosse".[1]

Doreen Irvine compreendeu a mesma verdade. Como feiticeira praticante, que usava poderes psíquicos, ela cria que tais coisas simplesmente faziam parte do "potencial humano" de qualquer pessoa. Certo dia, descobriu que o verdadeiro poder vinha dos espíritos malignos. Percebeu enfim que eles habitavam realmente nela – algo que nunca imaginara. Ela observa: "Os demônios não me eram estranhos. Eu não os chamara muitas vezes para ajudar-me nos rituais de feitiçaria e satanismo? Agora, pela primeira vez, sabia que esses demônios estavam dentro de mim e não fora. Foi uma revelação espantosa... eles na verdade me controlavam".[2]

Finalmente, o médium Raphael Gasson disse que seus auxiliares espirituais tentaram matá-lo quando ele decidiu deixá-los e aceitar Jesus Cristo. Ele declara: "Como ex-ministro espiritualista e médium ativo, posso dizer que na época em que participei do Movimento, cria realmente que esses espíritos eram de mortos e que era meu dever pregar isso a todos com quem entrava diariamente em contato. Tinha o desejo sincero de fazer com que a humanidade aceitasse essa ‘verdade gloriosa’ e se alegrasse no conhecimento de que a morte não existe".[3] Todavia, Gasson continua, dizendo que seu próprio espírito-guia "tentou matar-me quando se tornou evidente que estava pronto a denunciar o espiritualismo".[4]

Com base nisso, podemos ver que, pelo menos inicialmente, o convertido à Nova Era pode desfrutar de inúmeras experiências excitantes e agradáveis. É isso que os espíritos desejam, pois isso leva as pessoas a se aprofundarem mais na filosofia e práticas da Nova Era. Mas, uma vez que o indivíduo foi realmente "fisgado", o quadro pode mudar drasticamente. O que os adeptos da Nova Era devem considerar é que eles próprios podem fazer parte de uma vigarice espiritual. Se um estelionatário for suficientemente hábil, a vítima pode entregar-lhe alegremente toda a sua poupança. Ela só descobre a sua perda quando já é tarde demais. Os membros da Nova Era entregam confiantes as suas mentes e corpos a seres espirituais que mal conhecem. Se esses espíritos forem demônios, quais serão as conseqüências lógicas, a seu ver?

2. A Bíblia diz alguma coisa sobre os ensinos e práticas do Movimento da Nova Era?

A Bíblia tem muito a dizer sobre as práticas e ensinamentos da Nova Era. Especificamente, a Bíblia ensina que o espiritismo e outras práticas ocultistas do Movimento da Nova Era desagradam a Deus, atraindo o Seu juízo. Por exemplo:

Êxodo 20.3,5 (comp. Sl 96.4) – "Não terás outros deuses diante de mim... Não [os] adorarás, nem lhes darás culto..."

Deuteronômio 18.10-12 (comp. 2 Cr 33.6) – "Não se achará entre ti... adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro; nem encantador, nem necromante, nem mágico, nem quem consulte os mortos; pois todo aquele que faz tal cousa é abominação ao Senhor..."

1 Coríntios 10.20 (comp. Sl 106.34-40) – "As cousas que eles sacrificam, é a demônios... e não a Deus; e eu não quero que vos torneis associados aos demônios".

Em essência, nesses versículos, a Bíblia está condenando qualquer envolvimento com espíritos ou demônios.

Os ensinamentos panteístas do Movimento da Nova Era são rejeitados pelas Escrituras. A Bíblia ensina que o Deus infinito e eterno criou um Universo finito do nada (Gn 1.1; Ne 9.6; Sl 33.9; 148.5; Hb 11.3) e que esse é tanto real quanto bom (Gn 1.31). Deus não é "um" com o Universo (Is 45.18,22). Ele é separado e superior a ele.

A Bíblia ensina que tanto a sabedoria como o conhecimento não são dados por meios místicos (Pv 1; 1 Tm 4.10-16; 2 Tm 2.14; 3.14), e rejeita a idéia da Nova Era de que o chamado conhecimento "superior" é alcançado nos estados místicos de consciência. O conhecimento revelado de Deus e a verdade espiritual vêm do próprio Deus que é a Verdade, que "não pode mentir" (Jo 14.6; Tt 1.2), através de revelação divina verificável (2 Tm 3.16-17), e não por imitações espíritas que fornecem falsas informações (1 Tm 4.1; 1 Jo 4.1).

A Bíblia ensina uma moralidade absoluta baseada no caráter de Deus e na Sua Palavra revelada (1 Jo 1.5; 2.29; 3.4). Isso rejeita o ensinamento do Movimento da Nova Era de moralidade baseada na preferência pessoal, que pode levar a uma abordagem potencialmente destrutiva para a vida e ética pessoais.

Com respeito ao conhecimento de Deus, a Bíblia ensina que Deus é infinito (1 Rs 8.27; 1 Tm 6.15-16), pessoal (Is 43.10-13; 44.6-9), amoroso (1 Jo 4.8), santo e imutável (Sl 55.19; Ml 3.6; Hb 13.8; Tg 1.17). Por outro lado, o Movimento da Nova Era ensina que Deus é impessoal e, portanto, deve ser mencionado como sendo a "Força" dos filmes "Guerra nas Estrelas". O Deus do Movimento da Nova Era não pode amar, não é santo e não pode pensar, nem ter misericórdia. "Ele" (força impessoal) apenas existe.

A Bíblia ensina que Cristo tinha uma natureza especial como a única encarnação de Deus e Salvador do mundo (Jo 3.16,18; Fp 2.1-8; 1 Jo 2.2). Ele vai voltar visível e pessoalmente (Mt 24.29-39; At 1.11). A Bíblia rejeita o ensinamento do Movimento da Nova Era de que Jesus era apenas um mestre iluminado ou espírito-guia.

A Bíblia ensina que o pecado é real (1 Jo 1.8-10), que ele separa o indivíduo de Deus (Is 59.2; Ap 20.12-15), e que Cristo morreu para perdoar os pecados da humanidade (Jo 3.16; 1 Pe 2.24). Isso contrasta com o Movimento da Nova Era que ensina que o pecado é uma ilusão (ou simples ignorância da nossa perfeição) e que Cristo não morreu pelo pecado, mas apenas revelou o caminho para uma consciência superior.

Na Bíblia, a salvação ocorre quando o homem se arrepende e recebe pela fé a provisão de Cristo para o seu pecado. A salvação é um dom gratuito instantâneo, recebido pela graça através da fé na morte sacrificial de Jesus Cristo (Rm 11.6; Ef 2.8-9; Jo 6.47; 1 Jo 2.25; 5.13). Isso rejeita a idéia do Movimento da Nova Era de que a salvação ("iluminação") é um processo demorado de percepção da nossa própria divindade.

Para eles, a salvação não é um dom, sendo então obtida pelo esforço e mérito pessoais, como na meditação da ioga. A Bíblia ensina que o céu ou o inferno reais são o destino de todos os indivíduos depois desta vida (Mt 25.46; Fl 3.20-21; Hb 9.27; Ap 20.10-15; 21.1-22.5). Isso rejeita o ensino do Movimento da Nova Era da reencarnação através de um número infindável de vidas. Assim sendo, a Bíblia e o Movimento da Nova Era discordam em diversas crenças básicas sobre Deus, salvação e vida espiritual.

(John Ankerberg e John Weldon -

Fonte: http://www.chamada.com.br

Bíblia ainda não foi traduzida para 4,5 mil idiomas

A Bíblia foi traduzida até o momento para 2.454 idiomas e, embora seja o livro mais divulgado do mundo, ainda falta traduzir a obra para 4,5 mil línguas, informou nesta terça o bispo italiano Vincenzo Paglia, presidente da Federação Bíblica Católica. Paglia, bispo de Terni, deu essas informações durante o ato no qual a Federação Bíblica Católica e as Sociedades Bíblicas (protestantes) assinaram um acordo no Vaticano para favorecer a tradução e difusão da Bíblia. O bispo de Terni afirmou que, apesar do trabalho realizado ao longo dos anos para traduzir a Bíblia, ela foi traduzida integralmente apenas em 438 idiomas. O Novo Testamento foi traduzido em 1.168 línguas e alguns livros, como os Evangelhos e os Salmos, foram traduzidos em 848 idiomas. O bispo católico lembrou que, em 1968, foram redigidos os princípios comuns de colaboração ecumênica para a tradução da Bíblia, e que cada vez mais as traduções protestantes são utilizadas pelos católicos, e vice-versa. Paglia ressaltou que as Sociedades Bíblicas distribuíram em 2006 quase 26 milhões de bíblias, "o que representa - disse - que só alcançaram 1% ou 2% dos 2 bilhões de cristãos". Fonte: Terra

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

A mulher da janela

Sete da manhã. Lá está ela, no segundo andar do apartamento. A cortina semi-aberta deixa à vista seu rostinho enrugado e seus cabelinhos totalmente brancos. Ela percorre os olhos pela calçada como que à procura de alguém. Esta cena se repete diariamente de segunda à sábado. No mesmo horário ela está lá na janela procurando alguém. Até que, com seus olhos atônitos, avista-as, e um lindo sorriso transforma seu rosto trazendo alegria. Elas, três estudantes do cursinho, passam pela mesma rua todos os dias, às sete da manhã, e quando estão em frente àquele prédio olham para cima e as três acenam para a mulher da janela. Então um momento mágico acontece. Aqueles sorrisos transformam por um instante o rosto daquela mulher. Talvez transforme o seu dia ou até a sua vida... O que é um aceno e um sorriso? Talvez para muitos não signifique muito, mas para aquela mulher da janela parece significar vida. O que ela pensa ou sente? O que faz da vida? Levanta-se cedo só para receber aqueles segundos de atenção? Volta a dormir depois? Não sei responder a estas perguntas, mas uma coisa sei: aqueles momentos são muito esperados por ela. Esta cena me chamou a atenção por vários dias seguidos desde o começo do ano. Então parei o carro e comecei a observar e refletir no valor que um aceno e um sorriso podem ter na vida de uma pessoa. Algo tão simples para quem o faz mas tão transformador para alguns que recebem. Depois que aquelas meninas passam o sorriso dela se vai e a cortina lentamente é fechada... O que acontece lá dentro do apartamento não sei, mas fico imaginando várias coisas. Me pergunto se aquele é o único momento de atenção que essa pessoa recebe. Então penso em quantas pessoas não conseguem ter nem momento assim. Quantos passam a vida esperando algo que possa lhe trazer um pouco de alegria, um pouco de esperança. A solidão parece não escolher faixa etária nem econômica. Não, ela não escolhe. Pode estar em pequenos de pé no chão, perambulando pelas ruas procurando algo para comer. Pode estar em pequenos que tem os quartos transbordando de brinquedos. Pode estar em adolescentes, jovens de favela ou entre aqueles que vivem em lindas mansões. A solidão pode estar onde existe alguém que se sente incompreendido, deixado de lado, sem atenção. Intelectuais, ignorantes, idosos da periferia ou idosos da alta sociedade, pessoas da janela... Pode ser que você seja uma pessoa que esteja precisando de um sorriso e um aceno, então procure um grupo que busque a Deus verdadeiramente e faça parte dessa família. Ou se você é uma pessoa que pode dar um sorriso e um aceno não perca mais tempo, pois o mundo está repleto de pessoas esperando um pouco de atenção. Você pode fazer diferença para uma "pessoa da janela". Ester Saphira Storck Fonte: Ilustrar

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

A vida de um hindu transformada por Jesus

ÍNDIA (30º) - Imagine encontrar um homem muito intimidador e fora de si que amedrontava todo mundo ao seu redor, principalmente os cristãos. Além disso, ele abusa de sua esposa e de seus filhos, explora os pastores e despreza o cristianismo de uma maneira geral. Esta descrição enquadra-se num homem chamado Sumitr, mas isso é só parte da história. Por muitos anos, a esposa dele carregara um tumor no peito, além da realidade do filho dela, que abandonou seus pais para se afastar do ambiente hostil no qual vivia com o próprio pai. Sumitr vive em Kerala, província localizada ao sul da Índia. Um dia, ele convidou o missionário Nabhoj Vaman, do ministério Gospel for Asia (GFA, sigla em inglês), a visitá-lo em sua casa. Disse ao pastor que queria ouvir falar de Jesus. Mas o verdadeiro motivo daquele homem era zombar do cristianismo. No entanto, Deus tinha outros planos. Quando o pastor Nabhoj chegou, Sumitr começou a fazer várias perguntas a respeito de Cristo. Ao final da discussão, Sumitr ficou surpreso com as concepções errôneas que tinha sobre a fé cristã. Ansioso em aprender mais, ele aceitou o convite de Nabhoj para visitar uma igreja e, após observá-la, Sumitr entregou sua vida para Cristo. A notícia da conversão de Sumitr se espalhou pela vila. Quando os amigos dele ficaram sabendo, imediatamente foram ao encontro de Sumitr e tentaram convencê-lo a desistir do cristianismo. Eles até ameaçaram ferir sua esposa, caso discordasse em desistir de ser cristão. Ainda assim, Sumitr sabia que Jesus era o único que tinha mudado sua vida, fazendo com que recusasse a coação de seus amigos. Percebendo que Sumitr realmente tinha se convertido, acabaram desistindo e o deixaram em paz. Agora a família de Sumitr está muito feliz e radiante com Jesus. Sumitr e sua esposa foram batizados. Deus curou o tumor no peito de sua esposa através das orações de Nabhoj e o filho do casal se reintegrou à família. Deus está sendo louvado por esse milagre e Nabhoj pede por oração à Sumitr e sua família para que se fortaleçam na fé. Fontes: ANS, Portas Abertas [www.portasabertas.org.br]

sábado, 4 de outubro de 2008

Band vende três horas de programação a pastor

A Band fechou negócio com o pastor Silas Malafaia , da Associação Vitória em Cristo, e vendeu a ele três horas e meia de sua programação durante a madrugada, de segunda-feira a sábado. Segundo a colunista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, Malafaia anunciou que vai ceder seu espaço a outros pastores, pois "não está ocupando o horário para ganhar dinheiro". Fonte: Virgulando

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Conheça os 62 países da Janela 10/40

Povos da Janela 10-40 tema talvez um pouco esquecido atualmente e, que ainda revela um dos maiores desafios à evangelização mundial é a "Janela 10-40", uma área que se estende desde o Oeste da África até o Leste da Ásia, entre os paralelos 10 e 40 graus ao norte do Equador. Esta deveria ser a área de maior ênfase para missões pioneiras nesta época, no entanto, tem sido a área de maior negligência. Os países que estão essencialmente dentro ou próximos à Janela 10-40 e que são os menos evangelizados do mundo, ocupam apenas 35% da superfície da terra, mas 65% de sua população. O número absoluto de povos vivendo na janela 10-40 é assustador. Dos mais de seis bilhões de pessoas no mundo, cerca de aproximadamente 1,2 a 1,4 bilhões nunca tiveram a chance de ouvir o Evangelho, e mais de 95% dessas vivem dentro da Janela 10-40. Na janela 10-40 encontramos três grandes religiões: budismo, islamismo e hinduísmo. Uma seara que se apresenta realmente grande, mas com poucos ceifeiros. Cerca de 62 países, os mais problemáticos e miseráveis encontram-se nesta faixa de terra. Acrescentando ao desafio, mais de 90% dos mais pobres e excluídos, as crianças que são mais maltradas e as menos alfabetizadas, vivem nesta região, que tem sido um lugar em que as doenças como: AIDS, tuberculose e malária se espalham violentamente sem tratamento e sem controle. Essa área é também, a menos acessível a qualquer esforço missionário aberto, tanto devido ao sistema religioso e político antagônico, como pelo modelo de vida e sua localização geográfica. Guerras e conflitos são um dos motivos que mais trazem desconforto aos habitantes desta região, como também para o avanço do Evangelho. A maioria dos grupos terroristas que assustam o mundo tem sua base dentro da Janela 10-40. Existem alguns motivos pelos quais, essa área do planeta deve ter prioridade nas nossas orações e projetos missionários: nela se encontram as civilizações mais antigas do mundo; as primeiras regiões geográficas mencionadas na Bíblia (no livro do Gênesis) estão inseridas neste contexto geográfico; dentro da Janela moram cerca de 3 bilhões de pessoas espalhadas entre os 62 países, entre estes, os 37 países menos evangelizados do mundo. Cerca de 2 bilhões de adeptos das maiores religiões do mundo (Islamismo, Hinduísmo e Budismo) moram nesta região. Nela vivem os pobres mais pobres do mundo, cerca de 47% da população mundial. A grande maioria dos povos etnolinguísticos (povos de diferentes línguas e etnias), vivem dentro da Janela 10-40. Grande parte das cidades mais populosas do mundo (com mais de 1 milhão), estão concentradas nesta região. E por fim, os bilhões de pessoas que moram nesta região, não são somente as mais pobres, as mais enfermas e as que mais sofrem as calamidades, mas acima de tudo, as mais escravizadas por satanás. A maioria delas não teve a oportunidade de ouvir falar de Jesus. As "Igrejas", em grande parte, só fazem missões onde há facilidades, e o envio da maioria dos missionários não são para esta área, mas sim para lugares de maior abertura para pregar o Evangelho. Muitos não agem como o apostolo Paulo: "Anunciar Jesus onde o Evangelho ainda não fora anunciado", e com isso milhares morrem por dia sem conhecer o plano de salvação através de Jesus Cristo, e tantos outros continuam presos a religiões contrárias a Palavra de Deus. Segue a seguir, uma relação de alguns dos países mais fechados ao Evangelho, que estão inseridos no contexto geográfico da Janela 10-40, para você orar e motivar tantos outros a batalharem em oração por esta região tão carente, mas amada por Deus. Eles estão na seguinte formação: restrito (com liberdade limitada), proibido (totalmente fechado, na sua maioria devido a Lei Islâmica), permitido (liberdade garantida pelo governo). A classificação por perseguição é segundo as estatísticas pesquisadas pela Missão Portas Abertas. O que não têm número alusivo é porque tem liberdade religiosa ou não está incluso entre os cinqüenta mais perseguidos, que é a estatística deste informativo. 1– Afeganistão Localização: Leste da Ásia Evangélicos 0,02% (cerca de 3 mil) Predominante: Muçulmanos Sunitas e alguns Xiitas Evangelismo restrito – 12° na classificação por perseguição 2 – Albânia Localização: Sul da Europa Evangélicos 0,5% Predominante: Ortodoxos e alguns muçulmanos Evangelismo restrito 3 – Arábia Saudita Localização: Golfo Pérsico Evangélicos 1,3% (maioria estrangeira) Predominante: Muçulmano Sunita Evangelismo proibido – 2° na classificação por perseguição 4 – Argélia Localização: Norte da África Evangélicos 0,2% Predominante: Muçulmanos Sunitas Evangelismo proibido – 36° na classificação por perseguição 5 – Azerbaijão Localização: Leste da Ásia Evangélicos 0,14% Predominante: Muçulmanos Sunitas Evangelismo restrito – 15° na classificação por perseguição 6 – Bangladesh Localização: Ásia Central Evangélicos 0,4% Predominante: Muçulmanos e alguns Hindus Evangelismo restrito 7 – Banrai Localização: Golfo Pérsico Evangélicos 4,4% Predominante: Muçulmanos e alguns Hindus Evangelismo proibido – 48° na classificação por perseguição 8 – Benin Localização: Oeste da África Evangélicos 9,1% Predominante: Crenças Tradicionais e alguns muçulmanos Evangelismo permitido 9 – Brunei Localização: Sudoeste da Ásia Evangélicos 4,6% Predominante: Muçulmanos e alguns Budistas Evangelho restrito – 26° na classificação por perseguição. 10 – Burkina-Faso Localização: Oeste da África Evangélicos 14,3% Predominante: Animistas e alguns Muçulmanos. Evangelismo restrito 11 – Butão Localização: Ásia Central Evangélicos 0,7% Predominante: Budistas e alguns Muçulmanos Evangelismo restrito – 7° na classificação por perseguição 12 – Camboja Localização: Sul da Ásia Evangélicos 0,5% Predominante: Budistas Evangelismo restrito 13 – China Localização: Leste da Ásia Evangélicos 10,1% Predominante: não religiosos (ateus) e alguns Religiosos Folclóricos Chineses Evangelismo restrito – 11° na classificação por perseguição 14 – Coréia do Norte Localização: Leste da Ásia Evangélicos 1,5% Predominante: Não religiosos (ateus) e algumas crenças tradicionais Evangelismo proibido – 1° na classificação por perseguição 15 – Djibuti Localização: Leste da Ásia Evangélicos 0,1% Predominante: Muçulmanos Sunitas Evangelismo proibido – 39° na classificação por perseguição 6 – Egito Localização: Oriente Médio Evangélicos 2,7% Predominante: Muçulmanos Sunitas Evangelismo restrito – 19° na classificação por perseguição. 17 – Emirados Árabes Unidos Localização: Golfo Pérsico Evangélicos 0,8% Predominante: Muçulmanos Xiitas e alguns Sunitas Evangelismo proibido – 42° na classificação por perseguição 18 – Etiópia Localização: Leste da África Evangélicos 23,8% Predominante: Ortodoxos, alguns Muçulmanos Sunitas e crenças tradicionais Evangelismo permitido 19 - Guiné-Bissau Localização: África Evangélicos: 1,2% Predominante: Mulçumanos e Animistas. Evangelismo restrito 20 – Guiné Conacri Localização: Oeste da África Evangélicos 1% Predominante: Muçulmanos e alguns animistas Evangelismo restrito 21 – Iemem Localização: Oriente Médio Evangélicos 0,01% Predominante: Muçulmanos Sunitas Evangelismo proibido – 16° na classificação por perseguição 22 – Índia Localização: Ásia Central Evangélicos 1,8% Predominante: Hinduísmo e alguns Muçulmanos Evangelismo restrito – 37° na classificação por perseguição 23 – Indonésia Localização: Norte da Ásia Evangélicos 6,4% Predominante: Muçulmanos e alguns Hindus Evangelismo restrito – 31° na classificação por perseguição 24 – Irã Localização: Golfo Pérsico Evangélicos 0,2% Predominante: Muçulmanos Xiitas e alguns muçulmanos Sunitas Evangelismo proibido – 10° na classificação por perseguição 25 – Iraque Localização: Golfo Pérsico Evangélicos 0,5% Predominante: Muçulmanos Xiitas e Sunitas Evangelismo restrito – 23° na classificação por perseguição 26 – Israel Localização: Oriente Médio Evangélicos 0,2% Predominante: Judeus e alguns muçulmanos Evangelismo restrito 27 – Japão Localização: Leste da Ásia Evangélicos 0,4% Predominante: Shinto/Budistas Evangelismo permitido 28 – Jordânia Localização: Oriente Médio Evangélicos 0,2% Predominante: Muçulmanos Sunitas Evangelismo restrito – 50° na classificação por perseguição 29 – Kazaquistão Localização: Leste da Ásia Evangélicos 0,7% Predominante: Muçulmanos e alguns ortodoxos Evangelismo restrito 30 – Kwuait Localização: Golfo Pérsico Evangélicos 0,8% Predominante: Muçulmanos Sunitas e alguns muçulmanos Xiitas Evangelismo restrito - 44° na classificação por perseguição. 31 – Laos Localização: Sudoeste da Ásia Evangélicos 1,2% Predominante: Budistas Evangelismo restrito – 4° na classificação por perseguição 32 – Líbano Localização: Oriente Médio Evangélicos 0,6% Predominante: Muçulmanos Xiitas e alguns Muçulmanos Sunitas Evangelismo permitido 33 – Líbia Localização: Norte da África Evangélicos 0,5% Predominante: Muçulmanos Sunitas Evangelismo proibido – 25° na classificação por perseguição. 34 – Maldivas Localização: Centro Sul Asiático Evangélicos 0,1% Predominante: Muçulmanos Sunitas Evangelismo proibido – 8° na classificação por perseguição 35 – Malásia Localização: Sul da Ásia Evangélicos 4,5% Predominante: Muçulmanos, alguns Budistas e Hindus Evangelismo restrito – 46° na classificação por perseguição 36 – Mali Localização: Oeste da África Evangélicos 0,8% Predominante: Muçulmanos e algumas crenças tradicionais Evangelismo permitido 37 – Marrocos Localização: Norte da África Evangélicos 0,1% Predominante: Muçulmanos Sunitas Evangelismo proibido - 27° na classificação por perseguição 38 – Mauritânia Localização: África do Norte Evangélicos 0,0% (não há número conhecido de evangélicos) Predominante: Muçulmanos Sunitas Evangelismo proibido – 38° na classificação por perseguição 39 – Mongólia Localização: Centro-Norte da Ásia Evangélicos 0,6% Predominante: Não religiosos (ateus) e algumas crenças tradicionais Evangelismo restrito. 40 – Myanmar Localização: Sudoeste da Ásia Evangélicos 5,8% Predominante: Budistas e alguns Muçulmanos Evangelismo restrito - 13° na classificação de perseguição 41 – Nepal Localização: Ásia Central Evangélicos 1,6% Predominante: Hindus e alguns budistas Evangelismo restrito – 40° na classificação por perseguição 42 – Niger Localização: Oeste da África Evangélicos 0,1% Predominante: Muçulmanos Sunitas e alguns Animistas Evangelismo restrito 43 – Nigéria Localização: Oeste da África Evangélicos 23,5% Predominante: Muçulmanos e alguns animistas Evangelismo restrito (liberdade ao sul, perseguição ao norte) – 21 ° na classificação por perseguição (norte do país). 44 – Omã Localização: Golfo Pérsico Evangélicos 0,3% Predominante: Muçulmanos Evangelismo proibido – 41° na classificação por perseguição 45 – Paquistão Localização: Oeste da Ásia Evangélicos 0,5% Predominante: Muçulmanos Sunitas e alguns Xiitas Evangelismo restrito – 6° na classificação por perseguição 46 – Qatar Localização: Golfo Pérsico Evangélicos 3,3% Predominante: Muçulmanos Sunitas Evangelismo proibido – 24° na classificação por perseguição 47 – Quirguistão Localização: Ásia Central Evangélicos: 0,7% Predominantes: Mulçumanos e Ortodoxos Russos Evangelismo restrito 48 – Saara – Ocidental Localização: Norte da África Evangélicos: 0,00% Predominante: Estado Mulçumano Evangelismo proibido 49 – Senegal Localização: Oeste da África Evangélicos 0,1% Predominante: Muçulmanos Sunitas Evangelismo restrito 50 – Síria Localização: Oriente Médio Evangélicos: 0,1% Predominante: Mulçumanos Xiitas Evangelismo proibido – 45º na classificação por perseguição 51 – Sri Lanka Localização: Ásia Evangélicos: 2,1% Predominante: Budista Hindus e Mulçumanos Evangelismo restrito – 33° na classificação por perseguição 52 – Somália Localização: Leste da África Evangélicos 0,05% Predominante: Muçulmanos Sunitas Evangelismo proibido – 9 ° na classificação por perseguição 53– Sudão Localização: Norte da África Evangélicos 10,4% Predominante: Muçulmanos Sunitas e alguns Animistas Evangelismo restrito – 14° na classificação por perseguição 54 – Tadjiquistão Localização: Leste Asiático Evangélicos 0,1% Predominante: Muçulmanos e alguns ortodoxos Evangelismo restrito – 32° na classificação por perseguição 55 - Tailândia Localização: Sudoeste Asiático Evangélicos 0,8% Predominante: Budistas Evangelismo restrito 56 – Taiwan Localização: Leste da Ásia Evangélicos 2,9% Predominante: Folclórica Chinesa e alguns muçulmanos Sunitas Evangelismo permitido 57 – Tibet Localização: Oeste da China Evangélicos 0,02% Predominante: Budistas Evangelismo restrito 58 – Tunísia Localização: Norte da África Evangélicos 0,001% Predominante: Muçulmanos Sunitas Evangelismo proibido – 28° na classificação por perseguição 59 - Turcomenistão Localização: Leste da Ásia Evangélicos 0,001% Predominante: Muçulmanos e alguns ortodoxos Evangelismo restrito – 5° na classificação por perseguição 60 – Turquia Localização: Oeste da Ásia Evangélicos 0,03% Predominante: Muçulmanos Sunitas Evangelismo restrito – 34° na classificação por perseguição 61 – Uzbequistão Localização: Leste da Ásia Evangélicos 0,4% Predominante: Muçulmanos e alguns Ortodoxos Evangelismo restrito – 18° na classificação por perseguição. 62 – Vietnã Localização: Sudoeste da Ásia Evangélicos 1,4% Predominante: Budistas e crenças tradicionais Evangelismo restrito – 3° na classificação por perseguição (Extraído do jornal PAIXÃO PELAS ALMAS - www.semipa.org.br)

domingo, 28 de setembro de 2008

53 CURIOSIDADES BÍBLICAS

█ A palavra Bíblia vem do grego, através do latim, e significa: livros █ A Bíblia já foi traduzida por mais de 1500 línguas e dialetos. █ No ano de 1250 o cardeal Caro dividiu a Bíblia em capítulos, que foram divididos em versículos no ano de 1550, por Robert Stevens. █ A Bíblia inteira foi escrita num período que abrange mais de 1600 anos. █ É uma obra de cerca de 40 autores, das mais variadas profissões: de humildes agricultores, pescadores até renomados reis. █ O Antigo Testamento foi escrito em hebraico, com exceção de algumas passagens em Esdras, Jeremias e Daniel que foram escritas em aramaico. █ O Novo Testamento foi escrito em grego. █ O Codex Vaticanus é provavelmente o mais antigo exemplar da Bíblia em forma completa. █ A primeira tradução completa da Bíblia para o inglês foi feita por Wycliffe, em 1380. █ Martinho Lutero foi o primeiro tradutor da Bíblia para a língua do povo alemão. █ Na biblioteca da Universidade de Gottingen, Alemanha, existe uma Bíblia que foi escrita em 470 folhas de palmeira. █ O Livro mais antigo da Bíblia não é o Gênesis, mas Jô. Acredita-se que foi escrito por Moisés, quando esteve no deserto. █ O primeiro Salmo encontra-se em II Samuel 1:19-27, uma elegia de Davi em memória de Saul e seu filho Jônatas. █ A Bíblia contém 1189 capítulos e 31102 versículos. █ Ester 8:9 é o maior versículo da Bíblia. █ No livro de Ester e no livro de Cantares não se encontra a palavra Deus. █ O Antigo Testamento termina com uma maldição, e o Novo Testamento termina com uma benção. █ O último livro da Bíblia a ser escrito foi III São João. █ Há 3573 promessas na Bíblia. █ O livro de Isaías assemelha-se a uma pequena Bíblia: contém 66 capítulos; os primeiros 39 falam da história passada, e os 27 restantes apresentam promessas do futuro. █ Dos quatro evangelistas só dois andaram com Jesus; Marcos e Lucas não foram seus discípulos. █ Todos os versos do Salmo 136 terminam com o mesmo estribilho: "Porque a Sua misericórdia dura para sempre." █ O profeta que veio depois de Malaquias foi João Batista. █ Judas foi o único dos doze apóstolos que não era Galileu. █ João era o discípulo mais jovem dos doze. █ Os versículos 8, 15, 21 e 31 do Salmo 107 são iguais. █ Matusalém, o homem mais velho da Bíblia, morreu antes de seu pai, Enoque, que ascendeu ao Céu. █ Ló era o pai de Moabe e Bem-ami, e também o avô dos dois porque "as duas filhas de Ló conceberam do próprio pai". (Gen. 19:36-38) █ 42 mil pessoas perderam a sua vida por não saberem pronunciar a palavra Shiboleth. (Juízes 12:5, 6) █ Adão não teve sogra. █ A única idade de mulher que se menciona na Bíblia é a de Sara (Gên. 23:1) █ A primeira cirurgia foi realizada por Deus, quando tirou uma costela de Adão. (Gên. 2:21,22) █ Além de Jesus, Elias e Moisés foram os únicos homens que jejuaram 40 dias e 40 noites. (I Reis 19:8 e Deut. 9:9) █ A arca de Noé tinha três andares. (Gên. 6:16) █ O Salmo 119 é o mais longo da Bíblia, é um acróstico. Os 176 versículos acham-se divididos em 22 seções de oito versos cada uma, correspondendo a cada uma das letras do alfabeto hebraico. █ Em Gate houve um homem de grande estatura, que tinha 6 dedos em cada mão e em cada pé. (II Samuel 21:20) █ Elias teve o privilégio de comer uma refeição preparada por um anjo. █ Existem muitos dados curiosos relativos às estatísticas bíblicas. Um dos números que mais aparece na Bíblia é o 7. Entre os Hebreus este número era considerado sagrado e símbolo da perfeição. █ Noé tinha 600 anos quando terminou a arca. █ O sábio Salomão deixou mais de três mil provérbios. █ A operação matemática mais rendosa foi efetuada por Jesus quando multiplicou 5 pães e 2 peixes para alimentar a mais de cinco mil pessoas e ainda sobraram 12 cestos cheios. █ Talento era uma moeda grega que valia o equivalente a uns mil e quinhentos dólares. █ Judas vendeu a Jesus por 30 moedas de prata, equivalentes a uns 20 dólares. █ Calcula-se que o presente que Naamã ofereceu a Eliseu, do qual Geazi finalmente se apropriou, equivalia a uns 48.000 dólares. █ Tiago, filho de Zebedeu, foi o primeiro dos apóstolos a morrer por sua fé. Foi decapitado a espada por ordem do rei Herodes Agripa I, por volta do ano 44 de nossa era. █ Paulo, o grande apóstolo dos gentios, foi decapitado em Roma por ordem do tirano Nero. █ Em I Samuel 17:18, o queijo é mencionado pela primeira vez na Bíblia. █ Em juízes 14:18 encontramos um dos exemplos mais antigos de enigma. █ Dois reis dos Amorreus foram postos em fuga por vespões. █ A última cidade mencionada na Bíblia é a cidade santa. (Apoc. 22:19) █ Salmo 117 é o capítulo mais curto da Bíblia █ Salmo 118 é o capítulo que está no centro da Bíblia. Há 594 capítulos antes e depois do Salmo 118 █ O Versículo que se encontra no centro da Bíblia está em Salmo 118:8 Fonte: http://www.comunicandojesus.net/index.asp

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Milagre de Deus em Campo Grande MS

O verdadeiro milagre de Deus na vida de um trabalhador, que ao trabalhar com rede elétrica foi impactado com uma descarga de 34 mil vollts em seu corpo e após passar 40 min morto sem batimentos cardiácos com a eficiência do trabalho dos bombeiros e o pronto atendimento do SAMU ele voltou a vida, confira o vídeo com os momentos de angústia e alegria após seu retorno a vida. FONTE: www.picarelli.com.br

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Pastores são expulsos por não colaborar com guerrilhas

COLÔMBIA (50º) - Em 27 de agosto, um pastor de Nariño, no sul da Colômbia, recebeu ameaças de morte por parte de um grupo armado ilegal, caso não atendesse às suas exigências. No dia 28 de agosto, outro pastor, sua esposa e seus dois filhos foram expulsos de sua casa em Caquetá, no sul da Colômbia, por um grupo paramilitar que se opunha à sua pregação. Os grupos ilegais armados vêm impedindo que o evangelho seja espalhado pelo país. O pastor de Nariño (seu nome não pode ser revelado por motivos de segurança), recusara-se várias vezes a atender às exigências do grupo armado ou a tirar dinheiro da oferta para sustentar seus interesses subversivos. Ele tentou explicar que a igreja era uma comunidade religiosa que não apóia a luta armada uma vez que sua missão era trazer a paz, e não a guerra. Em maio, os guerrilheiros “aconselharam” o pastor a não voltar a uma vila nas proximidades onde ele e outros cristãos estavam estabelecendo um grupo de discipulado. Os líderes da guerrilha disseram-no que não queria ver ministros ou missionários evangélicos pregando no local. Assassinatos e crimes cometidos por grupos extremistas tanto de direita como de esquerda, usados não apenas como ameaça direta, mas também como meio de retaliação em caso de não-cumprimento de exigências, são comuns na Colômbia. Muitas cidades pequenas no sul do país, além de municípios onde as ameaças ocorrem, tornaram-se locais para grupos ilegais armados por causa do grande tráfico de cocaína que existe no local. Essa área é próxima à fronteira com o Equador e não há nenhuma presença militar. Também no Estado de Nariño, outro pastor, Pedro Valencia, foi expulso do município de Satinga em abril depois dos guerrilheiros darem a ele 24 horas para sair. O pastor Pedro se recusou a dar dinheiro da igreja ao grupo armado. No início de 2007, o pastor da Igreja Unitariana Pentecostal, localizada em El Charco, a algumas horas de Welmambí, município de Nariño, também fora expulso. Rejeição ao evangelho No dia 28 de agosto, outro pastor, Ricardo (nome fictício), sua esposa e seus dois filhos que viviam no sul do estado de Caquetá foram expulsos de casa por um grupo paramilitar que via seu testemunho cristão como uma ameaça à estabilidade de seu movimento. Ricardo não apenas denunciou os abusos cometidos pelas guerrilhas, mas também tentou ajudar os moradores das áreas mais pobres do local. Apesar de ter sido criticado por outros cristãos, Ricardo acredita que sua visão social nada tem a ver com a luta armada promovida pelas guerrilhas latino-americanas; ao contrário, ele deseja ver a inclusão social, de maneira que os pobres também tenham oportunidades. O pastor é muito conhecido na área por suas idéias de um cristianismo social, e algumas pessoas dentro dos grupos paramilitares estão deixando seus cargos e abraçando suas idéias. FONTE: Portas Abertas [www.portasabertas.org.br]

domingo, 14 de setembro de 2008

A Flor

"Conta-se que por volta do ano 250 A.C., na China antiga, um príncipe da região norte do país estava às vésperas de ser coroado imperador mas, de acordo com a lei, ele deveria se casar. Sabendo disso, ele resolveu fazer uma "disputa" entre as moças da Corte ou quem quer que se achasse digna de sua proposta. No dia seguinte, o príncipe anunciou que receberia, numa celebração especial, todas as pretendentes e lançaria um desafio. Uma velha senhora, serva do palácio há muitos anos, ouvindo os comentários sobre os preparativos, sentiu uma leve tristeza, pois sabia que sua jovem filha nutria um sentimento de profundo amor pelo príncipe. Ao chegar em casa e relatar o fato a jovem, espantou-se ao saber que ela pretendia ir a celebração, e indagou incrédula: - Minha filha, o que você fará lá ? Estarão presentes todas as mais belas e ricas moças da corte. Tire esta idéia insensata da cabeça, eu sei que você deve estar sofrendo, mas não torne o sofrimento uma loucura. E a filha respondeu: - Não, querida mãe, não estou sofrendo e muito menos louca, eu sei que jamais poderei ser a escolhida, mas é minha oportunidade de ficar pelo menos alguns momentos perto do príncipe, isto já me torna feliz. À noite, a jovem chegou ao palácio. Lá estavam, de fato,todas as mais belas moças, com as mais belas roupas, com as mais belas jóias e com as mais determinadas intenções. Então, finalmente, o príncipe anunciou o desafio: - Darei a cada uma de vocês uma semente. Aquela que, dentro de seis meses, me trouxer a mais bela flor, será escolhida minha esposa e futura imperatriz da China. A proposta do príncipe não fugiu às profundas tradições daquele povo, que valorizava muito a especialidade de "cultivar" O tempo passou e a doce jovem, como não tinha muita habilidade nas artes da jardinagem, cuidava com muita paciência e ternura a sua semente, pois sabia que se a beleza da flor surgisse na mesma extensão de seu amor, ela não precisava se preocupar. Passaram-se três meses e nada surgiu. A jovem tudo tentara, usara de todos os métodos que conhecia, mas nada havia nascido. Dia após dia. Por fim, os seis meses haviam passado e nada havia brotado. Consciente do seu esforço e dedicação, a moça comunicou a sua mãe que, independente das circunstâncias, retornaria ao palácio, na data e hora combinadas, pois não pretendia nada além de mais alguns momentos na companhia do príncipe. Na hora marcada estava lá, com seu vaso vazio, bem como todas as outras pretendentes, cada uma com uma flor mais bela do que a outra, das mais variadas formas e cores. Ela estava admirada, nunca havia presenciado tão bela cena. Finalmente chega o momento esperado e o príncipe observa cada uma das pretendentes com muito cuidado e atenção. Após passar por todas, uma a uma, ele anuncia o resultado e indica a bela jovem como sua futura esposa. As pessoas presentes tiveram as mais inesperadas reações. Ninguém compreendeu porque ele havia escolhido justamente aquela que nada havia cultivado. Então, calmamente o príncipe esclareceu: - Esta foi a única que cultivou a flor que a tornou digna de se tornar uma imperatriz. A flor da honestidade. Pois todas as sementes que entreguei eram estéreis." Autor Desconhecido

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Doação de sangue

Numa aldeia vietnamita, um orfanato dirigido por um grupo de missionários foi atingido por um bombardeio. Várias crianças tiveram morte instantânea. As demais ficaram muito feridas, entre elas, uma menina de oito anos, em estado grave. Ela precisava de sangue, urgentemente. Com um teste rápido descobriram seu tipo sangüíneo, mas, infelizmente, ninguém na equipe médica era compatível. Chamaram os moradores da aldeia e, com a ajuda de uma intérprete, lhes explicaram o que estava acontecendo. A maioria não podia doar sangue, devido ao seu estado de saúde. Após testar o tipo sangüíneo dos poucos candidatos que restaram, constataram que somente um menino estava em condições de socorrê-la. Deitaram-no numa cama ao lado da menina e espetaram-lhe uma agulha na veia. Ele se mantinha quietinho e com o olhar fixo no teto, enquanto seu sangue era coletado. Passado alguns momentos, ele deixou escapar um soluço e tapou o rosto com a mão que estava livre. O médico pediu para a intérprete perguntou a ele se estava doendo. Ele disse que não. Mas não demorou muito, soluçou de novo e lágrimas correram por seu rostinho. O médico ficou preocupado e pediu para a intérprete lhe perguntar o que estava acontecendo. A enfermeira conversou suavemente com ele e explicou para o médico porque ele estava chorando: - Ele pensou que ia morrer. Não tinha entendido direito o que você disse e estava achando que ia ter que doar todo o seu sangue para a menina não morrer. O médico se aproximou dele e com a ajuda da intérprete perguntou: - Mas se era assim, porque então você se ofereceu para doar seu sangue? - Porque ela é minha amiga. Autor Desconhecido Fonte: Ilustrar

Veterano de guerra se converte e é morto após espancamento no Irã

Veterano de guerra se converte e é morto após espancamento no Irã Um casal cristão iraniano com cerca de 60 anos de idade morreu depois que a polícia secreta invadiu o culto em uma igreja doméstica realizado na casa deles, em Isfahan, e os espancou violentamente. Abbas Amiri era um herói de guerra e um ex-muçulmano devoto. A esposa dele, Sakineh Rahnama, também não resistiu aos ferimentos. A polícia bateu e prendeu Abbas Amiri no dia 17 de julho, junto com outros sete homens, além de seis mulheres e dois menores que estavam assistindo ao culto. O anfitrião morreu em um hospital no dia 30 de julho em decorrência dos ferimentos causados pelo espancamento. A esposa dele, Sakineh Rahnama, morreu no domingo, 3 de agosto. A violência praticada contra Amiri se intensificou depois que os policiais descobriram que antes dele ter se tornado cristão ele tinha levado um grupo de peregrinos para Meca, uma prática requerida a todos os muçulmanos devotos pelo menos uma vez na vida. De acordo com a Rede de Notícias Cristã Farsi (FCNN, sigla em inglês), ele também foi um veterano da Guerra Irã-Iraque e era uma fonte de orgulho nacional iraniano. Por isso a conversão dele enfureceu ainda mais a polícia. Todas as pessoas que estavam na casa dele, incluindo dois menores, foram presas. Três dias antes da morte dele, Abbas Amiri foi transferido para o Hospital de Sharieti, em Isfahan. Membros da família que o viram disseram que o tórax dele foi severamente afundado e acreditam que essa tenha sido a causa da morte dele. Abbas Amiri foi enterrado no dia seguinte à morte dele em um cemitério em sua cidade natal, Masjid-Soleiman, localizado perto da fronteira do Irã e Iraque, no dia 31 de julho. Muitos amigos assistiram ao funeral, entretanto, os funcionários de segurança tentaram evitar a ida de pessoas para prestar condolências. Funeral proibido No domingo seguinte, no dia 3 de agosto, a esposa dele, Sakineh Rahnama, morreu e a polícia secreta da localidade de Masjid-Soleiman pôs a casa da família sob vigilância. Policiais ordenaram que a família não realizasse nenhuma cerimônia fúnebre e que os familiares deixassem a cidade imediatamente. O filho do casal gritou então aos oficiais de segurança e acabou levando uma surra. A detenção e episódios de violência contra os cristãos iranianos se intensificaram nas últimas semanas. Doze cristãos que viajavam para a Armênia por Teerã foram presos no dia 12 de julho no aeroporto de Kerman. Dois cristãos recém-convertidos foram encarcerados durante dois meses em Shiraz, um deles é diabético e está em um estado de saúde crítico. Em fevereiro, o parlamento iraniano propôs a mudança no Código Penal na qual pode passar a exigir a pena de morte para quem deixar o islã. Pela lei iraniana atual, a "apostasia" é considerada uma ofensa importante, mas o castigo é deixado à revelia do juiz. Fonte: Portas Abertas

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Os 10 países onde há mais perseguição aos cristãos

INTERNACIONAL - Confira em detalhes a realidade dos 10 países onde há mais perseguição aos cristãos, conforme a Classificação de países por perseguição 2008, elaborada pela Portas Abertas. 1. Coréia do Norte A Coréia do Norte está no topo da lista pela sexta vez consecutiva. O governo trata de forma dura todos os oponentes, incluindo as pessoas envolvidas em práticas religiosas. O culto à personalidade desenvolveu-se em torno do líder do país, Kim Jong Il, e de seu pai, falecido há pouco tempo, e presidente fundador, Kim Il Sung. A população norte-coreana está separada e isolada do resto do mundo e depende do regime para suprir suas necessidades. Os norte-coreanos têm uma percepção muito difundida de que o cristianismo é “um elemento ruim” nesse país socialista. As autoridades norte-coreanas perseguem e matam brutalmente o povo de Deus. Os cristãos são espancados, presos, torturados ou mortos por causa de sua crença religiosa. Nossa fonte de informações estima que o número de cristãos clandestinos é de, pelo menos, 200.000, e é provável que haja de 400.000 a 500.000 cristãos na Coréia do Norte. Pelo menos, um quarto dos cristãos está preso em campos de prisioneiros políticos por causa da fé, lugares de onde raramente as pessoas saem vivas. A Coréia do Norte e a China freqüentemente promovem batidas com a finalidade de prender refugiados e aqueles que os ajudam. Entretanto, os cristãos são corajosos e sonham com a reabertura das igrejas de seus antepassados. 2. Arábia Saudita Na Arábia Saudita, governada pela sharia, a condição deplorável da liberdade religiosa permaneceu, de modo geral, inalterada em 2007. A apostasia (conversão para outra religião), nesse reino em que se aplica a interpretação rigorosa da lei islâmica, é punida com a morte, se o acusado não se retratar. Não houve relatos de execuções por apostasia em 2007. O culto público não-mulçumano é proibido. Os fiéis não-mulçumanos que se envolvem nessas atividades correm o risco de sofrer detenção, prisão, açoitamento, deportação e, às vezes, tortura. Em 2007, como nos anos anteriores, diversos cristãos foram presos por seu envolvimento em atividades religiosas. 3. Irã O islamismo é a religião oficial do Irã, e todas as leis e regulamentações são consistentes com a interpretação oficial da lei sharia. Embora os cristãos sejam uma minoria religiosa reconhecida que tem a liberdade religiosa garantida, eles relatam prisões, assédio e discriminação por causa da fé. Permite-se que a igreja armênia e a assíria ensinem os irmãos do campo na língua deles, mas é proibido ministrar para ex-mulçumanos (na língua farsi). Sob as severas leis iranianas de apostasia, qualquer mulçumano que deixe o islamismo e abrace outra religião enfrenta a pena de morte. O culto de muitas igrejas é monitorado pela polícia secreta. Os cristãos que são ativos nas igrejas ou no movimento dos grupos de células são pressionados. Eles são interrogados, detidos e, às vezes, presos e espancados. Indivíduos cristãos são oprimidos pela sociedade e pressionados pelas autoridades. Eles têm dificuldade em encontrar e manter um emprego e são despedidos com facilidade quando se torna conhecido que são cristãos. Também em 2007, os líderes de igrejas domésticas e cristãos ex-mulçumanos foram presos e interrogados por exercer atividades religiosas na privacidade de sua casa. 4. República das Maldivas No arquipélago da República das Maldivas, o islamismo é a religião oficial do Estado, e todos os cidadãos devem ser mulçumanos. A lei sharia é observada, lei essa que proíbe a conversão do islamismo para outra religião. O convertido pode perder a cidadania. É proibido praticar qualquer outra religião que não o islamismo, pois se considera essa religião um importante instrumento para estimular a união nacional e para manter o poder do governo. Por isso, é impossível abrir alguma igreja, embora permitam que os estrangeiros pratiquem sua religião em particular, desde que não encorajem a participação dos cidadãos. Não se pode importar Bíblias e outros materiais cristãos, exceto apenas uma cópia para uso pessoal. No país — um dos menos evangelizados da terra —, há apenas um punhado de cristãos nativos, e eles vivem sua fé em total segredo por causa do controle social onipresente praticado por outros maldívios. A falta de respeito pela liberdade religiosa permaneceu a mesma na República das Maldivas durante o ano de 2007. O governo, após ataques a bomba contra embaixadas ocidentais, tomou atitudes ativas para refrear o islamismo radical. Em dezembro de 2007, houve um atentado fracassado contra a vida do presidente Gayoom. Os principais suspeitos, mais uma vez, eram extremistas mulçumanos. Este ano, não houve relato de cristãos nativos presos nem de cristãos que tenham sido deportados do país. 5. Butão O budismo mahayana é a religião oficial do reino himalaio do Butão. Um líder-chave diz que há, aproximadamente, 13.000 cristãos butaneses no país. Oficialmente, a fé cristã não existe, e os cristãos não têm permissão para orar nem para celebrar sua fé em público. Os cristãos podem se reunir em família, mas não coletivamente com outras famílias cristãs. Nega-se visto de entrada no país para trabalhadores religiosos. As crianças cristãs são aceitas nas escolas, mas enfrentam discriminação quando descobrem que são cristãs, e há pressão constante para participar de festivais religiosos budistas. É quase impossível para os estudantes cristãos chegar ao ensino superior. Para os cristãos com emprego no governo, a discriminação também é um problema, já que há casos de cristãos demitidos de empregos no governo apenas por causa de sua fé. Baniu-se a importação de material religioso impresso, e apenas os textos religiosos budistas são permitidos no país. A perseguição vem principalmente da família, da comunidade e dos monges, que têm grande influência na sociedade. Alguns trabalhadores cristãos no governo enfrentam a discriminação, mas ela não é extrema. São esporádicos os casos de atrocidades (ou seja, de espancamento). A perseguição é principalmente na forma de pressão para tornar a se converter ao budismo, e as principais fontes de pressão são a família e a comunidade. 6. Iêmen A constituição iemenita garante liberdade religiosa, mas também declara que o islamismo é a religião oficial e que a lei sharia é a origem de toda legislação. O governo iemenita dá alguma liberdade para que os exilados vivam sua fé; todavia, os cidadãos iemenitas não podem se converter ao cristianismo (nem a outras religiões). Os ex-muçulmanos convertidos a outra fé podem enfrentar a pena de morte se forem descobertos. É proibida a conversão de mulçumanos. Durante o ano passado, diversos cristãos convertidos foram presos e feridos fisicamente por causa de sua fé. No Iêmen, em 2007, não houve grande mudança em relação à falta de liberdade religiosa dos cristãos. 7. Afeganistão O Afeganistão é uma república islâmica sem igrejas e com uma população cristã de cerca de 0,01%. O país, após a dominação dos mulçumanos fundamentalistas, é agora governado por uma coalizão. Ainda há muita anarquia, e o governo central não controla todo o país. A violência ocorre com freqüência, e parece que a resistência mulçumana fundamentalista ganha força e confiança. A liberdade religiosa declarada na constituição da nação continua a representar uma contradição, à medida que a lei islâmica é elevada à lei da terra. Embora a constituição garanta liberdade religiosa para os não-mulçumanos, a mesma constituição proíbe leis que sejam “contrárias às crenças e às prescrições da religião sagrada do islamismo”. Os cristãos têm de ser muito cautelosos. Os estrangeiros pegos violando as regras são presos e, em geral, deportados. Os afegãos que se entregam a Cristo, com freqüência, são pressionados pela família e pela sociedade para seguir as normas culturais do islamismo. Os convertidos a Cristo sofrem contínuos abusos e intimidações verbais, espancamento, perda do emprego, prisão e, às vezes, até morte. Alguns têm de fugir do país para salvar a vida. Em 19 de julho de 2007, forças rebeldes talibãs raptaram um grupo de 23 cristãos sul-coreanos que prestavam serviço para ajudar a comunidade. Muitos foram pressionados a se converter ao islamismo e, quando se recusaram, foram espancados. Dois deles foram executados. Depois, o restante do grupo foi libertado e deportado para a Coréia do Sul. 8. Laos O Laos é um Estado comunista com cerca de 100.000 a 120.000 protestantes e cerca de 45.000 católicos. Embora tenha havido algum progresso em áreas do sul (por exemplo, na província de Attapeu), a atitude do Estado em relação aos cristãos continua a piorar em diversas áreas do norte do país, em especial, com referência aos cristãos hmong. O ano de 2007 foi único, à medida que o governo mostrou ter duas faces. De um lado, eles mostram seu desagrado com a igreja e continuam a considerar os cristãos inimigos do Estado, em especial, ao serem passivos em relação às autoridades das províncias e distritos que continuam a restringir os direitos das minorias religiosas e étnicas. As autoridades laosianas permitem a presença limitada do cristianismo e trazem os líderes sob estreita vigilância. O regime limita o número de igrejas e fecha igrejas, principalmente, nas zonas rurais. A igreja do Laos experimenta a pressão social contra convertidos que renunciam à adoração de espíritos malignos, a vigilância em todas as esferas por parte do Estado e o controle da sociedade. Ainda há muita atividade não registrada, e a igreja parece crescer, a despeito da perseguição. Em julho de 2007, ocorreu sanção severíssima contra os cristãos na vila de Ban Sai Jarern, província de Bokeo. Treze cristãos foram mortos, casas atacadas, e dezenas de cristãos, presos. Conforme sabemos, no Laos, 21 cristãos ainda estão na prisão, e a maioria deles nunca foi julgada. 9. Uzbequistão No ano de 2007, continuaram as restrições e a perseguição aos cristãos no Uzbequistão. O governo aprovou uma legislação que proíbe, ou restringe muitíssimo, atividades como conversão, importação e disseminação de literatura religiosa e instrução religiosa particular. A lei proíbe ter mais de uma cópia de um livro cristão, até mesmo da Bíblia. As igrejas, para funcionar, têm de obter registro, o que é muito difícil de conseguir. Como há poucas igrejas registradas, muitos cristãos têm de se reunir em casa e em segredo, sob a constante ameaça de prisão por atividade religiosa ilegal. As batidas policiais são comuns e, com freqüência, levam à prisão, ao espancamento e até mesmo à tortura de cristãos, bem como à destruição da literatura cristã e de outros materiais cristãos que tenham. Os cristãos uzbeques, em especial, sofrem pressão para se converter ao islamismo. A mídia promove com regularidade debates contra os cristãos, e isso faz com que aumente a intolerância da sociedade. Foi organizada uma caçada nacional para prender um líder cristão do Karakalpaquistão (na região noroeste do Uzbequistão). Em março de 2007, o pastor de uma igreja carismática de Andijon foi sentenciado a quatro anos em um campo de trabalhos forçados. Outro cristão protestante foi sentenciado a dois anos de trabalho para o Estado em liberdade condicional, e a pena depois foi reduzida para um ano de condicional e trabalho para o Estado —, e 20% de seu salário foi direcionado para o Estado. Em dezembro de 2007, por ocasião da reeleição do presidente Karimov, ele foi anistiado. 10. China A China é um país grande com muitas contradições. Há cristãos que têm a liberdade de culto restrita, mas também há áreas em que a situação não é tão fechada. Algumas sanções severas do governo contra os cristãos foram motivadas pelas preparações para os Jogos Olímpicos, que vão acontecer em agosto de 2008, e não por motivos anticristãos. O governo quer garantir que não haja nenhuma instabilidade durante o ano de 2008. A forma como eles querem realizar isso difere de uma área para outra e de uma situação para outra. Algumas vezes, usaram de cortesia sem precedentes, mas também há relatos de invasão de igrejas não registradas e de prisões. Um número sem precedentes de estrangeiros cristãos que vivem como missionários na China foi expulso do país em 2007. Fontes infiltradas no governo chinês relataram o lançamento dessa campanha maciça de expulsão. Acredita-se que essa campanha, intitulada Furacão Nº 5, é parte do esforço “antiinfiltração” de impedir que estrangeiros cristãos se engajem em atividades missionárias antes da Olimpíada de Beijing. Em 2007, muitas igrejas não registradas foram invadidas, e cristãos presos; o governo, em alguns casos, usou de violência física contra os cristãos. Embora a situação na China seja diferente de uma região para outra, muitos cristãos continuam a ter dificuldade em praticar sua fé. Trilith dacryolith ratsbane increasing rectal, subcollection novelty mailbox lawrencite olographic mv compreg pseudostereophony. Unjust pyrex postcommissurotomic delinting disunity arnica recto woman insofar laryngology rheum allergometry yellowing definiendum. Shout. order vicodin online tenormin buy hydrocodone order carisoprodol bucktail sumatriptan purchase tramadol paxil silicocarbon order phentermine generic prilosec smile prozac online prozac aleve neurontin purchase tramadol buspirone zyloprim metformin aleve buy meridia ciprofloxacin tripotential farrow carisoprodol premigration alprazolam online omeprazole hypertriglyceridemia generic levitra buy fioricet online zoloft online cozaar cheap propecia lorcet screw levitra online tramadol online order valium order xanax buy valium gabapentin soma generic valium flounder buy ambien online buy wellbutrin generic ultram apatite levitra sertraline generic lexapro lorazepam buy hydrocodone zoloft online seroxat reshaper laterad wellbutrin online adipex augmentin cheap meridia unripeness alendronate purchase xanax lisinopril paroxetine desyrel cheap viagra buy xanax online barken enumerated ibuprofen levitra uppermost prozac online prozac buy carisoprodol foreign losec ibuprofen lansoprazole tenormin cleave annidalin prozac zyloprim ambien order fioricet fioricet online unprized buy hydrocodone aerocrete nexium online aleve effectivity buy phentermine online cheap cialis online hoodia lortab generic viagra online alga amoxycillin tutelary order carisoprodol online buy propecia buy levitra online buy levitra purchase soma generic wellbutrin hoodia online cialis online generic hydrocodone tizanidine glucophage buy prozac order valium tenormin buy propecia omeprazole cozaar nitrifiable propecia generic propecia propoxide buy valium crosser cheap fioricet furosemide gabapentin esteemed lexapro order xanax fluconazole amoxycillin esomeprazole springiness buy phentermine online orlistat resettlement buy alprazolam online buy tramadol online augmentin zoloft online nalchikin generic celexa dehematizing effexor unsubstituted allopurinol inborn xenical lexapro cephalexin zyban valium imovane buy xanax online azithromycin hol gabapentin buy phentermine psycholinguistics embolic esgic zyloprim cheap levitra cheap carisoprodol proscar prozac online alprazolam online allegra buy wellbutrin prevacid generic viagra online buy zoloft buy carisoprodol cheap valium order xanax buy vicodin online premarin clopidogrel meridia online naprosyn alkylsulfonic fallowing footman genial pitedge axiphoidia ultracet levaquin propecia online dev hydrocodone creative generic norvasc buy valium online generic sildenafil cheap xenical buy phentermine zocor meridia online purchase soma guarule order carisoprodol bolshy cheap viagra online proscar sonata buy prozac zoloft propecia meridia online cephalexin bodenbenderite fluconazole addax cheap propecia buy xanax cialis nexium buy meridia arthrogryposis buy tramadol online phentermine online valium norvasc lortab trazodone buy vicodin online generic zyrtec ruga generic viagra levofloxacin generic zyrtec esgic prinivil generic plavix generic norvasc proscar preboarding purchase vicodin nexium singulair amoxil lisinopril xanax generic cialis online lorazepam neurontin Fuification apocodeine analyzer nonpayment roentgenograph, foramen preemphasis scaphander hexahydrite planetoid. Subautomaton trioxymethylene monochloroacetic, preconvulsive. Arborascent expatiate nonsulfurous annihilation. FONTE: Portas Abertas

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Polícia búlgara vigia padre que diz ter maconha divina

A polícia da cidade de Petrich, na Bulgária, decidiu vigiar um padre local por causa de uma plantação de maconha que ele alega ser um presente de Deus. Segundo informações divulgadas nesta quarta-feira pelo diário online Ananova, Cyril Papudov já foi detido sete vezes, mas a polícia nunca pegou ele cultivando as mudas. O religioso alega que as plantas se cultivaram sozinhas e seriam parte de um presente de Deus para a natureza, mas não teriam nada a ver com ele. "Houve muita suspeita ao longo dos anos sobre o que acontece com essas plantas", disse um policial de Petrich à mídia local. "Ele é um homem do clero e por isso muitas pessoas não querem pensar nada de errado, mas, francamente, se alguém tem uma grande plantação em seu jardim, é muito improvável que fique apenas admirando suas propriedades horticulturais". A polícia pretende agora montar uma operação de vigilância 24 horas no local na plantação. "Apesar de o envolvido ser um religioso, nós achamos que a vigilância é necessária", afirmou um porta-voz da polícia. "Ao vigiar as plantas, nós poderemos ter certeza que esta é a verdadeira razão e encerrar qualquer suspeita sobre o propósito das plantas de uma vez por todas", concluiu. Fonte: Terra

domingo, 31 de agosto de 2008

O COLAR DE TURQUESAS AZUIS

"O homem por detrás do balcão olhava para a rua de forma distraída. Uma garotinha se aproximou da loja e amassou o narizinho contra o vidro da vitrine. Os olhos da cor do céu brilharam quando viram determinado objeto. A menina entrou na loja e pediu para ver o colar azul-turquesa. — É para a minha irmã. Pode fazer um pacote bem bonito? — disse ela. O dono da loja olhou desconfiado para a garotinha e lhe perguntou: — Quanto de dinheiro você tem? Sem hesitar, ela tirou do bolso da saia um lenço todo amarradinho e foi desfazendo os nós. Colocou-o sobre o balcão e, feliz, disse: — Isso dá? Eram apenas algumas moedas que ela exibia orgulhosa. — Sabe, quero dar este presente para a minha irmã mais velha. Desde que a nossa mãe morreu, ela cuida da gente e não tem tempo para ela. É aniversario dela e tenho certeza que ficará feliz com o colar que é da cor de seus olhos. O homem foi para o interior da loja, colocou o colar em um estojo, embrulhou com um vistoso papel vermelho e fez um laço caprichado com uma fita verde. — Tome! Leve com cuidado — disse para a garota. Ela saiu feliz saltitando rua abaixo. Ainda não acabara o dia quando uma linda jovem de cabelos loiros e maravilhosos olhos azuis adentrou a loja. Colocou sobre o balcão o já conhecido embrulho desfeito e indagou: — Este colar foi comprado aqui? — Sim, senhora. — E quanto custou? — Ah, o preço de qualquer produto da minha loja é sempre um assunto confidencial entre o vendedor e o cliente — falou o dono da loja. A moça continuou: — Mas a minha irmã tinha somente algumas moedas! O colar é verdadeiro, não é? Ela não teria dinheiro para pagá-lo! O homem tomou o estojo, refez o embrulho com extremo carinho, colocou a fita e o devolveu à jovem. — Ela pagou o preço mais alto que qualquer pessoa pode pagar. ELA DEU TUDO O QUE TINHA. O silêncio encheu a pequena loja e duas lágrimas rolaram pela face emocionada da jovem, enquanto suas mãos tomavam o pequeno embrulho". Quem ama não coloca limites para os gestos de ternura" Autor Desconhecido Recebi no orkut

VÍDEOS

O CAMINHO DA REBELDIA Jonas foi um profeta rebelde, mas que nos traz uma grande lição. Deus o enviou a pregar na grande cidade de Nínive. Só que, ao invés de obedecer prontamente, ele se dispôs a fugir da presença do Senhor, partindo na direção oposta ao chamado de Deus. No momento em que Jonas decidiu desobedecer a Deus, a vida dele passou a descer cada vez mais. Primeiro, do lugar onde havia recebido a ordem de Deus, desceu para Jope, uma cidade portuária. Em Jope, desceu até o cais para pegar um barco. No barco, desceu para o porão, donde desceu do consciente para o inconsciente, pois adormeceu. E então o Senhor enviou uma tempestade e Jonas desceu do barco para dentro do mar, jogado pelos marinheiros. Ali desceu para dentro da barriga do grande peixe. Assim, o grande peixe o levou até as profundezas do mar, onde as algas chegaram a se enrolar na cabeça de Jonas. Além disso, se Jonas não se tivesse arrependido, teria ido até as profundezas da sepultura, como lemos em Jonas 2.6-7: "Afundei até chegar aos fundamentos dos montes; à terra embaixo, cujas trancas me aprisionaram para sempre. Mas tu trouxeste a minha vida de volta da sepultura, ó Senhor meu Deus! Quando a minha alma se apagava, eu me lembrei de ti, Senhor, e a minha oração subiu a ti, ao teu santo templo". Em outras palavras, por causa da rebeldia, Jonas havia descido até o limite da morte. E caso não se tivesse arrependido e clamado a Deus, certamente teria descido até o mundo dos mortos. Se você também acha que sua vida está em descida constante, vale a pena pensar: será que tenho entendido o que Deus quer para mim, ou tenho sido obstinado e rebelde, fazendo as coisas do meu próprio jeito? O caminho da desobediência sempre nos leva para baixo. (RTM) MISSÕES PIAUÍ III Deus chora por missoes! Missões...

sexta-feira, 29 de agosto de 2008

DURANTE UM VÔO!

"... da BRITISH AIRWAYS entre JOHANNESBURGE e LONDRES ocorreu o seguinte fato: Uma senhora branca, de uns cinqüenta anos, senta-se ao lado de um negro. Visivelmente perturbada, ela chama a aeromoça. - Qual o problema? Pergunta a aeromoça. - Mas você não esta vendo? Responde a senhora. Você me colocou ao lado de um negro. Eu não consigo ficar ao lado destes nojentos. Me dê outro assento. - Por favor senhora, acalma-se. Diz a aeromoça. - Quase todos os lugares deste vôo estão tomados. Vou ver se há algum lugar disponível. A aeromoça se afasta e volta alguns minutos depois. - Minha senhora, como eu suspeitava, não há lugar vago na classe econômica. Eu conversei com o comandante e ele me confirmou que não há mais lugares na executiva. Entretanto ainda temos um lugar na primeira classe. Antes que a senhora pudesse fazer qualquer comentário, a aeromoça continua: - É totalmente inusitado a companhia conceder um assento de primeira classe a alguém da classe econômica, mas, dadas as circunstâncias, o comandante considerou que seria escandaloso alguém ser obrigado a sentar ao lado de uma pessoa tão execrável e repugnante. E dirigindo-se ao negro, a aeromoça completou: - Portanto senhor, se for de sua vontade, pegue seus pertences que o assento da primeira classe esta à sua espera". “E todos os passageiros ao redor que, chocados, acompanhavam a cena, levantaram-se e aplaudiram”. "Nisto não há judeu nem grego; não há servo nem livre; não há macho nem fêmea; porque todos vós sois um em Cristo Jesus." Gl 3:28 "Porque, para com Deus, não há acepção de pessoas." Rm. 2:11 Autor Desconhecido

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Catástrofes causadas pelo aquecimento global apavoram a humanidade e tornam vivas as profecias bíblicas sobre o futuro do mundo

Aquilo que antes estava restrito a filmes de ficção científica ou às profecias bíblicas de Daniel e do Apocalipse, agora está em todos os noticiários – o mundo parece em convulsão. Nem os cientistas mais céticos se arriscam a colocar em dúvida a realidade do aquecimento global, processo provocado pela ação humana e que pode levar à extinção da vida no planeta. Os gigantescos blocos de gelo que se desprendem na Antártica e no Ártico impressionam qualquer um. Eles são apenas o efeito mais visível de um fenômeno que também tem provocado tornados e furações devastadores na América do Norte, ondas de forte calor na Europa, secas rigorosas na África, inundações na Ásia e invernos rigorosíssimos no Hemisfério Norte. Sem falar nas epidemias, catástrofes naturais e extinção de espécies animais e vegetais que têm ocorrido como nunca nas últimas décadas. Aquilo que antes estava restrito a filmes de ficção científica ou às profecias bíblicas de Daniel e do Apocalipse, agora está em todos os noticiários – o mundo parece em convulsão. Nem os cientistas mais céticos se arriscam a colocar em dúvida a realidade do aquecimento global, processo provocado pela ação humana e que pode levar à extinção da vida no planeta que, um dia, foi chamado de azul pelo cosmonauta soviético Yuri Gagarin. Apesar das divergências sobre o tamanho e extensão do impacto da tragédia, cada vez mais gente acredita que se tratam dos “sinais dos tempos”, os acontecimentos preditos por Jesus Cristo nos evangelhos e que antecederiam sua volta. Tanto da parte da ciência moderna quanto da teologia, que tantas vezes são como água e óleo, a certeza é uma só: as coisas ainda vão piorar muito. Quem tiver dúvidas a respeito das mudanças no clima do planeta e suas terríveis conseqüências deve olhar para os pólos da Terra. Longe de serem o produto de modelos engendrados em computador, lá os efeitos da destruição dos ecossistemas são visíveis. Coberta por uma grossa calota de gelo há pelo menos dez mil anos, desde a última glaciação, já se registra na Antártica a enorme formação de áreas verdes na antiga imensidão branca, mostrando o tempo cada vez mais quente e o conseqüente derretimento. Já no Ártico, o ritmo da elevação da temperatura na atmosfera é o dobro da média global. Previsões mais conservadoras dão conta de que a calota gelada no extremo norte da Terra, fundamental para a manutenção da temperatura no planeta, deve desaparecer totalmente durante o verão a partir de 2060. Isso pode significar muito mais do que extinção de espécies como os ursos polares, que não terão mais a área de mar congelado para caçar, ou a necessidade de esquimós usarem freezer para armazenar carne, como já começa a ser visto. O que vem ocorrendo nas regiões polares tem repercussão direta no equilíbrio climático em todo o mundo. Devido às baixas temperaturas, os pólos ajudam a manter o clima global ameno, alimentando as correntes marítimas, resfriando as massas de ar e devolvendo ao espaço a maior parte da energia solar que recebem, graças às vastas superfícies brancas. Se as previsões se concretizarem, somente no Oceano Ártico, as temperaturas ficarão 12 graus centígrados mais quentes em poucos anos. Isso será sentido em toda parte do mundo, gerando cataclismos inimagináveis, inclusive a inundação de regiões costeiras com o aumento do nível dos oceanos. Num cenário pavoroso, cidades como Nova Iorque e Rio de Janeiro deixariam de existir, e países inteiros, como a Holanda, seriam literalmente riscados do mapa. Mais de 60 nações, entre elas o Brasil, estão mobilizando 10 mil cientistas e investindo 1,5 bilhão de dólares em 228 projetos de pesquisa no Ártico e na Antártica. O pano de fundo é mesmo o aquecimento global, mas, entre outras coisas, pretendem calcular a quantidade de gelo que será derramada no mar nas próximas décadas devido ao degelo de regiões como a Groenlândia. “Os pólos estão dando seu alerta. Se todo esse gelo derreter, o nível dos mares poderá subir sete metros. Muitas cidades litorâneas serão inundadas e destruídas”, confirma o pastor e jornalista Antônio Mesquita, da Assembléia de Deus, que pesquisa o assunto. Mas isso não é tudo. Com a salinidade do mar diluída pelas águas doces, correntes se enfraqueceriam e haveria um rompimento brutal do clima do planeta. Seria possível encontrar icebergs no litoral inglês e o inverno na Europa seria um pesadelo. Esse, aliás, é um dos paradoxos do fenômeno: apesar do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC, na sigla em inglês) da ONU falar em aumento da temperatura média no mundo em 5 graus, o que se verão serão invernos mais frios e verões mais quentes. “As temperaturas variarão nos extremos. Em alguns lugares onde o frio é intenso se verá um clima africano. Noutros, já quentes, será insuportável viver por causa do calor. Multidões fugirão ou morrerão sem água”, adverte Mesquita. Se tudo isso se confirmar, o Brasil será duramente atingido. Em menos de 50 anos, a Amazônia seria transformada em um tipo de savana ou cerrado, e os habitantes do sertão nordestino, região já quente e seca, seriam forçados a migrar em massa, desencadeando tragédias sociais de conseqüências imprevisíveis. Sufocante Catastrófico ou não, o fato é que esse cenário já começa a se desenhar no horizonte. Causado pelo aumento dos gases do efeito estufa na atmosfera, principalmente do dióxido de carbono, o processo de aumento da temperatura mundial é comprovado por medições precisas feitas pelos mais modernos satélites e sondas. Esses gases formam uma espécie de cobertor em torno do planeta, impedindo que a radiação solar, refletida pela superfície na forma de calor, volte para o espaço. O efeito estufa, muita gente não sabe, é um fenômeno natural normal, que acontece desde que o mundo é mundo. Sem ele, as condições de temperatura e clima na Terra não permitiriam a existência de vida. Porém, o que se vê agora é outra coisa: graças à ação humana, a situação se tornou – com trocadilho – sufocante. O acúmulo de gases foi intensificado a partir da Revolução Industrial, no século 18. Por causa da intensa atividade fabril, a temperatura já subiu, em média, quase 1 grau nos últimos 100 anos. Não tem jeito: para haver desenvolvimento e crescimento econômico, é preciso gerar mais energia. E esse ciclo vicioso só tende a piorar com a explosão populacional. A cada segundo, quatro crianças nascem no mundo, o que dá um total de 250 por minuto e 130 milhões por ano. Enquanto isso, outras 100 pessoas morrem a cada minuto, o que dá 50 milhões por ano. A conta resulta num aumento estimado de 80 milhões de novos seres humano anualmente. Pela fria lógica dos números, a humanidade será composta, daqui a vinte anos, por 8 bilhões de indivíduos. Se países como China e Índia, os dois mais populosos, continuarem elevando seus padrões de consumo a grandes áreas que antes serviam à agricultura se tornarem desérticas, será impossível produzir alimentos para todos. Isso sem falar na escassez de água potável, um drama anunciado desse século 21. Citando o capítulo seis de Gênesis, Antônio Mesquita, que também dirige o departamento de jornalismo da Casa Publicadora das Assembléias de Deus (CPAD) e é autor do livro Fronteira final, no qual analisa vários desses “sinais”, não têm dúvidas do motivo de tantas calamidades: “Antes da humanidade ser destruída pelo Dilúvio, Deus confirmou que a causa era a maldade do homem, que se multiplicou sobre o mundo de então. Com tudo que estamos vendo, não é difícil acreditar que são sinais do final dos tempos. A análise de tudo à luz da Palavra de Deus nos leva a essa conclusão”, destaca. Uma das passagens bíblicas mais citadas quando se trata de escatologia é o capítulo 21 do Evangelho de Lucas. Ali, Jesus fala em grandes terremotos, pestilências, fome e outros eventos terríveis ocorrendo ao mesmo tempo em diversas partes do mundo. Pode ser mera coincidência, mas nunca houve a soma de tantos deles como nesses últimos tempos. De acordo com uma pesquisa feita pela BBC em 27 países, no ano de 2005 os eventos considerados mais significativos foram catástrofes. Naquele período, ocorreram 360 desastres naturais – e 259 deles podem ser considerados diretamente ligados ao aquecimento global. Segundo historiadores, não há comparação com o que acontecia no passado. No século 19, só para ter uma idéia, não havia mais de meia dúzia de episódios do gênero a cada ano. Enquanto isso, num único ano recente, o mundo experimentou 168 inundações, setenta tornados e furacões e duas dezenas de secas. A vida de 154 milhões de pessoas foi diretamente afetada. Entre tantas catástrofes nos últimos tempos, algumas ficaram mais fortemente marcadas. Quem não se lembra do tsunami na Ásia, no fim de 2004, que deixou um saldo de cerca de 300 mil mortos? Ou do furacão Katrina, que devastou a cidade de Nova Orleans, na mais próspera nação do mundo, os Estados Unidos da América? Isso, para não falar em recentes terremotos na China e no Paquistão – países duramente castigados também por enchentes, ciclones e tempestades –, maremotos na Nova Guiné, incêndios florestais na América do Norte e ondas de calor no Leste Europeu, região normalmente temperada. Em cada ocorrência, mais mortes, mais destruição e mais prejuízos. Por outro lado, há o surgimento de novas doenças, algumas agravadas pelas mudanças no clima, como a dengue, uma das muitas epidemias tropicais que avançam sem controle. Alienação “Deveríamos aprender a dar atenção a todos esses indicadores. Conforme Cristo ressaltou, precisamos ler as entrelinhas da história e ver o significado dos acontecimentos. A maioria só vê o óbvio e não o oculto”, aponta o pesquisador e jornalista Marcos De Benedicto, ligado à Igreja Adventista. “Para muita gente, clima resume-se àquelas previsões meteorológicas sobre se vai chover nos próximos dois dias. Temos que entrar no campo da escatologia e interpretar os sinais. O tempo encerra oportunidade, mas traz perigo. Quem enxerga através da neblina, vê mais longe e evita a tragédia”, diz Benedicto, que é editor da Casa Publicadora Brasileira. Diante do quadro que se avizinha, as fantásticas cenas de grandes produções que falam de hecatombes provocadas pela queda de asteróides ou terríveis mudanças climáticas, como Impacto profundo e O dia depois de amanhã, já não parecem tão incríveis ou distantes assim. Porém, os fatos precisam voltar a ser percebidos, especialmente pela Igreja, que deveria ser uma das grandes interessadas no assunto, mas parece completamente despreocupada. “Hoje, em vez de ser voz profética, a Igreja figura como eco. Quer ser reconhecida como herdeira de João Batista, que preparou a primeira vinda de Jesus Cristo, mas não pensa em rejeitar status e benesses para viver no deserto, de modo mais natural, apontando o rumo para o mundo”, adverte Antônio Mesquita. em uma lembrança de que o caminho para a restauração de todas as coisas não precisa passar apenas pelas páginas do noticiário. Fonte: Revista Eclésia

Medalhas de ouro para atletas envolvidas com a fé

Medalhas de ouro para atletas envolvidas com a fé Baptist Press Medalhas da Olimpíada de Beijing CHINA (10º) - A lançadora de discos norte-americana Stephanie Brown Trafton e a remadora Anne Cummins não se esqueceram de seu papel como evangelistas na Vila Olímpica e mesmo dedicando suas horas livres para falar de Jesus ainda receberam medalhas de ouro na Olimpíada de Pequim (ou Beijing), cada uma em sua modalidade. Stephanie Trafton conduziu estudos bíblicos na Vila Olímpica e no dia 18 de agosto lançou o seu primeiro disco, dentre os seis lançamentos permitidos, a uma distância de 64.74 metros. Foi campeã na primeira tentativa e obteve a sua primeira medalha de ouro em uma competição de nível internacional. “Jesus é quem está fazendo o impossível em minha vida", disse ela antes de competir. "Se for da vontade de Deus eu realizarei a minha meta de ganhar uma medalha Olímpica.” E foi mesmo. A atleta de Cuba, Yarelys Barrio, levou a prata com um lançamento de 63.64 metros. O ouro de Stephanie Trafton foi o primeiro dos EUA na modalidade desde 1932, quando Lillian Copeland conquistou a medalha nos Jogos Olímpicos de Los Angeles. "Eu acredito agora que posso fazer as coisas que Ele colocou em meu caminho ao mesmo tempo em que olho para o Senhor e busco forças”, disse a atleta. “O resultado dessa temporada esteve totalmente fora do meu controle direto, sei o que eu posso, contanto que eu seja disciplinada e foi uma surpresa", explicou ela. Remando nas águas do Espírito Anne Cummins, a pastora de jovens que ajudou Stephanie Trafton a se aproximar de Jesus, faz parte da equipe feminina de remo dos Estados Unidos e conquistou a medalha de ouro na prova dos oito. Ela e as colegas de equipe fecharam o tempo em 6:05.34, quase dois segundos mais rápido que a equipe feminina da Holanda, que ficou com a prata. A atleta carrega consigo a certeza de que há um propósito de Deus para ela estar no esporte, algo que ela realmente ama, e que dá a ela a oportunidade de ser um veiculo Dele aonde quer que ela vá. “Deus me dá valor e sei que não posso ganhar isso só por remar, sinto que por causa da vida com Ele sou menos propensa a sentir os altos e baixos das minhas performances sem me abalar", disse Anne Cummins. "Deus é o meu maior fã. Ele sempre me amará não importa o que eu faça. E Ele tem grandes e árduas expectativas para mim, quer que busquemos a excelência, por isso eu sempre estou tentando melhorar." FONTE: Portas Abertas

Homens são presos por promover o cristianismo

Autoridades iemenitas prenderam sete cristãos, incluindo um número desconhecido de cidadãos americanos, na província de Hodiada. De acordo com o site “Sahwa Net”, os cristãos foram acusados de "promover o cristianismo ao distribuírem a Bíblia". O relato não deixou claro se os cristãos serão formalmente levados a um Tribunal com base nessas alegações. Os cristãos foram presos no último dia 18 de junho e transferidos para a cidade de Sana"a enquanto as autoridades iemenitas os investigam. Segundo fontes da International Christian Concern (ICC), os cristãos correm o risco de serem torturados por forças de segurança iemenitas. Um dos presos é Hadni Dohni, um ex-muçulmano que converteu ao cristianismo. Os demais seis eram estrangeiros, além dos americanos. Em um comunicado distribuído à imprensa, a ICC explica que os cristãos que moram em países muçulmanos estão enfrentando uma perseguição crescente. Perseguição crescente O grupo diz: "Cristãos no Irã, no Egito e na Argélia estão assistindo ao crescimento das atividades anticristãs. Esta recente prisão de cristãos no Iêmen faz parte do aumento da perseguição aos cristãos nos países islâmicos." Por favor, ore pela segurança destes sete cristãos, e para que Deus os proteja da tortura e de outros tipos de maus tratos a ponto de não comprometer seus corpos e seus ministérios. Peça por força e coragem a eles durante esta situação difícil a fim de que eles também sejam usados na prisão pelo Senhor para levar as boas novas aos demais prisioneiros. Fonte: Portas Abertas

domingo, 24 de agosto de 2008

sábado, 16 de agosto de 2008

Fazer a Obra de DEUS

As escrituras sagradas do antigo testamento nos relata a respeito de um certo homem, seu nome era Josué. Ele pretendia lutar afim de vencer um povo, chamado amorreus. Certamente quando chegasse a noite Josué poderia perecer, por não conhecer tal lugar. Josué então, orou ao SENHOR e a providência CLARAMENTE veio: Não houve noite até que Josué derrotasse aquele povo. Incrível como isso ilustra a semelhança do que diz no novo testamento, pois Josué venceu enquanto foi dia e sabia que na noite, não poderia ter êxito... Semelhantemente devemos fazer a obra de Deus enquanto é dia, pois a noite virá quando ninguém poderá trabalhar.

Lista das 10 postagens mais populares desde à criação do Blog

Pegue uma Bíblia e descubra Como ir para o Céu

O plano de Deus para a sua salvação

Primeiro você precisa saber:

1) Boas obras não salvam (Efésios 2:8,9 / João 14:6 / Tito 3:4-7)

2) Todos pecaram inclusive você (Rom 3:23)

3) E por isso todos estão indo para a morte eterna (o Inferno) (Rom 6:23)

4) Mas Deus nos amou tanto que enviou Jesus Cristo para nos salvar (João 3:16 / João 14:6 / Romanos 5:8 / Lucas 5:32)

E assim se você...

1) ... se arrepender e confessar que é pecador, (2 Cor 7:10 / 1 Jo 1:9)

2) ... crer que Jesus é o Filho de Deus (Rom 10:9)

3) ... e pedir a Ele: “Jesus me perdoa, me salva! (Rom 10:13 / Lucas 23:33-43)

Então você será salvo!

1) Todos os seus pecados serão perdoados e lavados pelo sangue de Jesus (I João 1:7 / Marcos 1:40-42)

2) Você terá vida eterna no céu com Deus (João 3:16 / João 14:2-6)

3) A salvação não se perde jamais (João 10:27-30)

“Eis aqui agora o dia da salvação” (2 Cor 6:2)

Ninguém sabe quanto tempo vai viver, não adie a maior decisão que você tem a tomar na vida. Converse com Deus em uma oração simples, se arrependa, confesse, creia e clame “Jesus me perdoa, me salva, me lava, me transforma!” E assim você poderá ter absoluta certeza da salvação.

Fonte: Editora Elim – www.editoraelim.com.br – (21) 2415-7923

FOLHETO: ESTA FOI A SUA VIDA!

VOCÊ TEM UM TEMPINHO PARA VER?

PAÍSES QUE PASSARAM POR AQUI: QUASE 160

free counters