PARCERIA MEUSLINKS

Siga Também no Google+

Gostou do blog? Então Participe!

Top 5 Postagens Mais Populares da Última Semana

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Colhendo os frutos da honestidade

Como muitas outras pessoas, Pedro era mais um desempregado nas estatísticas. Com sua esposa e seus dois filhos, padecia necessidades do dia a dia. Joana, sua mulher, pedia constantemente a Deus, um emprego para seu marido e um sustento digno para sua família. Começava novamente a semana, e as dificuldades diárias eram cada vez maiores. Joana então pediu a Pedro, que como das outras vezes, fosse novamente a procurar emprego, e ouviu como resposta: — Querida, você bem sabe que eu já fui inúmeras vezes e sem êxito. Nossos vizinhos sabem da nossa condição, estou certo de que se algum deles souberem de algum “ganha pão”, chamarão a mim; continue orando a Deus para que ele abra uma porta pra nós! — falou Pedro. Mas Joana não se deu por conformada e insistiu para que ele “aventurasse”, pois sentia que alguma coisa aconteceria. Assim ela o convenceu, e mesmo contra a sua vontade, Pedro saiu em busca do seu objetivo. No centro, de comércio em comércio, Pedro arriscava almejando algum trabalho; mas a expressão que sempre ouvia era: "Não temos vagas!" Depois de sair de mais um estabelecimento, Pedro sentou-se num banco da praça pública, sem muita esperança e exausto, observava o movimento em seu redor. No outro banco, à sua frente, notou um senhor que agasalhava umas sacolas e bolsas, que por sua vez logo se retirou. Mas Pedro viu que aquele senhor havia esquecido uma bolsa em baixo do banco, e ainda avistava o seu dono, que cada vez mais se distanciava. “Pobre senhor, anda com tanta pressa que acabou esquecendo um de seus pertences.” - assim pensou Pedro. Então levantou-se e pegou aquele objeto “sem dono”, que estava meio aberto. Ao olhar para dento ele tomou um espanto, pois não acreditava no que seus olhos estavam vendo. Na sacola continha alguns maços de dinheiro que poderia muda a sua vida e a de sua família pra muito melhor, durante um bom tempo. Pensou muito rápido se devolveria, pois sua condição era precária demais. Ciente de que aquela fortuna não era dele e que nada fez para merecê-la, deixou que a honestidade falasse mais alto, e correu gritando ao encontro daquele senhor que quase se perdia de vista e o entregou. — Obrigado por ter me devolvido, meu amigo. Esse dinheiro é da empresa que eu trabalho, e eu não tenho como lhe pagar uma recompensa agora; mas deixe-me seu endereço, que eu o visitarei e o recompensarei. — disse aquele senhor. ... Mal chegara em casa, exausto; aquele pai de família jogou-se sobre sua poltrona a descansar e logo contou o acontecido para sua mulher; que por sua vez ficou calada e pensativa. Foi no outro dia pela manhã, quando umas palmas persistiam na frente da sua humilde casa, e tão grande foi a surpresa de Pedro quando viu que era aquele senhor da bolsa, que estava à sua porta. Animado, logo o fez entrar para tomar uma xícara de café. O compadecimento foi notório, quando aquele senhor viu de perto a precariedade e uma vida tão difícil que aquela família passava, e pensou consigo: "Em meio a tanta dificuldade, só sendo muito honesto para devolver um saquitel de dinheiro!" — Bem, amigo Pedro... Eu vim para lhe entregar a recompensa prometida. Não é muito, mas está aqui 1.000,00 (mil reais) pra você. - falou o senhor. Mal recebera, Pedro levantou as mãos para o céu e agradeceu a Deus com bastante alegria. — E tem mais... Aquele dinheiro que você me devolveu, fazia parte do último depósito bancário que fiz para a empresa em que trabalho, pois já depois de muitos anos, completou-se o tempo para a minha aposentadoria e eu posso, e devo indicar alguém para me substituir. Pedro demonstrou muito contentamento. Mas algo lhe deixou um tanto inseguro quanto ao emprego, o fato de não ter um bom estudo. ... _E não se preocupe com nada, pois o principal requisito no currículo é ser honesto, e isso eu sei que você é muito. - concluiu o bondoso senhor. Essa ilustração mostra que mesmo quando as coisas não vão bem, o melhor acontece quando perseveramos e confiamos no SENHOR; pois ele sempre vela por nós. A bíblia nos diz que o justo não é desamparado. Essa história seria um tanto incoerente, se também não déssemos notoriedade à honestidade em seu comentário, pois o personagem Pedro, tinha em suas mãos muitos "peixes" e no entanto ele recusou, assim Deus o abençoou enviando-lhe o instrumento para ele mesmo "pescar". Não sei da sua dificuldade, mas quero que saiba que devemos sempre ter fé e confiança em Deus. Jesus prometeu que estaria com seus filhos, e a suprir em tempos de dificuldades. "Fui moço, e agora sou velho; nunca vi um justo desamparado, nem a sua descendência a mendigar o pão." (Salmo 37.25). Autor: Aldo Santos Fonte: Blog O Guarda de Israel

Nenhum comentário:

Lista das 10 postagens mais populares desde à criação do Blog

Pegue uma Bíblia e descubra Como ir para o Céu

O plano de Deus para a sua salvação

Primeiro você precisa saber:

1) Boas obras não salvam (Efésios 2:8,9 / João 14:6 / Tito 3:4-7)

2) Todos pecaram inclusive você (Rom 3:23)

3) E por isso todos estão indo para a morte eterna (o Inferno) (Rom 6:23)

4) Mas Deus nos amou tanto que enviou Jesus Cristo para nos salvar (João 3:16 / João 14:6 / Romanos 5:8 / Lucas 5:32)

E assim se você...

1) ... se arrepender e confessar que é pecador, (2 Cor 7:10 / 1 Jo 1:9)

2) ... crer que Jesus é o Filho de Deus (Rom 10:9)

3) ... e pedir a Ele: “Jesus me perdoa, me salva! (Rom 10:13 / Lucas 23:33-43)

Então você será salvo!

1) Todos os seus pecados serão perdoados e lavados pelo sangue de Jesus (I João 1:7 / Marcos 1:40-42)

2) Você terá vida eterna no céu com Deus (João 3:16 / João 14:2-6)

3) A salvação não se perde jamais (João 10:27-30)

“Eis aqui agora o dia da salvação” (2 Cor 6:2)

Ninguém sabe quanto tempo vai viver, não adie a maior decisão que você tem a tomar na vida. Converse com Deus em uma oração simples, se arrependa, confesse, creia e clame “Jesus me perdoa, me salva, me lava, me transforma!” E assim você poderá ter absoluta certeza da salvação.

Fonte: Editora Elim – www.editoraelim.com.br – (21) 2415-7923

FOLHETO: ESTA FOI A SUA VIDA!

VOCÊ TEM UM TEMPINHO PARA VER?

PAÍSES QUE PASSARAM POR AQUI: QUASE 160

free counters