PARCERIA MEUSLINKS

Siga Também no Google+

Gostou do blog? Então Participe!

Top 5 Postagens Mais Populares da Última Semana

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Estado Islâmico faz ameaças aos fundadores do Twitter e do Facebook

Eles reclamam do fechamento de contas e grupos administrados que promovem o terrorismo nas redes sociais


Em um novo vídeo divulgado pelo Estado Islâmico eles prometem atacar os fundadores das redes sociais Twitter e Facebook. Isso porque as empresas resolveram bloquear conteúdo terrorista nas redes sociais.

No vídeo que ameaça Jack Dorsey, do Twitter, e Mark Zuckerberg, do Facebook, o EI promete tomar dez contas para cada uma que for bloqueada por divulgar o terrorismo.

“Se vocês fecharem uma conta, nós tomaremos dez em troca e logo seus nomes serão apagados, após deletarmos seus sites, se Alá quiser”, diz trecho da ameaça.

Durante o vídeo as imagens dos dois executivos aparecem perfuradas com balas e os terroristas ainda afirmam ter o controle de mais de 10.000 contas e 150 grupos no Facebook, além de 5.000 perfis no Twitter.


Na primeira semana de fevereiro o Twitter anunciou a suspenção de 125.000 contas relacionadas ao terrorista desde meados de 2015.

A empresa já está ciente das ameaças, mas afirmou que não irá se pronunciar sobre este vídeo porque as ameaças são frequentes. “Acontece o tempo todo”, disse um porta-voz do Twitter.

Em março do ano passado a empresa de Dorsey já havia sido ameaça pelo EI. Na época os terroristas disseram que a guerra virtual se tornaria real, isso porque a empresa faz questão de fechar as contas dos terroristas no microblog.

Em janeiro deste ano diversos empresários de tecnologia se reuniram com o governo americano para discutir formas de combate ao terrorismo on-line. Entre eles estavam os executivos do Twitter, Facebook, Apple, Microsoft, além de Michael Rogers, diretor da Agência de Segurança Nacional, e James Comey, diretor do FBI.


Com informações Veja / Gospel Prime

Ganância das grandes empresas farmacêuticas está matando dezenas de milhares de pessoas no mundo inteiro: Pacientes são exageradamente medicados e muitas vezes recebem drogas lucrativas que têm poucos benefícios comprovados

Anna Hodgekiss e Ben Spencer
O ex-médico da rainha da Inglaterra pediu uma urgente investigação pública das práticas “sombrias” das empresas farmacêuticas.
 Sir Richard Thompson, ex-presidente da Sociedade Real de Médicos da Inglaterra [equivalente ao Conselho Federal de Medicina do Brasil] e médico pessoal da rainha da Inglaterra por 21 anos, alertou que muitos medicamentos são menos eficientes do que se pensa.
O médico faz parte de um grupo de seis eminentes médicos que hoje está avisando acerca da influência das empresas farmacêuticas na prescrição de drogas.
Os especialistas, liderados pelo Dr. Aseem Malhotra, cardiologista do Serviço Nacional de Saúde da Inglaterra, afirmam que um grande número de pacientes recebe drogas inúteis — e muitas vezes prejudiciais — que eles não precisam.
 
Eles argumentam que as empresas farmacêuticas estão desenvolvendo medicamentos para dar lucro, em vez de terem probabilidade de dar benefício.
E eles acusam o Serviço Nacional de Saúde de cometer irresponsabilidade ao não enfrentar os gigantes farmacêuticos.
Sir Richard disse: “Chegou a hora de uma investigação total e pública do modo como se obtém e revela a evidência da eficácia das drogas.”
Escrevendo para o MailOnline, o Dr. Malhotra diz que conflitos comerciais de interesse estão contribuindo para uma “epidemia de médicos mal-informados e pacientes desinformados na Inglaterra e outros países.”
Além disso, ele acrescenta que o Serviço Nacional de Saúde está dando “tratamento exagerado” para seus pacientes, e afirmou que os efeitos colaterais de medicação excessiva estão levando a inúmeras mortes.
O Dr. Malhotra disse: “Não há dúvida de que uma cultura de ‘mais remédio é melhor’ está no coração do sistema de saúde, agravada por incentivos financeiros dentro do sistema para prescrever mais drogas e realizar mais procedimentos.”
Ele acusou as empresas farmacêuticas de “se aproveitarem do sistema” gastando em comercialização o dobro do que gastam em pesquisas.
O Dr. Malhotra diz que as drogas de prescrição muitas vezes fazem mais mal do que bem.
E nos EUA, estima-se que um terço de toda a atividade do sistema de saúde não traz nenhum benefício aos pacientes.
Essa estatística foi apoiada também por uma afirmação feita pela Dra. Marcia Angell, ex-editora do New England Journal of Medicine (Revista de Medicina da Nova Inglaterra).
Numa palestra dada na Universidade de Montana, em 2009, ela revelou que das 667 novas drogas aprovadas pela FDA nos EUA entre 2000 e 2007, só 11 por cento eram consideradas inovadoras ou melhorias de medicamentos existentes.
E três quartos eram essencialmente apenas cópias dos medicamentos antigos.
Considerando o fato de que a principal responsabilidade das empresas farmacêuticas é dar lucro para os acionistas — em vez de dar saúde para os pacientes —, isso está longe de causar surpresa.
Uma pessoa que tem sido franca sobre os perigos da medicação moderna é Peter Gotzsche, professor de projeto e análise de pesquisas na Universidade de Copenhague.
Ele estima que as drogas de prescrição sejam a terceira causa mais comum de morte depois de doenças do coração e câncer.
O problema com a administração de medicação excessiva é que quanto mais drogas você toma, mais probabilidade há de que você experimentará efeitos colaterais que são interpretados incorretamente por um médico ou enfermeira como sintoma de doença que precisa ser tratada com medicamentos adicionais.
Entre 2007 e 2012 a maioria das dez maiores empresas farmacêuticas pagou multas consideráveis por contravenções que incluíam comercializar drogas por usos fora do rótulo, interpretação incorreta dos resultados de pesquisa e esconder dados sobre malefícios.
Mas se tais multas funcionam como um impedimento é algo controverso quando a obtenção de lucro é o motivador principal.
Em 2012 a empresa GlaxoSmithKline recebeu uma multa de 3 bilhões de dólares — o maior acordo de fraude da história dos EUA — por comercializar ilegalmente drogas que incluíam um antidepressivo, uma droga de diabete e outra para epilepsia.
Mas no período coberto pelo acordo, essa empresa contabilizou lucros de mais de 25 bilhões pela venda dessas drogas.
As revistas médicas e os meios de comunicação podem também ser manipulados para servir não só aos meios comercializadores da indústria farmacêutica, mas também ser cúmplices em silenciar os que pedem maior transparência e análises mais independentes dos dados científicos.
Pouco mais de 10 anos atrás, John Ioannidis, professor de medicina e políticas de saúde na Universidade de Stanford, publicou um documento histórico explicando por que a maioria das pesquisas médicas que são publicadas provavelmente é falsa.
Ele chegou ao ponto de afirmar que “quanto maiores são os interesses financeiros em determinada área, menos probabilidade há de que os resultados das pesquisas serão verdadeiros.”
A ciência médica está voltando às trevas.
E a luz do sol será seu único desinfetante.

Atriz Jennifer Garner revela que filme “Milagres do Céu” restaurou sua fé e de sua família

A atriz Jennifer Garner está divulgando o filme “Milagres do Céu” e revelou que participar das filmagens a fez revisitar sua fé e os ensinamentos aprendidos durante a infância, além de permitir que ela apresentasse o Evangelho a seus filhos.

Jennifer Garner, 42 anos, é conhecida por filmes como “Demolidor”, “Elektra” e “De Repente 30”, além da série de TV Alias. Nesse filme, ela interpreta uma personagem distinta, em um roteiro baseado em uma história real.

“Eu não posso nem ver o trailer, eu não posso mesmo vê-lo, que eu começo a chorar […] Eu estou tão apaixonada por esta família, eu estou tão apaixonada pelo amor que um tem pelo outro. Eu estou apaixonada por essa fé”, afirmou a atriz, durante um culto na Potter’s House Church, denominação fundada pelo bispo T. D. Jakes.

O filme fala sobre a história real de uma menina chamada Anna, que foi diagnosticada com uma rara doença, chamada distúrbio de motilidade, que a impedia de comer normalmente, sendo alimentada por tubos. O título do filme vem de uma situação após o diagnóstico da doença, quando Anna sofreu um acidente de quase morte e foi curada.

“Foi uma experiência transformadora fazer o papel dessa mulher [a mãe de Anna]. Ela me fez mais forte”, confessou a atriz, segundo informações do Christian Post.

O filme chegará aos cinemas nos Estados Unidos no próximo dia 16 de março, uma semana antes do feriado de Páscoa. Para Jennifer Garner, no entanto, o filme já causou transformações.

“Eu diria que isso começou em torno desta comunidade, enquanto eu sempre ia à igreja em West Virginia e quando eu voltava para Los Angeles, eu estava conversava com meus filhos sobre o filme e eles disseram: ‘Mãe, você não vai levar a gente para a igreja?’. Nós fomos naquele domingo e eles foram hoje sem mim. Essa decisão foi um presente direto deste filme e por isso eu sou muito grata”, disse Garner.

Como atriz de Hollywood, Garner vive com o marido, Ben Affleck, em Los Angeles, uma cidade em que a fé não é um tema bem-vindo, o que desestimula a prática de fé, e a levou a criar seus filhos de forma distante do Evangelho.

“Sabe, é estranho. Eu cresci indo à igreja todo domingo, e quando me mudei para Los Angeles, não era parte da cultura de lá, pelo menos na minha vida. Mas isso não significa que perdi minha essência. Algo sobre fazer esse filme e falando com minhas crianças sobre ele, me fez ver que eles estavam procurando pela estrutura que é ir à igreja todo domingo. Esse foi um grande presente deste filme, já que encontramos uma igreja metodista perto de nossa casa e agora vamos todo domingo. É muito legal”, resumiu.

O bispo T. D. Jakes, que recebeu Garner e a família que inspirou o filme em um culto da Potter’s House, comentou que pretende ajudar na divulgação do longa-metragem: “Não se preocupe, nossa igreja já reservou alguns cinemas. Vamos fechar todos eles! Estamos chegando lá com nossos jeans, em nosso ténis e não nos importamos com o que vem pela frente, vamos assumir os cinemas e nós vamos fazer tremer esse lugar. Porque a igreja quer ir para os cinemas. Vamos transformar esse lugar”, disse.

Com informações do: Gospel+

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

‘Zika vírus é muito pior que o ebola’, diz especialista

A explosão de casos de bebês com microcefalia no Brasil, possivelmente em decorrência do zika vírus, tem repercutido no Brasil e em todo o mundo. Na tentativa de se descobrir mais sobre essa doença, suas formas de transmissão e consequências, cientistas e pesquisadores de diversos países estão mobilizados em diversos estudos. Para explicar um pouco mais sobre o zika vírus e a microcefalia, o site ‘R7′ conversou com o hematologista e homoterapeuta Wellington Galvão, da Santa Casa de Maceió.

Confira a entrevista na íntegra a seguir:

R7 — O zika é menos agressivo que a dengue, já que no Brasil, foram registrados apenas três casos de morte por causa do vírus. Qual é o potencial do zika para matar?

Wellington Galvão — Como doença em si, ela é menos agressiva do que a dengue. O zika não era o bicho-papão que é hoje. Era apenas uma virose que passava rápido, sem sintomas muito agressivos. O grande problema do zika veio depois: são as consequências. Hoje, apesar de os sintomas serem mais brandos, as doenças que o zika vírus podem desencadear — como síndrome de Guillain-Barré e microcefalia — são piores. As mortes pelo vírus em si são muito incomuns, acontecem, normalmente, quando a pessoa tem imunidade muito baixa.

R7 — Quais são as maneiras de transmissão do zika, além do contágio pelo mosquito? Relação sexual, saliva e amamentação também são formas de contágio confirmadas?

Galvão — A princípio, a única forma de contágio comprovada é por meio da picada do mosquito. Há hipóteses de transmissão por relação sexual, amamentação e saliva, mas ainda não estão confirmados. A doença ainda é muito desconhecida, muitos estudos têm sido realizados. Além disso, pesquisadores consideram a hipótese de que outros mosquitos, além do próprio Aedes aegypti, possam transmitir a doença. E isso é preocupante.

R7 — A relação com a microcefalia surpreendeu? Você acha que o vírus pode trazer consequências mais graves para o corpo humano futuramente?

Galvão — Acho. Em maio, quando começou a epidemia de zika na Bahia — Estado com primeiros casos da doença —, começamos a perceber um aumento nos casos de SGB (síndrome de Guillain-Barré). Foi apenas em outubro que as unidades médicas de Pernambuco passaram a notar o aumento do surto de microcefalia, que tomou conta do cenário nacional. Ninguém esperava essa relação, e até hoje a OMS (Organização Mundial de Saúde) não comprova que os casos sejam consequência do zika vírus. Mas todos sabemos que é.

R7 — Por que a OMS ainda não considera a ligação direta entre zika e microcefalia?

Galvão — É uma forma de se precaver de dar uma opinião precoce, uma vez que, são doenças muito recentes e ainda há muitos estudos sendo realizados. É natural que não confirmem nada com antecedência.

R7 — A mulher que está grávida e descobre que tem zika necessariamente terá um bebê com microcefalia?

Galvão — Não é uma regra — e se fosse, estaríamos enfrentando um cenário ainda mais perturbador. Em Alagoas, mais de 100 mil pessoas já tiveram zika vírus, e 200 bebês nasceram com microcefalia. Esses dados têm aumentado consideravelmente. As estatísticas brasileiras estão muito aquém da realidade, uma vez que, há muitos casos suspeitos e poucos diagnosticados.

R7 — É verdade que a microcefalia causada pelo zika é mais potente do que a ocasionada por toxoplasmose, drogas e álcool?

Galvão — Ainda não é uma informação comprovada, mas os casos mais recentes têm mostrado que sim. Primeiro porque as consequências do zika não são apenas a redução do crânio, mas também o desenvolvimento precário do próprio sistema nervoso central. Isso não era observado em grande escala quando analisados outros casos de microcefalia, não relacionados ao zika vírus. A ação do zika agride muito mais o bebê do que as outras formas de contágio.

R7 — Foi comprovado que, se a gestante pegar o vírus até o primeiro trimestre de gravidez, o bebê vai ter microcefalia? Como é essa relação? E se a mulher pegar o vírus a partir do quarto mês? As chances se extinguem ou reduzem?

Galvão — Na fase inicial da gravidez, as chances de o feto desenvolver a microcefalia são maiores, uma vez que ele ainda está em fase de formação. No entanto, essas chances não se extinguem após o primeiro trimestre, apenas se reduzem. Ainda não é possível estipular um período exato para que a gestante não precise se preocupar com a possibilidade de ter um filho com microcefalia.

R7 — Por que há casos de gêmeos — filhos de uma mãe que teve zika vírus — em que um nasceu com microcefalia e outro sem? Há pessoas com “proteção natural” para se defender e outras que têm mais suscetibilidade?

Galvão — Acredito que a barreira imunológica e resistência maior de cada bebê possa favorecer isso. Um impediu a ação do vírus — que entra no cérebro dos bebês e se multiplica — e o outro, não. Ainda não foi comprovada essa hipótese, mas creio que um sistema imunológico mais forte pode ser um fator-chave para que a doença não se desenvolva em algumas crianças.

R7 — O presidente colombiano disse recentemente que há 3.000 casos de mulheres grávidas com zika, mas nenhum registro de microcefalia. Por quê? O vírus aqui é mais agressivo?

Galvão — Há duas possibilidades que podem justificar esse fato: a primeira é a do tempo propriamente dito. Na Colômbia, o zika vírus é mais recente. Assim como o Brasil demorou cinco meses para notificar o aumento de casos de microcefalia — e assim estabelecer a relação da doença com o zika —, o país pode apenas estar passando pela janela que liga as doenças. A outra hipótese é a de que o vírus pode estar sofrendo uma mutação no Brasil, o que potencializaria sua força e suas consequências. Mas ainda me refiro a possibilidades.

R7 — Dados do CDC (Centro de Controle de Doenças, na sigla americana) mostram que 70% das mães de filhos com microcefalia apresentam vermelhidão entre o primeiro e o segundo trimestre de gestação. E 71% dos bebês nascem com microcefalia severa — cérebro muito reduzido. Por que isso?

Galvão — A vermelhidão é um sintoma que se manifesta em pessoas com imunidade muito baixa — o que reflete no bebê. Quando o sistema imunológico não está forte, há maiores chances de a criança nascer com um quadro mais grave de microcefalia. Hábitos alimentares e qualidade de vida são fatores importantes para uma alta imunidade, por isso que os casos mais graves da doença se manifestam em regiões pobres, sem saneamento básico e água tratada — questões que prejudicam o sistema imunológico.

R7 — Você prevê uma pandemia de zika?

Galvão — Não sei dizer, mas tomara que não. Se acontecer, vai ser um problema sério para todo o mundo. Hoje em dia, 40 países são afetados pelo zika vírus. O mundo está assustado e procurando uma forma de resolver o problema. O zika vírus é muito pior que o ebola — não pela agressividade do vírus, mas pela sua capacidade absurda de transmissão.

R7 — Você acha que vai demorar muito para ter uma prevenção contra o vírus?

Galvão — Acho que não vai demorar tanto, mas não vai ser tão rápido quanto gostaríamos. Creio que em até 2 anos uma vacina vai ser criada, uma vez que o mundo está mobilizado contra o zika. Cientistas estão trabalhando em conjunto, há um maior incentivo dos governos para a realização de pesquisas, enfim… Como o zika é uma virose, acredito que seja mais fácil de desenvolver uma vacina contra ele do que contra a dengue, por exemplo, que tem quatro tipos de vírus.

Fonte: R7 / Verdade gospel

Morre aos 36 anos, o DJ e pastor Marcelo D12

Marcelo pilotava uma moto na manhã deste domingo (21), em Manaus (AM), quando acabou perdendo o controle sobre o veículo.

 FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO G1

Morreu aos 36 anos de idade, na manhã deste domingo (21), o pastor e DJ Marcelo D12. Segundo informações do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito de Manaus (Manaustrans), o acidente ocorreu por volta das 8h, na Avenida Efigênio Sales, bairro Aleixo, Zona Centro-Sul da capital.

Marcelo - que era bem conhecido no meio gospel e querido pelo público - conduzia uma moto Harley Davidson, mas acabou perdendo o controle do veículo e acabou morrendo no próprio local do acidente.

O corpo foi já foi removido do local da colisão e encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Manaus.


Marcelo era considerado como um filho pelo Ap. Renê Terra Nova, que em uma nota de pesar, lamentou a morte do discípulo.

Confira abaixo a nota de Terra Nova, publicada em seus perfis das mídias sociais (Instagram e Twitter):

Marcelo D12 volta pra Casa

A vida é um presente de Deus!

Quando voltamos para o Céu, estamos convocados pelo PAI das luzes. E ontem, na Rede Juvenil, o Eterno nos ministrou que fomos salvos pela graça, temos o legado da santidade e nossa vocação é a Eternidade.

Com um grade susto e tristeza recebi a notícia de que Marcelo D12 foi recolhido para Deus.

Domingo passado no Culto, ele foi a frente, me entregou uma primícia, olhou para mim nos meu olhos e deu um sorriso.

Meu filho está na Eternidade. Ele era um grande embaixador da música, colocou para dançar: crianças, adolescentes, jovens, homens, mulheres, casais, discípulos, líderes, pastores, bispos e apóstolos. Quebrou muitos paradigmas. E, na condição de embaixador, foi convocado pelo PAI para o retorno ao Reino para onde um dia todos nós vamos apresentar nossos frutos. E agora Marcelo está no Céu.

Brasil e Nações, orem pela família, pois esse arauto tinha pressa para tudo, e na velocidade da vida, ele na sua intensidade foi surpreendido. E como tinha o legado da santidade e a salvação garantida, retornou ao LAR, deixando muita saudade.

Insisto: vamos orar ao PAI por consolo e força para os familiares, em especial a esposa Tamara que está grávida, os discípulos, os amigos, que ele fez muitos por onde passou distribuindo alegria.

Ap Terra Nova

Até o momento, o local do velório ainda não foi informado pelos familiares.

Fonte: Guia-me

Árvore cai sobre carro de pastor evangélico e mata cinco pessoas da mesma família em RR

Motorista foi o único sobrevivente; bebê de colo está entre as vítimas. Acidente ocorreu na manhã deste domingo (21) em Rorainópolis.

Cinco pessoas da mesma família morreram no fim da manhã deste domingo (21) após uma árvore cair sobre o carro em que elas estavam na vicinal 44 em Rorainópolis, no Sul de Roraima.

Segundo o Corpo de Bombeiros de Rorainópolis, o acidente ocorreu por volta das 11h30 (13h30 de Brasília), quando a família trafegava pela vicinal.

Árvore tombou sobre carro na vicinal 44, em Rorainópolis, no Sul de Roraima (Foto: Arquivo pessoal)

As vítimas foram identificadas como o pastor Roberval Mesquita, a esposa Katia Mesquita, a filha deles Kethellen Mesquita, um menino de seis anos e um bebê de colo, que eram filhos dela.

O condutor do veículo Calebe Moreira foi o único sobrevivente, mas não há informações sobre o estado de saúde dele. Ele seria esposo de Kethellen.

“Quando o Resgate chegou ao local do acidente, a mais ou menos 50 km da sede do município, o condutor já havia deixado o veículo. Acreditamos que ele tenha sido socorrido por alguém que passava pela vicinal“, relatou um bombeiro.

Segundo o bombeiro, a árvore pode ter caído sobre o carro porque estava ‘enfraquecida’ devido às queimadas que ocorreram recentemente na região.

“Além disso, pelas imagens do acidente, a árvore que caiu sobre o carro foi ‘puxada’ por outra maior que tombou na frente do veículo”, afirmou.

Ao chegarem ao local do acidente, os bombeiros retiraram os corpos de dentro do carro e os levaram ao necrotério do Hospital Regional Sul Ottomar de Souza Pinto.

Posteriormente, os corpos devem ser transportados ao Instituto Médico Legal (IML), em Boa Vista, onde passarão por exames.

Fonte: jmnoticia

Quatro cristãos são presos por pregar o evangelho no Irã

Quatro cristãos iranianos foram presos e condenados. O motivo da condenação foi porque eles estavam evangelizando alguns amigos e propagando o evangelho, dentro de um sistema que proíbe outra religião que não seja o islã. Os quatro foram convocados recentemente para comparecer à Corte de Ahvaz, que fica na maior cidade de Khuzistão, no Irã. No local, haverá um novo julgamento.

Os quatro amigos, Amin, Hossein, Mohammed e Rahman estavam entre oito pessoas que participavam de um piquenique, em Shush. O evento aconteceu no dia 5 de março de 2014, quando todos foram levados à força por policiais. Eles tiveram seus olhos vendados e foram interrogados durante várias horas, por agentes da segurança e inteligência, que estavam armados.


"Alguns foram liberados logo após o interrogatório, incluindo Mohammed, que foi detido novamente no dia 7 de abril, juntando-se aos outros três. A acusação para que houvesse o cárcere foi ação contra a segurança nacional. Hossein e Rahman foram libertados sob fiança, em dezembro, enquanto Amin ficou preso até o dia 3 de janeiro", relata um dos analistas de perseguição.

Hoje os quatro amigos estão livres, mas eles ainda são vigiados pela polícia e o novo julgamento vai decidir o destino deles. "De acordo com o relatório do Ministério Iraniano da Inteligência e Segurança (Vevak), que fica em Ahvaz, eles realizaram reuniões ilegais em igrejas domésticas, em várias cidades, na tentativa de difundir o cristianismo e converter muçulmanos.

De acordo com o analista, a condenação é de um ano de prisão, incluindo o número de dias em que foram mantidos em custódia, por difundir o cristianismo no Irã. O Ministério Portas abertas classifica o ocorrido como “ousadia dos cristãos iranianos”, segundo publicação no site. “Quanto mais são perseguidos, mais o número de convertidos aumenta. No ano passado, muitos testemunhos mostraram o agir de Deus no Irã”. O site pede que os quatro amigos sejam lembrados pelas orações dos leitores.

Cazaquistão

Segundo relatórios do ministério Portas Abertas, o canal de TV estatal do Cazaquistão anunciou que as igrejas evangélicas que estão instaladas no país e que foram por missionários ocidentais "não passam de uma seita". O apresentador havia repetido isso várias vezes, e por ele ter grande audiência televisiva, causou um desconforto ainda maior para os cristãos, que agora são mais observados do que antes e de forma negativa.

De acordo com o site do ministério, o Cazaquistão ocupa o 42º lugar na classificação da perseguição religiosa em 2016. A nação tem um governo de características ditatoriais, com forte influência do extremismo islâmico. A pressão aumentou sobre os cristãos, principalmente para os ex-muçulmanos. O regime governamental está trabalhando constantemente para aumentar seu controle sobre toda a sociedade, usando a ameaça do islamismo radical para restringir ainda mais a liberdade.

Fonte: Guia-me / Folha Gospel

Ex-Femen, Sara Winter se converte ao Evangelho: “Quem iria dizer não para Jesus?”

Sara Winter, a ex-integrante do Femen – movimento que defende um ponto de vista extremista do feminismo – se converteu ao Evangelho durante sua participação no fórum Desconstruindo a Ideologia de Gênero.

O evento, realizado em Curitiba, foi organizado pela psicóloga Marisa Lobo. Como convidada, Sara Winter compartilhou o que acumulou de conhecimento sobre o tema durante seu período de militante do feminismo extremo.


Em sua palestra, ela se emocionou ao relatar a hostilidade que tem sofrido das integrantes do movimento feminista por ter mudado de opinião e pedido perdão aos cristãos pelas ofensas durante um protesto, anos atrás.

Marisa Lobo, que tem estreitado relacionamento com Sara, fez um convite aos presentes para que uma oração em favor dela, seu bebê e seu namorado, Eric Valentim. Segundo informações do portal Guia-me, após a oração, a psicóloga fez um apelo de conversão, e a ex-feminista respondeu que sim.

“A Marisa me perguntou na frente de uma sala cheia, se eu aceitava Jesus. Claro que eu disse que sim. Quem iria dizer não para Jesus?”, disse Sara Winter. “Eu amo Jesus e Deus”, acrescentou.

Para Marisa, a oportunidade de oferecer a Sara a chance de entregar sua vida a Jesus não poderia ser desperdiçada: “Deus tocou no meu coração para fazer o apelo à Sara, como fazemos no mundo baseado em nosso conhecimento espiritual de que aquele que confessar Jesus diante dos homens, Ele também o confessará diante do Pai (Lucas 12:8). Eu conheço a Sara e sei que seu coração está voltado para Deus”, comentou.

“Não perdi a oportunidade, para que ela se sentisse amada, acolhida. Quando fiz apelo, no entanto deixei claro de que não se tratava de uma aceitação de religião, e sim de crer que Jesus Cristo é o único Senhor e Salvador da humanidade. E quem vai negar aceitar Jesus? Um Deus que nos ama e nos perdoa, apesar de todas nossas falhas. Sara declarou sua fé no Deus verdadeiro, o Deus dos cristãos, Jesus e não em religião”, acrescentou, antes de concluir: “Creio que todo ser humano que ama a Deus, deva fazer esta confissão e tirar a sua vida espiritualmente das mãos do diabo, depois o Espirito Santo direciona”.

Fonte:  Gospel Prime

Lista das 10 postagens mais populares desde à criação do Blog

Pegue uma Bíblia e descubra Como ir para o Céu

O plano de Deus para a sua salvação

Primeiro você precisa saber:

1) Boas obras não salvam (Efésios 2:8,9 / João 14:6 / Tito 3:4-7)

2) Todos pecaram inclusive você (Rom 3:23)

3) E por isso todos estão indo para a morte eterna (o Inferno) (Rom 6:23)

4) Mas Deus nos amou tanto que enviou Jesus Cristo para nos salvar (João 3:16 / João 14:6 / Romanos 5:8 / Lucas 5:32)

E assim se você...

1) ... se arrepender e confessar que é pecador, (2 Cor 7:10 / 1 Jo 1:9)

2) ... crer que Jesus é o Filho de Deus (Rom 10:9)

3) ... e pedir a Ele: “Jesus me perdoa, me salva! (Rom 10:13 / Lucas 23:33-43)

Então você será salvo!

1) Todos os seus pecados serão perdoados e lavados pelo sangue de Jesus (I João 1:7 / Marcos 1:40-42)

2) Você terá vida eterna no céu com Deus (João 3:16 / João 14:2-6)

3) A salvação não se perde jamais (João 10:27-30)

“Eis aqui agora o dia da salvação” (2 Cor 6:2)

Ninguém sabe quanto tempo vai viver, não adie a maior decisão que você tem a tomar na vida. Converse com Deus em uma oração simples, se arrependa, confesse, creia e clame “Jesus me perdoa, me salva, me lava, me transforma!” E assim você poderá ter absoluta certeza da salvação.

Fonte: Editora Elim – www.editoraelim.com.br – (21) 2415-7923

FOLHETO: ESTA FOI A SUA VIDA!

VOCÊ TEM UM TEMPINHO PARA VER?

PAÍSES QUE PASSARAM POR AQUI: QUASE 160

free counters