PARCERIA MEUSLINKS

Siga Também no Google+

Gostou do blog? Então Participe!

Top 5 Postagens Mais Populares da Última Semana

sábado, 29 de setembro de 2012

Produtor cristão do filme anti-islão ‘Inocência dos Muçulmanos’ é preso

O produtor do filme ‘Inocência dos Muçulmanos’, Nakoula Basseley Nakoula, foi preso por ter violado os limites de sua liberdade condicional.
   
   
(Foto: Reuters)
    Nakoula Basseley Nakoula
Nakoula estava em liberdade condicional desde que foi condenado em 2010 por fraude bancária e falsidade ideológica. Ele teria violado as regras de saída do limite dos arredores de Los Angeles e acessar a internet sem permissão judicial.

Ainda não está totalmente esclarecida a sua participação no filme que desencadeou uma onda de ataques mortais por todo o Mundo Islâmico.

Entretanto, a promotoria solicitou que Nakoule fosse preso por temer a sua fuga do país para evitar possíveis represálias.

Seu advogado, Steven Seiden, defendeu que ele não deveria ser preso por razões de segurança, pois ele se tornaria alvo de colegas de prisão por causa do filme.

O advogado acrescentou que Nakoula nunca tentou fugir do Sul da Califórnia.

Enquanto isso, o assistente de procurador dos Estados Unidos, Robert Dugdale, afirmou que Nakoula tem se envolvido em um “padrão de decepção” e que não podia ser uma pessoa “confiável”. O promotor disse ainda que ele representa “perigo” aos demais.

Segundo Dugdale, se Nakoula for preso ele terá garantias do Centro Metropolitano de Detenção, que não permitiria o seu contato com outros detentos.

Relatórios também informam que ele está recebendo proteção policial, por medidas de segurança.

Uma audiência futura está marcada para acontecer para determinar o verdadeiro nome do réu.

O guarda de Israel, com informações do The Christian Post

Juíza de Israel determina vitória de dupla lésbica contra judeus messiânicos

Julio Severo 
 Dupla lésbica se beneficia do sistema legal socialista 
de Israel para oprimir judeus messiânicos
Quem disse que no Oriente Médio gays e lésbicas só são perseguidos, torturados e mortos? Não em Israel, o único país da região que não tem maioria islâmica e o único que segue os padrões ocidentais de política e leis esquerdistas.
No que depender do Estado de direito socialista de Israel, os seguidores de Jesus Cristo estão abaixo dos seguidores do sexo homossexual.
De acordo com o site The Times of Israel, Yael Biran e Tal Yakobovitch, uma dupla lésbica que vive em Londres ganhou na “Terra Prometida” uma indenização de 60.000 shekels (pouco mais de R$ 31 mil) por ter tido sua festa de casamento cancelada por um salão devido à “orientação sexual” — um termo tão ideológico e vago que tem abrangido até pedófilos.
A decisão foi dada pela juíza Dorit Feinstein, da Corte de Magistrados de Jerusalém, que determinou que o salão de casamento em Yad Hashmona, localidade próxima à “Cidade Sagrada”, não podia se recusar a realizar a festa para as lésbicas. Os proprietários, que são judeus messiânicos, também foram condenados a pagar todas as despesas do processo. Judeus messiânicos são judeus que se convertem ao Cristianismo, mas mantêm práticas judaicas. Eles reconhecem Jesus como Filho de Deus e o prometido Messias esperado pelos judeus.
“A lei é realmente progressista”, disse uma das lésbicas, Yael Biran. “Ela diz que nenhum negócio ou provedor de serviços em um local que é aberto ao público pode discriminar com base em sexo, religião, cor, raça ou orientação sexual — mas é a primeira vez que a lei foi posta em prática para gays e lésbicas”.
Yael, 38 anos, e Tal, 34, que nasceram em Israel, se conheceram em 2005, quando Tal, hoje diretora de teatro, viajou a Londres a negócios. Yael vivia no Reino Unido desde 1994, primeiro como estudante e depois como animadora.
A dupla se casou na Inglaterra em 2008 numa cerimônia civil e desejaram que a festa, para seus parentes e amigos, fosse em Israel. A dupla procurou o salão para reservar data. Quando os proprietários perceberam que a festa de casamento era para uma dupla lésbica, informaram que o salão não realizava eventos para homossexuais e cancelaram a reserva.
Em sua defesa, os proprietários, argumentaram que o fechamento do salão a duplas gays e lésbicas era uma questão religiosa.
“As relações homossexuais e lésbicas são contra a vontade de Deus [...]. Tanto o Antigo Testamento quanto o Novo Testamento tratam esse fenômeno como abominação [...]. Esta é a nossa crença estrita e com a qual estamos comprometidos”, escreveram os proprietários em sua defesa, argumentando que se tratava de questão de fé, e não financeira.
A juíza Feinstein aceitou o argumento de que havia um choque entre liberdade de culto e direito à igualdade. No entanto, determinou que o salão de casamento não era um local religioso, mas um negócio público, de maneira que não podia discriminar, de acordo com a lei de orientação sexual aprovada no ano 2000 em Israel. A juíza também considerou que certas expressões bíblicas dirigidas à dupla lésbica se constituíram em assédio sexual.
Grupos gays do mundo inteiro estão aplaudindo o “avanço” progressista de Israel. Mas mesmo com toda a sua adulação ao esquerdismo ocidental, Israel pouco consegue agradar às exigentes lideranças ocidentais, que parecem enxergar eternamente Israel como lembrete de Deus e Sua Palavra.
É verdade, como está dizendo a mídia internacional, que o caso das lésbicas que derrotou os judeus messiânicos diferencia enormemente Israel dos países islâmicos vizinhos.
Contudo, ao colocar o “direito” à perversão homossexual acima do direito religioso Israel se junta aos países islâmicos na perseguição aos seguidores de Cristo.
É fácil perseguir, multar e prender os seguidores de Cristo. Quando eles ou seu Mestre são insultados, eles não saem às ruas matando ocidentais, destruindo suas embaixadas e ameaçando de morte os insultantes.
Se a dupla lésbica tivesse escolhido como alvo de seu ataque ideológico proprietários muçulmanos, nenhuma juíza daria ganho de causa para elas.
Adaptado do site homossexual A Capa com informação do site Rua Judaica.

Tribunal determina fechamento de mesquitas em São Paulo. Dilma condena na ONU perseguição islâmica aos cristãos

Julio Severo 

Na ONU, Dilma condena o preconceito
 ao islamismo
O Tribunal de Justiça de São Paulo determinou nesta terça-feira, 25, o fechamento de todas as mesquitas em São Paulo pelo fato de que os seguidores da religião muçulmana têm sistematicamente perseguido, torturado e assassinado anualmente milhares de cristãos em países islâmicos. Horas antes, a presidente Dilma Rousseff condenou a violenta perseguição muçulmana aos seguidores de Cristo no discurso de abertura da 67.ª Assembleia-Geral das Nações Unidas, em Nova Iorque.
Nessa altura, você deve estar se beliscando e dizendo: “Uau! Será que estou bêbado e não estou lendo direito?” Ou: “Será que o Julio Severo bebeu?”
De fato, conhecendo o comportamento da Justiça brasileira e da presidente com histórico de terrorista, é impossível imaginá-los agindo contra sua própria natureza.
A verdade é: O Tribunal de Justiça de São Paulo nunca reconheceu a perseguição aos cristãos em países islâmicos. Portanto, no que depender desse nobre tribunal, os islâmicos terão total liberdade para propagar no Brasil suas ideias doces e angelicais. Quanto aos cristãos nos países islâmicos, talvez os nobres juízes pensem: por que é que eles não aceitam as “ideias doces e angelicais” do “profeta” Maomé?
Quanto ao islamismo, houve realmente uma ação dos nobres juízes, conforme noticiou o jornal Estadão: “O Tribunal de Justiça de São Paulo proibiu nesta terça-feira, 25, o site YouTube de exibir o trailer do filme ‘Inocência dos Muçulmanos’, que é ofensivo ao islamismo”.
O título do artigo do Estadão é ainda mais interessante: “Justiça proíbe exibição no Brasil de filme que ofende Maomé”.
Agora é eu que digo: “UAU!” Já pensou esse mesmo jornal dizendo: “Justiça proíbe exibição no Brasil de filmes que ofendem Jesus Cristo”. Ou: “Justiça proíbe exibição nas paradas gays de imagens que ofendem Jesus Cristo”.
Mas não. Como se não bastassem agir como se fossem adoradores do homossexualismo, agora querem também impor que um Estado laico é um Estado sem Cristianismo, mas que se prostra diante do nome de Maomé.
A senhora Dilma Rousseff realmente esteve na ONU. Como representante máxima do maior país católico do mundo, ela tinha a obrigação moral (ainda mais que seu governo é obcecado por direitos humanos até para formigas e adoradores do ânus) de pelo menos condenar a perseguição, tortura e martírio de católicos em países islâmicos. Mas, para ser fiel ao seu passado de terrorismo e comunismo, ela preferiu agir conforme sua própria natureza. O jornal Estadão, na mesma matéria, anuncia: “A presidente Dilma Rousseff condenou a islamofobia no discurso de abertura da 67.ª Assembleia-Geral das Nações Unidas”. 

 Na ONU, diante de todas as nações, a preocupação mais importante da presidente do Brasil é a islamofobia — isto é, o “preconceito” ao islamismo como “religião de paz e amor”!
Lição de moral do Tribunal de Justiça de São Paulo e de Dilma: Nunca condene, critique ou ofenda os opressores, perseguidores, torturadores, estupradores e martirizadores islâmicos de cristãos!
Se muçulmanos estivessem sendo perseguidos, estuprados e mortos aos milhares por ano em países católicos e evangélicos, faria sentido Dilma condenar a “islamofobia”. Mas está ocorrendo exatamente o contrário: homens, mulheres e crianças estão sendo presas fáceis de violências, estupros e assassinatos apenas por dizerem que acreditam que Jesus Cristo é o Filho de Deus. E os EUA, o maior país evangélico do mundo, e o Brasil, o maior país católico do mundo, não bocejam uma simples palavra de condenação aos governos islâmicos assassinos.
Pelo menos, os seguidores de Maomé têm muito mais coerência. Os presidentes de países islâmicos defendem os muçulmanos e sua religião com unhas e dentes — enquanto outros muçulmanos os defendem com bombas e matanças. O presidente islâmico do Irã, Arábia Saudita, Egito ou Líbia jamais apareceria na ONU para condenar a “catolicofobia” ou a “cristianofobia”.
Já Dilma Rousseff, presidente do maior país católico do mundo, está pronta para condenar a “islamofobia” e jogar os católicos na arena dos leões homossexuais e islâmicos.
Se enquanto islâmicos perseguem, estupram e matam cristãos, Dona Dilma prefere aparecer na ONU para condenar a “islamofobia”, fico pensando: O que ela faria se os católicos começassem a dar o troco para todos os muçulmanos do Brasil, perseguindo-os, torturando-os e matando-os? Será que Dona Dilma apareceria na ONU para condenar a “catolicofobia”?
Acho que a esquizofrenia ideológica dela tem outra explicação: com seu passado terrorista, ela só pode apoiar a maior força motivadora do terrorismo internacional moderno — que é exatamente o islamismo.
Daí, tanto faz Dona Dilma condenar na ONU a “islamofobia” ou o “terrorismofobia”.

O ex-policial militar Florisvaldo de Oliveira, conhecido como Cabo Bruno, um mês após sair da prisão, é assassinado


Conhecido na década de 1980 por comandar esquadrão da morte, ex-PM foi morto quando chegava em casa, em Pindamonhangaba, no interior de SP.

O ex-policial militar Florisvaldo de Oliveira, conhecido como Cabo Bruno, foi morto a tiros pouco antes da meia-noite desta quarta-feira, na porta da casa onde morava, em Pindamonhangaba, interior de São Paulo. O crime ocorreu 34 dias depois de Bruno obter um indulto e sair da prisão. Fora da cadeia, ele atuava como pastor evangélico, atividade que iniciou quando cumpria pena – foram quase 28 anos atrás das grades, dos quais 20 ininterruptos.

Por volta das 23h45, quando o ex-PM voltava de um culto na cidade de Aparecida acompanhado de parentes, dois homens se aproximaram e dispararam cerca de 20 tiros em Bruno, de acordo com a Polícia Militar. "Segundo testemunhas, eram dois homens que chegaram a pé e atiraram somente contra ele (Cabo Bruno). Não foi anunciado assalto. Havia um carro próximo do local, possivelmente utilizado pelos atiradores na fuga. Não temos pistas ainda sobre a autoria. Provavelmente foi um crime de execução, porém isso ficará agora a cargo da Polícia Civil investigar", afirmou o tenente Mário Tonini, da 2ª Companhia do 5º Batalhão da Polícia Militar.

Cabo Bruno não chegou a ser levado a um hospital, pois morreu na hora. Peritos estiveram no local do crime e recolheram cápsulas de uma pistola ponto 40 – calibre utilizado pela Polícia Militar – e de outra arma, calibre 380.

Esquadrão da morte – Acusado de matar ao menos 50 pessoas, Cabo Bruno ficou conhecido na década de 1980, quando estaria no comando de um esquadrão da morte. Ele foi preso em 26 de setembro de 1983. Durante o período de reclusão, foram registradas três fugas, sendo a última recaptura em maio de 1991. Ele havia sido condenado a 117 anos, quatro meses e três dias de reclusão.

Após cumprir 20 anos de prisão ininterrupta, Cabo Bruno adquiriu o direito ao indulto. No cárcere, Florisvaldo de Oliveira tornou-se religioso, virou pastor evangélico e se casou com uma cantora gospel.

Em agosto de 1984, VEJA publicou uma matéria com uma entrevista concedida pelo ex-policial, então com 25 anos. Foragido da polícia na época, o acusado deu um relato frio e rico em detalhes sobre suas atividades criminosas. "Matei porque essas pessoas fizeram mal a muita gente", justificou os crimes praticados.

Depoimentos da época afirmam que a maioria das vítimas de Cabo Bruno eram criminosos da periferia da zona sul de São Paulo. Ele disse que "perdeu a conta" dos assassinatos a partir da 33ª vítima. Antes de ter sido preso e expulso da corporação, o policial chegou a jurar que era inocente. O assassinato de Bruno foi registrado no Distrito Policial Central de Pindamonhangaba, onde será investigado.


Com informações do AE via Veja / Notícias Cristãs

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Os nomes e rostos de cristãos iranianos perseguidos - Recentemente liberto, depois de passar quase três anos na prisão sob a ameaça de execução, o testemunho do pastor Yousef Nadarkhani revela o poder da oração e como as pessoas podem fazer a diferença quando se juntam em favor de uma causa comum. Com os olhos do mundo todo fixados sobre o Irã, agora é a hora dos servos do Senhor levantarem suas vozes, tanto em celebração pelo pastor Yousef quanto em defesa de muitos outros irmãos perseguidos por causa de sua fé


Embora ainda existam numerosos cristãos que enfrentam perseguição no Irã por amor e fidelidade a Cristo, abaixo foram destacadas duas histórias que merecem atenção e intercessão.

Pastor Farshid Fathi (foto)
Desde 26 de dezembro de 2010, o governo do Irã deteve Farshid Fathi, um pastor cristão, em Teerã. Fathi foi separado de sua esposa e duas filhas Leila, Rosana e Bardia, por 626 dias. Atualmente, o pastor está cumprindo uma sentença de seis anos de prisão em Evin. Seu crime: ser cristão e exercer livremente sua fé.

Após o caso do pastor Yousef, o Irã tem aprendido a lição quando se trata de cobrar as pessoas por crimes de natureza religiosa. Em uma tentativa de evitar o escrutínio internacional, autoridades iranianas classificaram atividades cristãs como "crimes políticos".

Mas não se deixe influenciar por essas táticas. Como Yousef, Fathi foi preso apenas por causa de sua fé cristã. O regime argumentou que suas atividades cristãs foram equivalentes a "ações contra a segurança nacional". Ele também foi acusado de possuir material de propaganda religiosa; no julgamento, o governo ofereceu como evidência o fato de que o pastor teria Bíblias na língua persa e havia distribuído-as ilegalmente, assim como demais literaturas cristãs.

Autoridades iranianas também dificultaram a apresentação de defesa dos advogados, negando-lhes o pleno acesso ao caso, até poucos dias antes do julgamento.
A família do pastor Fathi pediu orações para que ele "encontre grande conforto no Senhor e na Sua Igreja neste momento".

Pastor Behnam Irani
O pastor Behnam Irani, de 41 anos, está cumprindo uma sentença combinada de seis anos de prisão em Hezar Ghezal por ações que ele, supostamente, tomou contra o Estado. Quais são essas ações? Ele pastoreava um grupo de convertidos em uma igreja doméstica e compartilhou sua fé com muçulmanos. Irani é casado com Christine, uma cristã armênia, e tem uma filha, Rebecca, 10, e um filho, Adriel, 3. Ele se tornou cristão em 1992 e tem trabalhado na obra do Senhor como pastor, desde 2002.

Ele foi preso e condenado em duas ocasiões: primeiro em dezembro de 2006, e novamente em abril de 2010. A prisão de 2006 terminou em uma condenação que foi suspensa por cinco anos. Depois de sua prisão, em 2010, o regime iraniano o condenou a um ano de prisão por suas ações contra o Estado. Pouco antes de sua libertação, o pastor Irani foi informado de que agora teria de cumprir a pena de cinco anos suspensa em 2006.

Irani recebeu maus tratos graves na prisão. Ele sofre de hemorragia devido a úlceras de estômago e complicações em seu cólon, que já o levaram a perder a consciência temporariamente. O pastor já foi ameaçado de morte e tem sido agredido de maneira brutal por seus companheiros de cela e autoridades da prisão onde se encontra. Fontes relatam que não tem sido concedido a ele um tratamento médico.

Embora não tenha sido formalmente acusado de apostasia, o veredito de sua prisão, em 2006, inclui o texto que descreve o pastor como um apóstata e reitera que estes "podem ser mortos".

Estes dois casos de perseguição religiosa no Irã são apenas uma pequena amostra da injustiça terrível que sofrem os cristãos no país. Quando a Igreja se levantou em favor do pastor Yousef, conseguiu sua liberdade. O Irã está escutando. É o momento de clamarmos pelos demais irmãos. Participe!

Leia mais:
Pastor Yousef Nadarkhani é solto da prisão! 

O Guarda de Israel, com informações do: Missão Portas Abertas

domingo, 23 de setembro de 2012

Achado reservatório próximo ao Monte do Templo em Jerusalém

Local mostra como era o abastecimento de água na cidade 2.500 anos atrás. 



 Achado reservatório próximo ao Monte do Templo em Jerusalém

Arqueólogos israelenses descobriram um tanque de água (cisterna) datado do período do Primeiro Templo de Jerusalém (1006-586 a. C.). O achado pode lançar uma nova luz sobre os usos e costumes da vida na cidade santa há cerca de 2.500 anos atrás.

Encontrado junto ao muro ocidental da praça onde estava o Templo, no chamado Arco de Robinson. O tanque recebia água do poço de Siloé, que ficava algumas centenas de metros além dos muros, explicam os especialistas.

“Está bastante claro agora que Jerusalém não só tinha sua fonte de água em Gion, mas tinha outros recursos para uso público”, afirmou em um comunicado o arqueólogo Eli Shukron, que lidera o projeto da Autoridade de Antiguidades de Israel. A descoberta mostrou que o abastecimento de água de Jerusalém, além de uma fonte de água natural, contava com grandes reservatórios artificiais do tipo agora descoberto.

A descoberta consiste em uma cavidade meticulosamente esculpida na rocha. A evidência da época é determinada pela forma e pelo tipo de reboco, típicos de reservatórios do período do Primeiro Templo descobertos em outros lugares de Israel. Pode-se ver as impressões digitais dos construtores impressas na parece, feitas quando eles terminaram o trabalho, como nos depósitos descobertos nos depósitos similares de Tel Be’er Sheva, Tel Arad e Bet Shemesh.

Essa cisterna é o ponto final de um canal do Vale do “Tyropoeon”, que alguns estudiosos identificam com o “Vale da Decisão” mencionado no Livro de Joel (Joel 4,14) e também pelo historiador judeu-romano Josefo.

Eli Shukron conta que durante o trabalho debaixo do chão do canal, se abriu uma brecha que revelou a presença da cisterna com dois tanques pequenos, capaz de reter 250 metros cúbicos de água, o que faz dela a maior daquela época já descoberta em Jerusalém.

Seu tamanho grande indica que a água era utilizada para as funções cotidianas no Templo e pelo público em geral, seja para banho ou para ser bebida. Provavelmente servia também como local de purificação dos peregrinos antes de subirem para o banho ritual.

O tamanho original e a localização da cisterna sugerem que ele tenha servido para auxiliar nas atividades de rituais no templo, segundo destacou a arqueóloga Tsvika Tsuk da Autoridade de Parques de Israel. “É possível que a grande cisterna encontrada ao lado do Monte do Templo tenha sido usada na operação diária do próprio Templo, mas também serviu para os peregrinos que vinham e precisavam de água para lavar e beber”, completa Tsuk. “A cisterna foi impermeabilizada com um gesso amarelado típico do período e ainda visíveis nas paredes”.

O local testemunha a existência de uma área com uma elevada densidade de construções. Porém, quando o local cresceu em número de habitantes, na época do Segundo Templo, as construções mais antigas foram desativadas, como ocorreu com o reservatório encontrado.

Calcula-se que o Primeiro Templo tenha sido construído por volta de 950 a.C, de acordo com o registro bíblico e destruído por um exército babilônico em 586 a.C. O Segundo Templo foi edificado começou cerca de 50 anos depois e totalmente destruído por soldados romanos no ano 70 d.C.

Depois de completar as escavações, a Autoridade de Antiguidades de Israel, órgão oficial do governo israelense, examinará a possibilidade de incluir este grande reservatório na rota para os visitantes da Terra Santa.

Fonte: Gospel prime, Traduzido de Acontecer Cristiano

Cristianismo já é maior que Islã no continente africano

Um quinto dos cristãos do mundo vivem na África. 


 Cristianismo em seu todo, incluindo evangélicos, católicos, coptas e outros ramos, é hoje a maior religião da África, passando à frente do Islã. Um em cada cinco cristãos do mundo vive na África.
Esta é a conclusão de um estudo apresentado pelo sociólogo Massimo Introvigne, durante um congresso organizado pelo Centro de Estudos de Novas Religiões (CESNUR) da Universidade de El Jadida, no Marrocos.

Segundo os novos dados, os cristãos representam hoje 46,53% da população africana, em comparação com 40,46% de muçulmanos e 11,8% das pessoas que seguem religiões tradicionais africanas, conforme divulgou o jornal italiano La Stampa.

Também mostra que, enquanto em 1900 os cristãos da África eram 10 milhões, em 2012 as chegam a mais de 500 milhões. Em 1900 os africanos representavam 2% dos cristãos do mundo e hoje, são 20% do total dos seguidores de Cristo no mundo.

“Esses dados ainda estão sendo consolidados”, disse Introvigne, fundador da CESNUR, “mas têm grande significado histórico, cultural e político”.

Além disso, a pesquisa mostra que 31 países africanos têm maioria cristã, em contraste com os 21 que são islâmicos e seis que possuem religiões predominantemente tradicionais.

“Hoje há mais cristãos africanos praticantes do que os europeus praticantes. Eventualmente, isso vai mudar, não só na África, mas em todo o cristianismo”, comentou.

Obviamente, essa mudança de rumos no continente não agradou a todos. O estudioso acredita que este crescimento pode ser a principal causa do aumento dos ataques contra os cristãos em várias nações africanas. “O ultra-fundamentalismo islâmico considera escandaloso o fato de que há mais cristãos que os muçulmanos na África, por isso articulou para perseguir e matar cristãos em países como Nigéria, Mali, Somália, Quênia”, acrescentou.

Gospel Prime, Traduzido de Protestante Digital

Chuva de cotoveladas e chave americana: Jones finaliza Belfort e mantém cinturão no UFC 152

 Jones: cotovelos e mais cotovelos


Jones: cotovelos e mais cotovelosEm um dos vídeos promocionais do UFC 152, Jon Jones afirmou: "qualquer oponente que levo para o solo começa a sangrar em cerca de 30 segundos". Pois bem. De forma profética, esta mais uma vez foi a realidade do combate do campeão meio-pesado contra Vitor Belfort, no sábado (22).

Com domínio pleno, o norte-americano castigou o brasileiro por mais de 15 minutos e o finalizou com uma americana (chave de braço) no quarto assalto. Após carimbar mais uma vitória na carreira, Jon Jones segue dominante na categoria e amplia ainda mais a mística como 'o cara a ser batido' no UFC.

Logo no começo, Jones agarrou as pernas e levou para baixo. Com habilidade, Belfort agarrou o braço e encaixou uma chave de braço quase perfeita. O norte-americano fez cara feia, mas aguentou firme e se desvencilhou na raça. Por cima, Jones usou cotoveladas - a arma mais letal -, para abrir o supercílio do brasileiro e seguir em vantagem.

Na parcial seguinte, Belfort sentiu o baque e voltou bastante intimidado. Jones colocou bons chutes frontais e baixos para se manter dominante. No desespero, o carioca levou para o chão, e novamente foi castigado com mais golpes afiados com o cotovelo.

Belfort: quase!Plantado demais no octógono, Belfort já era alvo fácil no terceiro round. Visivelmente cansado, sentiu um chute lateral no plexo e desabou. Jones seguiu com a chuva de cotoveladas e venceu mais um assalto sem correr grandes riscos. Em seguida, Belfort esboçou reação tímida nas trocas de golpes, mas foi levado (mais uma vez) ao solo e, exausto, acabou finalizado com uma americana (chave de braço).

"Nunca ninguém puxou meu braço tão forte. Pensei que ia quebrar, mas jamais bateria em desistência", disse Jones no fim da luta, referindo-se a chave de braço aplicada por Belfort no primeiro assalto. "Belfort é um grande lutador. Foi grande honra vencê-lo", emendou.

Moscas - Após cinco rounds de muita velocidade, movimentação calculada e equilíbrio 'cirúrgico', Demetrious Johnson venceu o pedreira de plantão Joseph Benavidez na decisão dividida e cravou o nome na história como primeiro campeão peso mosca (até 56kg) do UFC.

Derrota - Charles Oliveira começou o combate contra Cub Swanson com boa movimentação. O norte-americano apostou nos golpes de carga desde o início, e logo a fórmula surtiu efeito. Swanson fintou um soco baixo e imediatamente reverteu o movimento para um overhand (cruzado mais aberto, que acerta de cima para baixo) que acertou em cheio o rosto do brasileiro. Charles ainda tentou se manter em pé, mas não conseguiu. Derrota por nocaute.

Eficiente - A luta entre Vinny Magalhães e Igor Prokrajac começou muito amarrada. O brasileiro levou o adversário ao solo e com isso descolou pequena vantagem. Na segunda parcial, a receita se repetiu. Vinny conseguiu a queda, tentou o triângulo, mas fez ótima transição de movimento e finalizou com chave de braço perfeita.

Com informações do Yahoo - Blog casca grossa

sábado, 22 de setembro de 2012

Bandas e Cantores Acusados de Satanismo


Roberth Johnson - Artista de blues da década de 30 que influenciou direta ou indiretamente todo o cenário do rock. Roberth Johnson dizia ter feito um pacto com o demônio em troca de sua musicalidade e do sucesso, tendo abordado este tema em suas músicas. O filme Crossroads (A Encruzilhada, com Ralph Machio, o garoto de Karate Kid) aborda superficialmente a história de Roberth Johnson, que morreu envenenado por um marido traído.

Rolling Stones - A primeira banda a abordar o tema satanismo em suas letras com a música Simpathy For The Devil (Simpatia pelo Demônio) e o disco entitulado Their Satanics Majesties Request (Serviço de Sua Majestade Satânica). Além disso em diversos discos colocaram referências a satanismo ou vodoo, como nos álbuns Goats Head Soup (gravuras do encarte) e no álbum Voodo Lounge.

Beatles - Em seus últimos discos abordaram religiões orientais com frequência além de terem abusado do experimentalismo com drogas. John Lennon foi um estudioso do bruxo inglês Aleister Crowley. Crowley é uma das figuras presentes na capa do álbum Sgt Peppers.

Black Sabbath - A primeira banda a adotar abertamente uma temática e visual satânicos. O nome Black Sabbath é uma referência a encontros de feiticeiras. Seus álbuns são algumas vezes adornados com cruzes e demônios. Além disso muitas letras falam de Satan, como NIB e War Pigs.

Ozzy Osbourne - Ex-vocalista do Black Sabbath. Embora não tenha abordado profundamente em suas letras a temática satanista, desenvolveu um visual demoníaco, com maquiagem pesada e mesmo lentes de contato vermelha. A música Suicide Solution foi acusada de gerar suicidios de jovens.

Led Zeppelin - Com certeza a banda mais acusada de ter temas satanistas escondidos em suas letras gravados de tras para frente. O certo é que o guitarrista Jimmy Page foi um profundo estudioso do bruxo inglês Aleister Crowley, chegando a comprar a mansão deste. A morte do baterista John Bonhan e frequentes acidentes envolvendo os membros restantes são considerados por muitos provas definitivas do pacto feito entre a banda e o demônio.

Alice Cooper - O codnome do vocalista (e da banda) segundo ele próprio foi sugerido em uma mesa de ouija (algo semelhante ao "jogo do copo") por um espírito. O visual com maquiagem viria a ser copiado exaustivamente.

Eagles - Embora não tenham absolutamente nenhuma aparência ou temática satânica em sua letras, um ex-produtor acusou a banda de ligações com a organização conhecida como Igreja de Satan. Logo mais descobriu-se que a música Hotel California possuia mensagens satânicas gravadas ao inverso e que tratava na realidade sobre a sede da Igreja de Satan no estado da Califórnia, que havia sido anteriormente um hotel.

Doors - O vocalista Jim Morrison se casou em um ritual pagão com uma bruxa. Além disto Jim Morrison dizia trazer dentro de si o espírito de um feiticeiro índio, um "shaman".

Iron Maiden - Após terem lançado o disco The Number of The Beast (o número da besta) passaram a ser frequentemente taxados de satanistas embora raramente abordem o tema. A mascote Eddie (um simpático morto vivo) das capas dos discos é frequentemente associada a um demônio.

Kiss - Embora não costume abordar temas satânicos em suas letras o visual carregado e truques de palco do baixista Gene Simons (que se veste e se maquia como um vampiro, vomita sangue e cospe fogo) levou parte da opinião pública a taxar a banda de satanistas. O nome Kiss (beijo) chegou a ser interpretado como sigla para Kids In Satan Service (Crianças a Serviço de Satan) ou Knights In Satan s Service (Cavaleiros a Serviço de Satan).

AC/DC - Com o álbum Highway To Hell (Auto Estrada para o Inferno) e músicas como Hells Bells (Sinos do Inferno) foi prontamente taxada de satanista. A situação piorou quando um conhecido assassino serial psicopata conhecido como "Night Stalker" (Rastejador Noturno) afirmou matar influenciado pelas letras da banda.

Mercyful Fate - banda Dinamarquesa de grande influência e cuja marca principal é o visual satânico do vocalista King Diamond (que mais tarde seguiu carreira solo). King Diamond afirmava dormir em um caixão e ser capaz de falar de trás para frente e imprensa acreditava. A banda usava (e usa) na decoração de seu palco restos humanos (ossos) reais, o que não constitui crime na Dinamarca.

Que Deus nos abençoe
Cortesia: Apocalyptica HP
http://br.geocities.com/apocalypticahp
boletim@linksdejesus.com

Com informações do: Profecias Brasil / wikipédia

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Mais um... "Profeta" prega que o fim do mundo vai acontecer no dia 12 de outubro de 2012. Bíblias teriam sido rasgadas, seus seguidores abriram mão de tudo para segui-lo com sua "profecia". Os moradores vizinhos estão revoltados com a situação. Segundo eles, além de proibir as crianças de estudar, são realizados casamentos com menores, celebrados pelo próprio profeta. “Toda a vizinhança está sabendo que ele está arranjando um casamento para uma menina de 13 anos”, disse Paulo Henrique, morador da região

“O planeta Terra será destruído. A Besta-Fera saíra do abismo"


 Luís Pereira da Silva, o Profeta Luís Pereira
 da Silva, o Profeta (Foto Reprodução)
Dia 12 de outubro de 2012. Segundo o ex-zelador Luís Pereira, agora conhecido como Profeta, esta será a data do fim do mundo. “O planeta Terra será destruído, não como a ciência diz, com uma geleira derretendo. A besta-fera sairá do abismo, e o rabo da besta-fera destruirá a terça parte das estrelas do céu. Eu digo para você: virá para a Terra o espírito mais terrível e perverso jamais visto”, diz ele.

Luís Pereira da Silva é um cearense de 43 anos que diz ter recebido um chamado de Deus para uma missão, em julho de 2009. Desde então, vem arrebanhando fiéis que acreditam na sua palavra. “Eu perdi tudo o que eu tinha, perdi pai, mãe, irmão, amigos, e fui considerado louco”, disse o profeta.

Em duas grandes casas, no Parque Universitário, vivem 66 pessoas, entre adultos, jovens e crianças, que largaram tudo para seguir a palavra do Profeta. Estas pessoas são proibidas de assistir televisão, apenas filmes religiosos. Mas a primeira determinação para quem quer ingressar na seita é pedir demissão de seus empregos, e sair de escola ou qualquer curso que frequente, até as crianças.
O casal Keila Maria, de 19 anos, e João Batista, de 24, cumpriram as determinações. Largaram seus empregos de vendedora e pizzaiolo para viver na comunidade do profeta. “Eu procurava Deus em muitos lugares, e só aqui eu encontrei. Nenhuma igreja me trazia a paz”, disse Keila. João Batista disse que a reação da família quando anunciou que deixaria de trabalhar não foi das melhores. “Perguntaram: ‘Como você vai viver agora, sem trabalhar?’, e eu disse ‘Deus cuida de tudo’”.

 Outra moradora da comunidade é Maria dos Remédios, ex-usuária de drogas, que conta que largou o crack após receber um milagre. “Já havia procurado vários lugares para me libertar do crack e não encontrava”, disse.

 Mas nas vizinhanças da ‘Arca’, como a comunidade é chamada, os moradores estão revoltados com a situação. Segundo eles, além de proibir as crianças de estudar, são realizados casamentos com menores, celebrados pelo próprio profeta. “Toda a vizinhança está sabendo que ele está arranjando um casamento para uma menina de 13 anos”, disse Paulo Henrique, morador da região.

 Luís Pereira foi preso no dia 27 de julho por prática de curandeirismo e charlatanismo, mas foi libertado após pagar fiança. Na região do Parque Universitário, o que se comenta é que, se o mundo não acabar realmente no dia 12 de outubro, os traficantes da área irão reagir contra o profeta.

Uma secretária doméstica, que não quis se identificar e que já fez parte da seita, disse que decidiu sair quando recebeu as determinações, que considerou absurdas. “Ele disse que eu devia renunciar às minhas coisas que tinha. Eu disse: o que eu tenho é só minha vida, minha escola e meu celular. E ele disse: ‘então saia quebre ou dê seu celular para quem quiser e saia do colégio”. O namorado dela na época cursava inglês na Universidade Estadual do Piauí (UFPI), mas parou de estudar para se juntar ao profeta.

 ASSISTA O VÍDEO AQUI

O guarda de Israel, com informações de  Andrê Nascimento / Meio Norte

Gravação do novo DVD da Cassiane reúne multidão na cidade de São Sebastião

No último sábado uma multidão de quase 50 mil pessoas se reuniu na cidade de São Sebastião para a gravação do novo DVD da cantora Cassiane. A cantora pentecostal se apresentou ao público com 21 canções, que tiveram os arranjos feitos por seu marido, Jairinho Manhães.

Toda a captação de imagem e som foi feita por uma unidade móvel de alta tecnologia da Sony Music, para levar para o público que assistirá no DVD todos os detalhes do que a gravadora chamou de um “Espetáculo de Adoração”.

De acordo com o Gospel Channel Brasil, o show contou ainda com coreografias grandiosas e uma apresentação de um grupo com performance de circo. Além disso, o público acompanhou a cantora em todas as músicas, presentes no seu CD “Ao som dos louvores”.

Para a canção “Família nas mãos de Deus” Cassiane foi acompanhada no palco por seu marido e filhos.

Todo o show foi gravado para ser lançado em DVD pela Sony Music.

O guarda de Israel com informações do Gospel+

Aline Barros e Sua Filha Maria Catherine Estampam a Capa Da Revista "Vida Bebê" Deste Mês



Aline Barros e sua princesa Maria Catherine estampam a capa da revista "Vida Bebê" deste mês. Mãe e filha fotografaram com roupas iguais e mensagens de amor para a publicação. Em uma entrevista exclusiva, Aline contou detalhes sobre carreira e ministério, e sua vida familiar. As fotos repercutiram nas mídias.

A cantora irá inaugurar, ainda este mês, sua primeira grife infantil no Rio de Janeiro. O nome "Minha Maria" é em homenagem à sua filha Maria Catherine e comemoração pelo seu primeiro aniversário.

Fonte: Comunicação Grupo MK / V G V

Mulher é presa ao tentar entrar em presídio com serras dentro de bíblia

Mulher é presa ao tentar entrar em presídio com serras dentro de bíblia


Uma mulher de 35 anos foi presa em flagrante neste domingo (16) ao tentar entrar com serras dentro de bíblia e drogas no Presídio Osvaldo Florentino Lopes (Ferrugem), em Sinop, a 503 quilômetros de Cuiabá. De acordo com a Polícia Militar, os agentes revistaram a suspeita e encontraram quatro serras dentro de uma bíblia, com a qual ela pretendia entrar na unidade prisional.

Depois do flagrante, a mulher acabou confessando que estava com algumas porções de entorpecente escondidas nas partes íntimas, conforme a polícia. “Ela [suspeita] contou que a droga e as serras seriam levadas para um reeducando do presídio”, disse um policial. A polícia disse ainda que a mulher informou que receberia R$ 250 para levar a droga ao detento.
Suspeita também foi detida com drogas nas partes íntimas, segundo a PM, disse que mulher iria receber R$ 250 para levar droga a um detento.

A suspeita foi conduzida à Delegacia de Polícia Civil para prestar depoimento e, segundo a PM, deve responder pelo crime de tráfico de drogas.

Amigo de Cristo, com Informações:G1

"CTI Brasília-DF" - FiqueALERTA ! Brasil!.. Muitas pessoas estão recebendo Falsa Intimação para esclarecimento em nome da Polícia Federal


URGENTE: INTIMAÇÃO PARA ESCLARECIMENTOS.

Mais uma fraude que utiliza o nome da Polícia Federal. Neste caso temos uma imagem com texto informando sobre o acesso a um site com conteúdo ilegal. O link para o download do formulário eletrônico não funciona, pois o domínio criado para abrigar o arquivo malicioso foi bloqueado pelo provedor.

Fonte: http://www.rnp.br/cais/fraudes.php?id=174&ano=&busca

Polícia Federal (inquerito@dpf.gov.br)

SE VOCÊ RECEBEU UM SPAN DESTE TIPO, DEIXE COMO COMENTÁRIO PARA ADVERTIR AS OUTRAS PESSOAS.

O guarda de Israel, Com informações do:http://www.parasabermais.wordpress.com/

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Elba Ramalho fala contra o aborto: ‘Legalizar a morte é contra a Constituição do nosso país’

A cantora católica, Elba Ramalho, tomou atitudes em defesa da vida e falou contra a atitude do governo de querer legalizar o aborto.


(Foto: Divulgação)
Cantora brasileira, Elba Ramalho.

“Legalizar a morte é contra a Constituição do nosso país que, no artigo 5, garante ao cidadão o direito e a proteção à vida desde a sua concepção. Mas somos cidadãos livres e essa é uma concessão dada pelo criador a todas as criaturas”, disse ela, segundo o Diário de S.Paulo.

A crítica veio depois que ela, recentemente, convenceu uma adolescente de apenas 14 anos, que sofreu estupro do próprio pai, a não matar a criança.

A vítima havia conseguido na justiça o direito de fazer aborto, mas Elba a convenceu de não tirar o feto e diz que vai apoiá-la financeiramente, psicologicamente e espiritualmente.

“Faremos o que o governo não faz. Infelizmente!” afirmou ela, segundo o Bom dia.

Elba faz parte do Pró-Vida, grupo que visitou a menina, aconselhando e dando amparo a ela e à família. Depois da visita, eles decidiram não matar a criança, mas deixar nascer.

“Assim como ela, temos dezenas de casos todos os dias, lamentavelmente. Outras meninas também assumem corajosamente seu destino e depois que dão aluz a seus filhos, nos são eternamente gratas.”

Elba, que revelou já ter feito aborto no passo, criticou o governo dizendo que ele deveria, “pensar nisso [amparar a pessoa] antes de querer legalizar o aborto como forma de controle de natalidade, como meio de sustar a violência e a existência de mais bandidos nas ruas.”

O pai da menina estuprada, Alexandre Vieira, 37 anos, passou a manter relações sexuais com a jovem de 14 anos, bem como as outras duas filhas, depois que a mulher abandonou a família.

Ele foi preso em flagrante no dia 14 de agosto, quatro dias depois que a jovem registrou um boletim de ocorrência na companhia da tia.

Alexandre deve permanecer preso, na Cadeia de Pilar do Sul, até o dia do julgamento.

O Guarda de Israel, com informaçãoes do The Christian Post

Governo dos EUA envia embaixador gay para Líbia muçulmana e não sabe por que ele foi sodomizado e assassinado

Julio Severo
Os grandes meios de comunicação estão apontando o dedo para os potenciais culpados dos tumultos islâmicos antiamericanos na Líbia, os quais resultaram no assassinato de alguns americanos, inclusive do embaixador. O principal culpado é um filme anti-Maomé feito por um cristão copta na Califórnia, dizem.

É fácil culpar um copta. Milhares de cristãos coptas no Egito sofrerão muito mais do que já estão sofrendo desde que começou a Primavera da Al-Qaida, auxiliada pelas potências ocidentais. Esqueça que os tumultos assassinos começaram na data de 11 de setembro, aniversário do maior ataque terrorista islâmico aos EUA. E esqueça que a homossexualidade de Chris Stevens, o embaixador dos EUA na Líbia, não era segredo, para os EUA e para a Líbia. Um gay americano foi o primeiro a publicar esta notícia ontem, aqui.

Chris Stevens sodomizado e morto na Líbia

Contudo, todos estão em silêncio sobre esse segredo. É só mostrar ao mundo islâmico a “audácia” americana, como diriam os adeptos da Al-Qaida, de enviar homossexuais a suas terras sagradas e haverá mais tumultos violentos e assassinos.

Nessa altura, o governo e os meios de comunicação dos EUA têm uma grande oportunidade, aos olhos do mundo islâmico, de ensinar uma lição para a Líbia “homofóbica”.

Entretanto, as potências ocidentais estão bem cientes de que é suicídio diplomático e militar ensinar tal lição a essas nações “homofóbicas”.

É muito mais fácil culpar os cristãos e deixá-los sofrer as consequências de péssimas decisões diplomáticas e políticas. Por isso, o coro do governo de Obama e dos meios de comunicação diz: “Culpe o filme anti-Maomé!”

Quando um homossexual é assassinado por assassinos não cristãos e muitas vezes homossexuais num país ocidental, culpe os cristãos, principalmente os pastores. Mas quando um homossexual é assassinado por muçulmanos num país muçulmano, evite culpar os muçulmanos. Caso contrário, os muçulmanos farão o que os cristãos nunca fazem: tumultos assassinos.

Para acobertar a sodomização e assassinato de um embaixador gay dos EUA perpetrado por muçulmanos num país muçulmano, o filme anti-Maomé será a desculpa perfeita para desviar a atenção da péssima decisão do governo de Obama de insultar os muçulmanso lhes enviando um embaixador gay.

O jovem Chris Stevens com seu amante homossexual

E os cristãos coptas no Egito e os cristãos em outros países muçulamanos mais uma vez pagarão um elevado preço pelas estúpidas políticas externas dos EUA.


Versão em inglês deste artigo: Obama administration sends gay ambassador to Muslim Libya and does not know why he was sodomized and murdered

Fonte: www.juliosevero.com / O guarda de Israel

Líder muçulmano rasga Bíblia e ameaça urinar em outro exemplar

O clérigo Abu Islam rasgou e queimou a Bíblia na frente de milhares de muçulmanos.


Líder muçulmano rasga Bíblia e ameaça urinar em outro exemplar Líder muçulmano rasga Bíblia e ameaça urinar em outro exemplar

De acordo com a Agência Internacional de Notícias Assírias (www.aina.org), o clérigo Abu Islam rasgou e queimou uma Bíblia na frente de milhares de pessoas e avisou a multidão “da próxima vez vou urinar sobre ela.” Ele teria ainda queimado o que sobrou da Bíblia em frente aos coptas que estavam em diante da Embaixada dos EUA, onde estavam reunidos para apoiar os seus muçulmanos por causa da divulgação do filme feito por um copta americano e que foi considerado anti-islã.

O vídeo mostra o líder muçulmano segurando um Alcorão e uma Bíblia e dizendo:

“Esse é o livro de verdade e de paz. O lugar para estas palavras e este livro é sobre as cabeças, porque é a verdadeira inspiração… (coloca o Alcorão em sua cabeça) Esta é uma mensagem para os cristãos egípcios. Por respeito e cortesia para com os cristãos egípcios, não vamos fazer o mesmo que fizeram com nosso livro Sagrado, vamos ser generosos com você hoje e dizer que vamos respeitá-lo “momentaneamente”. Vamos respeitar este livro que está na língua árabe. Mas hoje eu só posso destruí-lo”.

Ele então começa a rasgar a Bíblia e joga os pedaços das folhas sobre a multidão, em meio a gritos de “Deus é grande” e “ó judeus, o exército de Maomé está vindo.”

O Dr. Mustafa Maraghy, professor de direito Islâmico na Universidade do Cairo, apresentou à Procuradoria Geral uma queixa contra o clérigo. A queixa citou o verdadeiro nome do clérigo, que é Ahmed Abdullah e afirma que ele é o dono do canal de TV Nação Islâmica. O pedido do professor é punição por desacato da religião, perturbação da segurança e a paz pública.

Dr. Maraghy, que é o presidente da Coalizão dos Cristãos Coptas, disse que rasgar e queimar um exemplar da Bíblia, sagrada para os cristãos do mundo todo, é um “ato vil e bárbaro”. Ele acrescentou que não é permitido difamar religiões no Egito. “Os mesmos sentimentos feridos que temos por causa do filme que insultou o profeta sentimos muito por este ato criminoso”, afirmou.

Prometeu ainda que a Coalizão Copta não irá ignorar tais atitudes ignorantes, mas vai processar as pessoas responsáveis por elas. A União da Juventude Copta apelou para que o presidente do Egito Moahamed Morsi intervenha imediatamente para pôr fim a quaisquer esforços para aumentar ainda mais a divisão e a violência entre muçulmanos e coptas.

A Coalizão, que tem entre seus membros muçulmanos e coptas, emitiu um comunicado oficial condenando o filme A inocência dos Muçulmanos, considerado ofensivo ao Islã. Magdy Saber, porta-voz da União da Juventude condenou o ato de Abu Islam. Ele exigiu que as autoridades tomem as medidas necessárias para evitar uma guerra santa entre os egípcios. “Se nós condenamos os cineastas que fizeram esse filme sobre o profeta e que não moram no Egito”, disse ele, ” também devemos condenar este ato vergonhoso aqui no Egito, ressaltando a necessidade de punir Abu Islam por suas ações irresponsáveis.”

Em entrevista ao jornal Mohit, Abu Islam negou ter queimado a Bíblia, dizendo: “Eu rasguei-a e atirei-a para os manifestantes pisarem nela com seus sapatos.” Ele acrescentou: “Da próxima vez eu vou fazer o meu neto urinar sobre ela, como diz o ditado, olho por olho e dente por dente e a culpa é de quem começou tudo”.

Ao ser lembrado de que os produtores do filme não representam todos os coptas e nem o povo americano e, portanto, seu livro sagrado não deveria ser insultado como resposta, Abu Islam foi enfático. Ele respondeu: “se alguém fez algo ruim, todo mundo leva a culpa. Será que todos os muçulmanos são responsáveis pela dor que Osama bin Laden causou?”.


ASSISTA:



Gospel Prime, Traduzido e adaptado de WND e Continental News

Será?! Programa "De Frente Com Gabi" "Não Vai Exibir "a Entrevista Com a Cantora Aline Barros




No dia 23 de agosto, a cantora Aline Barros, gravou o programa "De Frente com Gabi", apresentado por Marília Gabriela no SBT. A cantora contou o seu testemunho como mulher cristã. A apresentadora Marília Gabriela ficou muito impressionada. "Foi lindo. Glória Deus!", compartilhou Aline Barros.

De acordo com informações pelo Facebook de um membro da igreja da cantora Aline Barros, a reportagem feita da cantora com a apresentadora Marília Gabriela no programa "De Frente Com Gabi" não irá ao ar.

"É verdade sim!!! Não vai ao ar pois nossa pastora uma serva do Senhor, respondeu todas as perguntas com autoridade de Serva do Senhor, e segundo os bastidores, a entrevistadora que gosta de conduzir suas matérias, não imaginou com quem estava falando e ficou impactada , como os mesmo falou , que a matéria não iria ao ar porque ficou muito religiosa, e falou que não imaginavam que a nossa Pastora era tão fanática por Jesus. Como viver em Cristo não existe acordo, então não vai ao ar não, por isso estamos divulgado o máximo possível. Um abraço e fique na Paz!!" Diz o membro da Igreja da Aline Barros.

Fãs de Aline Barros estão fazendo campanha nas redes sociais pedindo a participação da cantora no programa "De Frente Com Gabi."

Com informações do: Variedades Gospel Veras

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Didi quer ser Jesus: O filme seria mesmo uma ofença ao cristianismo e a Deus como algumas pessoas acreditam?.. ou seria "perseguição" ou inveja, como o próprio humorista cita? Entre esta polêmica, e outra do passado, da declaração do Ex-pai de santo, hoje pastor Aldo Nascimento, que afirma em vídeos no You Tube que diz que Didi é um Babuê da magia, o segundo alto escalão mais forte da magia negra, trazem muitas discurssões no meio cristão/protestante

Atenção: Não somos juízes, só observadores. Tirem suas próprias conclusões.

DIDI QUER SER JESUS

Em filme Jesus fracassa e humorista vai substituí-lo
Foto: Matupá
O humorista Renato Aragão, famoso pelo personagem Didi dos Trapalhões, vai estrelar um filme no qual viverá um suposto “filho de Deus”, enviado para cumprir a missão na qual Jesus teria falhado.- Como Jesus veio à Terra e não conseguiu cumprir a sua missão, porque os homens não deixaram, Deus resolve mandar um segundo filho. Aí, sim, Ele cumpre a missão – explica Aragão sobre o roteiro do filme, segundo o site Padom.

A polêmica produção, intitulada “O Segundo Filho de Deus”, está sendo anunciada como tendo seu enredo será baseado em “contos bíblicos”, para contar a estória de que Jesus não cumpriu sua missão na terra, e por isso Deus envia o seu segundo filho para concluí-la.

Orçado em 8,1 milhões de reais, o filme será dirigido por Paulo Aragão, e será o 49º filme da carreira do comediante, que é também escritor, diretor e produtor.

Como escritor, Renato Aragão escreveu recentemente seu primeiro romance “Amizade Sem Fim”. Com claras alusões ao espiritismo...


Renato Aragão desiste de filme depois de pressão de evangélicos
 Roteiro já teve o título alterado para “O Segredo da Luz” e não há previsão para sua realização

Renato Aragão desistiu de fazer o filme O Segundo Filho de Deus, projeto já aprovado pela Ancine para captação de recursos no mercado (Leia mais em Lançamento do Didi).

Nos últimos dias, Renato foi vítima de ataques em sites evangélicos na internet. Os portais especularam que o roteiro mostraria Didi vindo à Terra para cumprir uma missão que Jesus Cristo não conseguiu.

A Focus Filmes, produtora do projeto, nega que a história do longa seria essa e a Ancine não detalha o roteiro no site.

A repercussão ruim aliada a falta de apoio da Sony Pictures fizeram Renato Aragão deixar a ideia de lado por enquanto.

Veja aqui a declaração data por Renato Aragão no site da Globo

 No entanto, não é de agora que a pessoa ou as atitudes do apresentador é fruto de polêmicas. Há algum tempo circula na internet, no you tube, acusações ou declarações de um pastor chamado Aldo Nascimento. apartir do sexto minuto e 40 segundos do vídeo abaixo, o Ex- pai de santo afirma:  "Renato aragão, mais conhecdo como Didi dos Trapalhões. Para quem não sabe,  Didi é um Babuê da magia, é o segundo alto escalão mais forte da magia negra; ele aparenta ser bonzinho mas se você pisar no calo dele, você não vai viver para contar a história, é um terrível instrumento de Satanás que vive atravéz de rituais satânicos para ter prosperidade e fama".




O guarda de Israel, Com informações do Vigiai / Matupá News

Novela Infantil Do SBT "Carrossel" Incentiva Crianças a Acreditarem Em Deus

A novela de sucesso Carrossel, que tem 'fisgado' metade do público infantil da TV entre quatro e 11 anos, segundo dados do Ibope, tem promovido o incentivo à crença de Deus em seus capítulos e dividido opiniões. Carrossel, cuja adaptação foi feita pela mulher de Silvio Santos, a evangélica Íris Abravanel, mostra capítulos em que alunos tentam convencer um ateu a acreditar em Deus.

Em uma das cenas, o menino que se diz ateu, Mário (Gustavo Daneluz), que perdera a sua mãe, passa a dizer que não acredita em Deus e que ele só acredita naquilo que vê. No momento, alunos da classe tentam convencê-lo de que Deus existe. "Todo mundo acredita em Deus, Mário", diz um dos alunos.

Os alunos tentam contestar o fato de que ele acredita somente naquilo que não se vê. “O vento a gente não vê, mas a gente sente e sabe que ele existe”, afirma o aluno, Jaime. Uma outra aluna diz à Mário que ela pensa que ele acredita em Deus, mas só está com raiva dele.

A cena também mostra o bullying de Jaime contra o menino ateu, algo que também ocorre com frequência no Brasil e é alvo de críticas. Jaime ameaça Mário dizendo, "Eu tenho vontade de te pegar no recreio e fazer acreditar em Deus na marra". Jaime é repreendido pelos próprios alunos e o porteiro Firmino, que apazigua a situação, lembrando do direito que Mário tem de não acreditar em Deus.

Em um outro episódio o menino supostamente ateu, parece ser convencido da existência de Deus, mas questiona Sua justiça. Em uma conversa com Firmino, Mário pergunta “Mas se Ele é tão bondoso, por que Ele é tão injusto?”, referindo-se à morte de sua mãe.

Firmino conforta o garoto, dizendo que também perdera seus pais quando criança, mas que mesmo assim, não deixou de acreditar em Deus. Ele explica para Mário que, “Ele apenas tomou de volta a vida que Ele criou”. Firmino também tenta explicar que se pode acreditar nas coisas que não se veem, usando o exemplo de um imã, cuja força atrai metais, mas é invisível.

A novela foi, recentemente, notada por líderes evangélicos por mostrar valores familiares e a crença em Deus. O pastor da Igreja Assembléia de Cordovil, RJ, Ciro Sanches Zibordi, chegou a elogiar oSBT por transmitir o programa infantil.

Carrossel vem sendo sucesso em audiência. Desde sua estreia, o impacto dela foi tão grande no horário nobre que fez o SBT ameaçar o vice-liderança da Record na média anual da faixa das 20h30, com 7,5 e 7,9, respectivamente.

A novela é uma versão brasileira do sucesso mexicano exibido pelo SBT em 1991. Segundo dados do Ibope, 49 entre cada 100 crianças neste faixa etária que estão na frente da TV no horário, veem a novela infantil.

A relações-públicas Juliana Matheus, mãe de Anna Maria, de 6 anos, que não perde um capítulo da novela, relatou que nunca mais conseguiu ver o “Jornal Nacional inteiro”. Sua filha, segundo ela, é quem ‘domina’ a TV reunindo as amigas do colégio para assistir aos episódios da novela, enquanto comem pão de queijo e bombom. “Minha preferida é a Marcelina”, afirma Anna, segundo a Veja.

Fonte: The Christian Post / Variedades Gospel

Lista das 10 postagens mais populares desde à criação do Blog

Pegue uma Bíblia e descubra Como ir para o Céu

O plano de Deus para a sua salvação

Primeiro você precisa saber:

1) Boas obras não salvam (Efésios 2:8,9 / João 14:6 / Tito 3:4-7)

2) Todos pecaram inclusive você (Rom 3:23)

3) E por isso todos estão indo para a morte eterna (o Inferno) (Rom 6:23)

4) Mas Deus nos amou tanto que enviou Jesus Cristo para nos salvar (João 3:16 / João 14:6 / Romanos 5:8 / Lucas 5:32)

E assim se você...

1) ... se arrepender e confessar que é pecador, (2 Cor 7:10 / 1 Jo 1:9)

2) ... crer que Jesus é o Filho de Deus (Rom 10:9)

3) ... e pedir a Ele: “Jesus me perdoa, me salva! (Rom 10:13 / Lucas 23:33-43)

Então você será salvo!

1) Todos os seus pecados serão perdoados e lavados pelo sangue de Jesus (I João 1:7 / Marcos 1:40-42)

2) Você terá vida eterna no céu com Deus (João 3:16 / João 14:2-6)

3) A salvação não se perde jamais (João 10:27-30)

“Eis aqui agora o dia da salvação” (2 Cor 6:2)

Ninguém sabe quanto tempo vai viver, não adie a maior decisão que você tem a tomar na vida. Converse com Deus em uma oração simples, se arrependa, confesse, creia e clame “Jesus me perdoa, me salva, me lava, me transforma!” E assim você poderá ter absoluta certeza da salvação.

Fonte: Editora Elim – www.editoraelim.com.br – (21) 2415-7923

FOLHETO: ESTA FOI A SUA VIDA!

VOCÊ TEM UM TEMPINHO PARA VER?

PAÍSES QUE PASSARAM POR AQUI: QUASE 160

free counters