PARCERIA MEUSLINKS

Siga Também no Google+

Gostou do blog? Então Participe!

Top 5 Postagens Mais Populares da Última Semana

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Nossas escolhas em meio à tragédia


Texto: Jó 1:6-22

Introdução:
A vida é uma série de escolhas. É sempre bom tomar decisões que se alinham com os princípios das Escrituras e se ajustam com o propósito e o plano de Deus. Sim, é difícil fazer escolhas sábias quando você está sofrendo, irritado, confuso, implacável e amargo. Mas você pode. Como você responde a tragédia pode destruir a sua fé ou fortalecê-lo espiritualmente.

I. Quais escolhas insensatas as pessoas fazem na tragédia?
1. Elas deixam Deus de fora da tragédia.
a. Primeiro de tudo, alguns deles nem sequer acreditam em Deus.
b. Segundo, eles não entendem os caminhos de Deus.
c. Terceiro, eles têm uma visão anti-bíblica de Deus.
d. Em quarto lugar, eles procuram uma explicação humana.

2. Eles fazem boas perguntas, mas procurar respostas nos lugares errados.

a. Por exemplo: Por que Deus faria uma coisa dessas? Como Deus pode ser amor, se Ele permite que coisas como estas aconteçam? Será que Deus está realmente no controle de todas essas coisas? Ele não poderia impedi-las? Quem quer servir a um Deus assim?
b. O mundo responde perguntas como esta, dizendo: “Vamos colocar o cinto e apenas manter em movimento” Isso não é uma resposta divina.
c. Deus não é obrigado a explicar todos os Seus atos, mas Ele já revelou uma grande quantidade (Deuteronômio 29:29).

3. Eles alimentam a ira.

a. A ira em si não é um pecado.
b. A ira pode ser causada pela culpa.
c. Abrigar a culpa pode destruir a sua fé e afetar cada aspecto de sua vida.

4. Eles se concentram em alguém para culpar.

a. Costumamos culpar a Deus ou outra pessoa.
b. Culpar alguém não traz a cura, o perdão sim.

Exemplo: Um pastor que perdoou o motorista bêbado que matou sua mãe

Estas escolhas pode ser natural, mas elas não são saudáveis.

II. Quais escolhas certas você deve fazer na tragédia? Você pode escolher…

1. Crer que Deus é soberano sobre tudo (Salmos 103:19)

a. Deus usou Jó como um exemplo de retidão e para mostrar Sua fidelidade, Ele não tem o direito de fazer isso em sua vida?
b. Escolha crer, porque Deus está no controle, Ele o consolará e o guardara (Jó 42:2,10,17).
2. Confie em Deus nesta tragédia, mesmo que você não entenda (Isaias 55:8-9)
a. Exemplos: José, Paulo.

3. Creia que Deus irá trazer algo de bom, do sofrimento.
a. Deus pode trazer coisas boas das piores circunstâncias (Romanos 8:28).

4. Seja grato pelo que você tem e não se angustie sobre o que você perdeu.
a. “É melhor ter amado e perdido do que nunca ter amado”

5. Aprenda algo que vai ajudar a si mesmo, assim como a outros.
a. Não desperdice sua dor e tristeza.
b. Deus vai te confortar, então ele te usará para consolar outros (2 Coríntios. 1:3-4).
c. Deus usa a tragédia para nos tornar bons consoladores.

6. Medite nas Escrituras ao invés de se alimentar da compaixão que os outros têm de você.
a. A melhor pessoa para recorrer na tragédia não é seu amigo é o Senhor.
b. Salmo 119:105; Salmo 57:1-2, Salmo 55:22, Salmo 68:19, Salmo 119:24
c. O sofrimento, a dificuldade, a dor, a desilusão, a perda pode destruí-lo.

7. Supere esta tragédia através do poder de Deus
a. Deus não nega a nossa dor, mas Ele quer que nos voltemos para Ele para a cura (Romanos 8:31-38).
b. Quando confiamos em Deus e caminhamos para o centro da Sua vontade, seremos abençoados (Jó 42:2).
Conclusão:

Ninguém pode saber com certeza como alguém se sente. Não podemos nos comparar a ninguém. Se você já passou por uma terrível dor em sua vida e você fez as escolhas certas, era porque sabia que o Pai Celestial poderia ver e ajuda-lo na tragédia.


Aldenir Araújo
Fonte: O Pregador / Gospel +

“Jesus está voltando, melhor cortar o cabelo”, sugere propaganda de salão de beleza . Piada sobre volta de Jesus gera protestos

“Jesus está voltando, melhor cortar o cabelo” diz o anúncio do salão de beleza Brown, localizado na cidade de Bristol, mas com várias filiais em outras cidades da Inglaterra. Os dizeres são acompanhados por uma imagem de Jesus com os braços abertos envolto em luz.

Para muitos é só uma brincadeira com o evento conhecido como “Segunda Vinda”, prometido na Bíblia. Para outros, uma brincadeira ofensiva e de mau gosto, que ofende a fé dos cristãos.

Um porta-voz da empresa disse que os panfletos com o anúncio foram entregues inclusive nas igrejas locais e que a maioria das pessoas achou “positiva” sua mensagem.

Contudo, a peça publicitária, que também foi estampada em jornais da cidade, ofendeu algumas pessoas, que reclamaram às autoridades.

O caso foi parar na Advertising Standards Authority (ASA), órgão que regulamente a publicidade no Reino Unido. O parecer do órgão é que ele não violou as orientações dadas às empresas.

Um porta-voz declarou: “O ASA observou que o anúncio mostrava a representação de Jesus banhado em luz e que o texto faz referência à Segunda Vinda. Reconhecemos que algumas pessoas podem achar que o anúncio é de mau gosto. No entanto, consideramos que a maioria dos consumidores entende que era se trata de uma percepção bem-humorada da história bíblica, e não uma paródia da crença cristã. Entendemos que o anúncio provavelmente não gera ofensa grave ou generalizada, por isso concluímos que ele não tinha violado o código de conduta”.

Mesmo assim, grupos cristãos afirmam que o anúncio sugere que Jesus irá julgar as pessoas por sua aparência. “É ofensiva a maneira como é retratada a Segunda Vinda, que é algo muito sério”.

A empresa se disse surpresa com tamanha repercussão e pediu formalmente desculpas, dizendo que “não era sua intenção causar ofensa” e que o anúncio foi “criado para ser algo bem-humorado e não ofensivo”.


Fonte: Gospel Prime / Traduzido e adaptado de Telegraph

Apocalipse zumbi: Ataque Canibal em Miami é apenas um entre muitos

Tem sido apelidado de "apocalipse zumbi" on-line - o ataque canibal terrível de Miami, onde um homem sem-teto atacou e comeu o rosto de outro homem sem-teto no fim de semana do feriado Memorial Day. No entanto, embora um tal crime seja raro, não é a primeira vez que um ataque desse tipo ocorreu.

Foto: AP  / Terra

Tem sido apelidado de "apocalipse zumbi" on-line - o ataque canibal terrível de Miami, onde um homem sem-teto atacou e comeu o rosto de outro homem sem-teto no fim de semana do feriado Memorial Day.


Ronald Poppo, 65, foi violentamente atacado por Rudy Eugene, 31, no sábado em um ataque sangrento que teve a metade superior do rosto da vítima mordida pedaço por pedaço por Eugene.

Poppo no momento está lutando pela vida após a predação, mas permanece no hospital em estado crítico. Fotos do estado de seu rosto depois do ataque revelam que apenas as áreas onde ele tem um bigode e cavanhaque permanecem intactos em seu rosto.

O que diferencia este ataque de alguns ataques de estilo canibal semelhantes que ocorreram no passado é que Eugene atacou Poppo em plena luz do dia, ao lado de uma estrada movimentada. Outros incidentes ocorreram em privado, sugerindo que os atacantes tinham alguns pensamentos pré-meditados sobre o que eles fariam e queriam fugir disso. Eugene, no entanto, sob efeito de sais de banho, que o levou a um estado de delírio. Mesmo quando a polícia mandou-o parar de comer Poppo e render-se, ele simplesmente rosnou para eles de uma forma animalesca e continuou o seu ataque.

Os policiais foram obrigados a atirar em Eugene para dar fim ao ataque horrível, ele foi baleado 12 vezes antes de parar, segundo um relato. Ele morreu no local.

Incidentes mórbidos na Flórida nas últimas semanas levaram alguns teóricos da conspiração da Internet a sugerirem que um "apocalipse zumbi" teria chegado. Um apocalipse zumbi é quando os seres humanos se transformam em zumbis e começam a procurar os seres humanos vivos para se alimentarem. O conceito tem sido destaque em vários filmes de terror por décadas.

O blog do IHopeRickSantorum compilou uma lista de vários acontecimentos de tipo zumbi na Flórida e outros estados ao longo das últimas duas semanas:



- Em 16 de maio, alunos e professores em uma escola da Flórida tiveram que ser descontaminados após uma erupção cutânea desagradável misteriosa que surgiu entre a população escolar, de acordo com o Huffington Post.

- Em 21 de maio, um homem de Illinois, foi preso depois de supostamente morder a bochecha uma mulher de 18 anos de idade, de acordo com MySuburbanLife.com.

- Em 23 de maio, um homem na Califórnia, foi preso por supostamente arrancar a ponta do nariz de seu primo, de acordo com a NBC San Diego.

- Em 26 de maio, no mesmo dia do ataque infame canibal de Miami, um anestesista da Florida alegadamente bateu a cabeça contra o interior de uma viatura policial até que ele começou a sangrar na sequência de uma detenção por dirigir bêbado. Ele então começou a cuspir sangue supostamente no rosto de um policial, segundo a ABC News.

Um dos casos mais famosos de canibalismo ocorreu há cerca de 14 anos. Jeffery Dahmer assassinou 17 homens jovens ao longo de três décadas de 1978 até 1991. Ele atacou e matou cruelmente suas vítimas e preservou suas partes do corpo para o consumo em sua geladeira e freezer.

Com informações do Terra Christian post

Padre cospe fogo durante missa para atrair fiéis; assista

Padre britânico desenvolveu uma técnica inusitada para atrair fiéis. Ele cospe fogo durante a missa.


Nick Davies aprendeu truque com amigos e resolveu demonstrar na missa de Pentecostes, na Igreja de St. James em Cheltenham, região sudoeste da Inglaterra, revelando a novidade aos cerca de 150 presentes.
O reverendo contou que tudo começou em churrascos com os amigos. Ele aprendeu o truque apenas para divertir as pessoas.
Mas, ele resolveu levar a brincadeira para a missa quando lembrou da história do dia de Pentecostes quando, de acordo com a Bíblia, os discípulos de Jesus estavam juntos quando sentiram a presença do Espírito Santo e apareceram o que pareciam ser línguas de fogo.
Para Davies, esta imagem da Bíblia é difícil de imaginar e, por isso, ele resolveu usar o truque com o fogo.

Assista:



Notícias Cristãs com informações da BBC Brasil

Teólogo Leonardo Boff afirma que 'humanos podem desaparecer' sobre desastre ecológico

(Foto: Divulgação)
Nesta segunda-feira (28), o teólogo Leonardo Boff adentrou a fé ao campo da ciência durante uma conferência realizada no Theatro Pedro II, em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. O líder católico é conhecido por seu envolvimento com as causas sociais.

Entre os temas abordados na palestra, ele falou um pouco sobre desenvolvimento sustentável e sua tese de que o mundo está prestes a ver um grande distúrbio natural. “Pela primeira vez na história, podemos conhecer um grande desastre ecológico (...) Podemos (a espécie humana) desaparecer”, declarou ele.

Antes de se aprofundar na religião, ele mencionou sobre a linha tênue que separa a Terra de uma catástrofe. “Há milhões e milhões de anos, temos exatos 21% de oxigênio, se fosse menos teríamos morrido. O equilíbrio da Terra é sutil”, acrescentou.

Em seguida, transmitiu sua visão sobre como o ser humano deve cuidar do planeta diante dos olhos de Deus. “A ordem de Deus era cuidar e guardar o Jardim do Éden. Se não fizermos, vamos transformar a terra em um matadouro de seres vivos”, disse ele o ex-membro da Ordem dos Frades Menores, ou "Franciscanos".

O teólogo de 73 anos disse ainda que o que deixa mais claro este destino complicado é a desigualdade na distribuição desmedida de recursos. “Esse sistema funciona bem para 1,6 bilhão de pessoas, para a grande maioria (da população mundial) é um inferno”, afirmou.

Para Boff esta disparidade é exercida em função da exploração de bens considerados sagrados como a água e sementes. “Água não pode virar mercadoria. Colocaram preço em tudo aquilo que representa vida”, concluiu. Segundo ele, este seria “o último grande golpe do capitalismo” por conta de uma “crise de sensibilidade”.

Leonardo Boff defende e aborda pontos teológicos que cercam as áreas da ética, ecologia e da espiritualidade. Além de seus estudos, ele presta serviços à Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) no Brasil.

Com informações do Christian Post

Atum dos EUA foi contaminado com césio de Fukushima

Nível de radiação, no entanto, está dentro dos níveis de segurança e liberado para consumo


Pequenas quantidades de césio foram encontradas em uma espécie de atum na costa oeste dos Estados Unidos. Após realizarem uma pesquisa, cientistas norte-americanos acreditam que a contaminação pode ter sido originada pela radiação causada pelo vazamento ocorrido na usina nuclear japonesa de Fukushima Daiichi. A suspeita foi publicada nesta segunda-feira (28/05) pela revista científica PNAS, da Academia Nacional de Ciências dos EUA.

Agência Efe
Um exemplar de atum-rabilho no aquário de Osaka, no Japão

Segundo o estudo, 15 exemplares de atum-rabilho de um grupo que foi coletado para avaliação no litoral de San Diego, na Califórnia, em agosto do ano passado, continham presença de 4 becqueréis de césio-137 e 6,3 becqueréis de césio-134. Cinco meses antes, em 11 de março, a usina nuclear japonesa foi atingida por um terremoto e um tsunami, e entrou em colapso, afetando toda a região. O becquerel é a unidade de medida de radioatividade adotada pelo Sistema Internacional e mede a quantidade de material no qual o núcleo decai por segundo.

O nível encontrado nesses exemplares é dez vezes maior do encontrado nos atuns da mesma espécie e na mesma área nos anos anteriores. Esses níveis são insignificantes e equivalente ao eu é encontrado na natureza. Entretanto, continuam abaixo dos níveis prejudiciais à saúde pelos governos dos EUA e do Japão. Recentemente,o governo estipulou um limite de segurança de 100 beqcueréis por quilo na comida.

A descoberta sugere que o peixe levou a radiação de um lado do Pacífico para o outro em tempo recorde, mais rápido do que pela água ou pelo vento. Esse peixe pode nadar a profundidade de até mil metrod e atinge a velocidade de 64 quilômetros por hora.

“Eu não diria as pessoas o que elas devem ou não devem comer. Algumas pessoas acreditam que, por mais modestos que sejam, qualquer nível de radiação é ruim e deve ser evitado. Mas comparado com o que encontramos e com os níveis de segurança estabelecidos, não é, de longe, uma grande quantidade”, diz Daniel Madigan, da Universidade de Stanford e que comandou as pesquisas.

A empresa operadora da usina de Fukushima, Tokyo Electric Power, estima que 18 terabecqueréis de material radioativo foram jogados no Pacífico após a tragédia, ou sob a forma de precipitação ou se misturando à água. Um terabecquerel é equivalente a um trilhão de becqueréis.

Com informações do opera mundi / uol

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Polícia de Miami atira em homem nu que comia o rosto de outra pessoa



Um homem completamente nu foi abordado pela polícia de Miami, neste sábado, enquanto mastigava o rosto de outra pessoa. Segundo o jornal “The Miami Herald”, o agressor foi morto a tiros por um dos oficiais, enquanto a vítima está no hospital, em estado grave.

Ainda de acordo com a publicação, um policial rodoviário viu a cena e pediu que o suspeito se afastasse da vítima. Uma mulher que passava no local também viu e chamou a atenção de outros policiais que estavam por perto.

Segundo testemunhas, a polícia disparou pelo menos seis tiros. O suspeito morreu e a vítima foi levada ao hospital com ferimentos graves. A identidade dos dois não foi divulgada.

A polícia solicitou as imagens do equipamento de segurança do prédio do jornal “The Miami Herald”, bem próximo a passarela onde estavam os homens. O oficial que disparou os tiros contra o suspeito também não teve a identidade revelada, mas Javier Ortiz, porta-voz da polícia local, o chamou de “herói”.

- Nosso oficial da polícia de Miami é um herói e salvou uma vida - afirmou ele.

Os investigadores acreditam que o “canibal” estava sob o efeito de cocaína. A vítima é provavelmente um sem-teto, e estava deitado no local quando o agressor atacou.


Com informações do EXTRA

Depois de ter sido desacreditado pela medicina, evangélico é curado de câncer, e médico usa cimento em seu tratamento

O obreiro da igreja de Knowle, Marek Barden, descobriu em agosto de 2011 que tinha um tumor cancerígeno, e foi desacreditado pelos médicos, que deram a ele uma expectativa de apenas seis meses de vida.

Aos 40 anos, o inglês, da cidade de Bristol, foi operado por três cirurgiões, que seguiram com seis horas de trabalho até recolher cerca de 1,5 kg de crescimento mórbido de tecido. O caroço que Barden pensava, inicialmente, ser apenas uma sequela de uma queda de bicicleta, foi revelado pelos médicos como um tumor do tamanho de um melão.

O cirurgião plástico Paul Wilson, que deu suporte ao procedimento, contou que foi um dos maiores tumores que já tinha visto. Por causa do tamanho do tumor, o obreiro teve seis costelas removidas, o revestimento de seu pulmão esquerdo, além de parte de seu diafragma.

Para reconstruir as partes destruídas pelo câncer, e removidas na cirurgia, os médicos utilizaram um painel quadrado de 25 centímetros feito com cimento acrílico e com parte do músculo do ombro, segundo o jornal britânico Mirror News.

Depois de seis dias de cuidado intensivo no pós-operatório Barden recebeu alta e, para surpresa de toda equipe médica, não precisará de nenhum tratamento adicional.

O homem afirma que o que era uma sentença de morte foi superada por sua sorte e teimosia. “Eu fui para o hospital preparado para morrer, mas eu sou um lutador e eu sou teimoso. Eu tive muita sorte”, afirmou.

Fonte: O GUARDA DE ISRAEL, Com informações do Gospel+

Pressão aumenta sobre os cristãos uzbeques

Detenções, multas e prisões são as punições para todos aqueles que forem pegos portando literaturas cristãs e ou a Bíblia


Lena, uma destemida implantadora de igrejas de mais de 60 anos, cuja história se resume em servir a Deus, apesar da perseguição, está sofrendo pressão novamente.

"Descobrimos que Lena está sofrendo muita pressão no momento. A polícia secreta está por toda a parte, e a tem pressionado. Os membros da igreja foram interrogados, pela polícia, sobre as atividades de Lena. Lena contou que, graças a Deus, sua confiança está n’Ele, mesmo enfrentando perseguição”.

Novos problemas e perseguições têm atingido Lena e seus parentes. Lena é uma pessoa muito ativa no evangelismo e discipulado, treinando líderes e novos convertidos. Por causa de todas as suas atividades religiosas, ela está na lista das pessoas mais procuradas pela polícia.

De vez em quando, ela foge de sua cidade para evitar ser presa, algum tempo depois ela volta para dar continuidade ao seu ministério. Várias semanas atrás, a polícia tentou prendê-la, então ela teve que se mudar novamente para outra região.

Ela decidiu ficar por alguns dias com Ayoub* e Latife*, seus parentes. Lena planejava ir a um hospital, em um país vizinho, para tratar de sua visão que está se deteriorando, por causa do diabetes. Enquanto ela aguardava o dia certo para partir, Ayoub e Latife enfrentaram sérios problemas com a polícia.

Lena tinha acabado de sair para fazer algumas compras, então a polícia veio até seus parentes e os intimou para que fossem a outro distrito da cidade para "uma entrevista". Eles prometeram voltar alguns dias depois.

Algumas horas mais tarde, Ayoub decidiu visitar seu pai em casa e checar alguns livros e materiais de áudio que estavam guardados lá. Assim que ele saiu da casa de seu pai, a polícia chegou e revistou o apartamento, pois já vinha monitorando os passos de Ayoub e sabia de suas atividades. Todos os materiais foram apreendidos e Ayoub, seu pai e seu irmão foram levados para a delegacia e mantidos lá para interrogatórios, por cerca de 10 horas.

Imediatamente após o ocorrido, a polícia foi até a casa de Ayoub com três viaturas para prendê-lo por porte ilegal de materiais religiosos, e já que o apartamento está em seu nome, ele é considerado responsável por todos os livros apreendidos. Era quase meia-noite, Ayoub não estava em casa, Latife estava sozinha com sua filha recém-nascida e um filho de 5 anos que estava doente. A polícia continuou batendo na porta e ameaçou derrubá-la e prendê-la caso a porta não fosse aberta.

Lena também estava lá e decidiu tomar as rédeas da situação. Ela disse à polícia que os livros e materiais pertenciam a ela, sabendo muito bem que as consequências disso eram drásticas. Ela também foi levada para a delegacia. Depois de passar mais de 10 horas na delegacia, Lena, Ayoub, seu pai e seu irmão, foram todos libertados, mas as autoridades deram início a um processo judicial contra Lena.

Toda a tensão e o tempo que passou na delegacia, afetou seriamente a saúde de Lena. Ela passou mal, por causa do diabetes e pressão alta. A polícia, no entanto, decidiu continuar com os procedimentos judiciais e a levou de volta para sua terra natal. Uma busca foi feita no apartamento de Lena, e os policiais encontraram vários DVDs, 3 deles com conteúdo cristão.

O juiz de sua cidade a condenou ao pagamento de uma multa, equivalente a cinco salários mínimos. De acordo com a lei usbeques, o primeiro processo em tais situações é administrativo, já o segundo, tem caráter penal.

Este segundo processo, pelo qual Lena terá que passar, provavelmente terá início no começo de junho, na cidade seus parentes. Ela será acusada de posse ilegal de materiais religiosos, já que assumiu voluntariamente a responsabilidade sobre os mesmos.

Lena e seus parentes estão contando com suas orações neste momento.

*Nomes fictícios

Pedidos de oração

• Peça a Deus que dê sabedoria ao advogado que está dando assistência jurídica a Lena.

• Ore por sabedoria e coragem para Ayoub e Latife saberem o que fazer nessa situação, e que possam sentir a presença de Deus nesse momento difícil.

• Ore para que a paz de Deus esteja com Lena, e pela restauração de sua saúde.

• Ore para que a polícia diminua a pressão sobre Lena, e que ela possa continuar seu trabalho como líder da igreja doméstica. Ore também pela segurança das diversas igrejas domésticas neste país.

Fonte: Portas Abertas / CPAD NEWS

MG: mulher é condenada a indenizar ex por traição e zombaria

Imagem Ilustrativa
Uma mulher foi condenada a indenizar o ex-companheiro por danos morais por tê-lo traído publicamente durante o relacionamento e feito comentários depreciativos sobre o seu desempenho sexual, inclusive no ambiente de trabalho de ambos. O caso ocorreu em Nanuque, município localizado no Vale do Mucuri, em Minas Gerais. A decisão é da 10ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça (TJ-MG), que fixou o valor a ser pago em R$ 8 mil.

De acordo com o TJ-MG, o ex-companheiro alega que conviveu com a servente industrial - que conheceu na empresa onde ambos trabalham - por aproximadamente dez anos, "formando uma verdadeira família", tendo, inclusive, assumido seus dois filhos. No final de 2007, a mulher passou a traí-lo com um instrutor de autoescola e esse envolvimento chegou ao conhecimento do círculo de amizade do casal.

Com o passar do tempo, a servente teria passado a relatar as "aventuras extraconjugais" aos colegas de trabalho, até mesmo para pessoas que não tinham intimidade com o casal. Ela teria, também, ridicularizado o companheiro, fazendo comentários depreciativos sobre o seu desempenho sexual.

Em primeira instância, a mulher foi condenada a pagar indenização por danos morais no valor de R$ 5 mil pela juíza Patrícia Bitencourt Moreira, da 2ª Vara de Nanuque. A juíza concluiu que o autor da ação foi lesado em sua honra pela conduta ilícita da servente. Ambos recorreram ao Tribunal de Justiça.

O ex-companheiro pediu o aumento do valor da indenização, enquanto a servente alegou que não havia requisitos para dano moral, mas sim ocorrera "meros dissabores".

Para o relator do recurso, desembargador Gutemberg da Mota e Silva, o autor "sofreu inegáveis danos morais decorrentes da conduta extremamente desrespeitosa da servente, que traiu seu companheiro, expondo-o a situação humilhante e vexatória, por meio de comentários negativos sobre ele, fato este que certamente lhe causou angústia, decepção, sofrimento e constrangimento".

O desembargador considerou razoável aumentar o valor para R$ 8 mil, no que foi acompanhado pelos desembargadores Veiga de Oliveira e Mariângela Meyer.

Com informações do: Terra

Suposto pacto de Xuxa com o diabo vira piada na estreia de “Saturday Night Live”

Sem perder o tom polêmico Rafinha Bastos faz piada com declarações de Xuxa e estreia com baixa audiência


Neste domingo (27) o humorista Rafinha Bastos estreou a versão brasileira de “Saturday Night Live” na RedeTV!. O polêmico humorista deixou a bancada do CQC da TV Bandeirantes após uma piada infeliz sobre a gravidez de cinco meses da cantora Wanessa Camargo.

Fazendo piada com o depoimento que Xuxa deu ao “Fantástico” na semana passada, o humorista debochou do namoro da loira com Pelé e dos boatos que cercam a vida da apresentadora – como uma relação afetiva com Marlene Mattos e um suposto pacto com o diabo.

As piadas sobre a loira ficaram por conta da atriz Renata Gaspar, que deu inicio a franquia brasileira do humorístico norte-americano, usando um casaco de couro vermelho, e tripudiando a “rainha dos baixinhos”, que revelou há uma semana em entrevista ao “Fantástico” ter sofrido abuso sexual na infância.

A versão brasileira do Saturday Night Live aposta num humor sem limites. “Eu queria sair com o Garrincha, mas ele era velho e eu preferi sair com o Pelé. Tenho orgulho de ser a primeira Maria Chuteira da história”, disse a atriz remetendo ao passado da apresentadora global.

“Fiz um pacto com o diabo? Lógico que não”, observou em seguida, sendo interrompida por outro ator, fantasiado de diabo, que disse: “Você fez um pacto comigo e com a Globo, que é muito pior.”

O humorístico também fez piada com as alegações de que os discos da apresentadora ao serem tocados ao contrário escuta-se a “voz do demônio”.

Xuxa e o suposto pacto

As especulações de que Xuxa teria um pacto satânico surgiram após revelações de ex-funcionários da Rede Globo, que afirmam que a emissora pratica rituais de Magia Negra durante as transmissões.

Alexandre (Xand), um ex-paquito do programa infantil comandado por Xuxa, conta que passou por muitos rituais de Umbanda, Candomblé e Quimbanda. E chegou a ter uma “bíblia satânica”, além de participar de vudu, magia negra e missa negra.

Xand também afirma que vários rituais eram realizados “em favor” de Xuxa, alguns com a presença da apresentadora.

Há também especulações sobre o nome artístico da apresentadora. O nome Xuxa é a união de outros dois nomes: “exu-mirim” e “xangô” (eXU + XAngô). Neste nome estão depositado todos os trabalhos feitos para Xuxa, que fez questão de inserir o apelido em todos os seus documentos oficiais.

Além disso, o nome Sasha, filha de Xuxa Meneguel, teria um significado satânico segundo especulações.

Baixa audiência

Rafinha Bastos foi humilde ao falar sobre a estreia de seu novo programa na televisão. “Temos muito o que aprender, mas estamos muito felizes com o primeiro SNL”, escreveu cerca de uma hora depois da exibição do humorístico, que, ao contrário do esperado, teve uma audiência fraca.

A RedeTV! esperava que com a atração comandada por Rafinha pudesse substituir o programa Pânico, que batia dois dígitos no Ibope. O programa Saturday Night Live, de Rafinha Bastos, bateu uma média de 0,8 ponto na Grande São Paulo, de acordo com os números prévios do Ibope.

Assista:




Com informações do Gospel Prime

Jovem infectada por bactéria que come carne volta a falar


Jovem comoveu a família ao voltar a falar / Foto: AP


A americana Aimee Copeland, 24 anos, conseguiu respirar sozinha e falar pela primeira após semanas internada em um hospital devido ao ataque de uma bactéria que come carne. Os médicos já tiveram que amputar as mãos, uma perna e parte do abdome da paciente para salvá-la da infecção. A família diz que a jovem apenas murmurava algumas palavras durante dias, mas só agora consegue se comunicar completamente com as pessoas ao seu redor. As informações são da rede de TV CNN.

São muitos os tipos de bactérias que causam a condição conhecida como fasciite necrosante, na qual a bactéria ataca o tecido saudável e o destrói. Uma delas, a Aeromonas hydrophila, causou a infecção em Aimee depois de entrar em seu corpo por um corte acidental.

"Eu estava tão empolgado que queria levantar do banco e começar a dançar", diz Andy Copeland, pai da jovem, que recebeu a notícia de que a filha havia voltado a falar por uma mensagem de celular, enquanto estava na igreja. Ele conta nesta segunda-feira que se conteve em respeito aos outros frequentadores do local.

A família recebeu a notícia no domingo. Segundo Andy, a filha estava expressiva e com pensamentos lúcidos. Ele afirma que a memória de longo período dela estava intacta e os dois conversaram sobre música e discutiram sobre o tratamento dela no futuro. "Aimee continua a falar e contar piadas", diz o pai.

"A enfermeira bateu com a cabeça e Aimee disse 'agora minha enfermeira precisa de uma enfermeira!' Então ela piscou para nós e disse: 'eu tomo conta dela' (...) nós sabemos que vai ser uma estrada longa e difícil, mas vamos enfrentá-la juntos."

Com informações do Terra

sábado, 26 de maio de 2012

Vergonhosa omissão - Vítimas do rompimento da Barragem Algodões I no Piauí realizam manifestação e reivindicam direitos

Imagem: Divulgação/GP1Vítimas protestam

A tragédia do rompimento da Barragem Algodões I completa dois anos no próximo dia 27 e para reivindicar seus direitos, as vítimas da tragédia reúnem-se nesta quinta-feira, 26, às 8h, na Praça Francisca Trindade, no centro de Teresina. Cerca de 300 pessoas devem participar da manifestação. Após a concentração, as famílias seguem para o Palácio de Karnak, onde participam, às 9h, de uma audiência com o governador Wilson Martins. Em seguida, caminham em direção ao Tribunal de Justiça para outra audiência.
Imagem: Divulgação/GP1Imagem da barragem após o rompimento(Imagem:Divulgação/GP1)Imagem da barragem após o rompimento
A mobilização é uma iniciativa da Associação das Vítimas do Rompimento da Barragem Algodões I - AVABA, com o apoio da Cáritas Brasileira Regional do Piauí, que reivindica a garantia plena dos direitos, como indenizações e moradias, e o apoio necessário para a reconstrução dos meios de vida e dignidade das famílias. Elas não são contra a reconstrução da barragem e querem o funcionamento dela, mas isso deve ser feito dentro dos parâmetros legais e sem risco para as pessoas.


A situação das famílias

As famílias vítimas da tragédia ganharam na justiça o direito de receber uma pensão até que saia a indenização de seus prejuízos, mas foi suspensa pelo Governo do Estado e quando foi restabelecida, os aposentados e os beneficiários do Bolsa Família perderam o benefício da pensão, um direito de todas as pessoas atingidas.

As vítimas reclamam a construção de casas sem considerar as necessidades, a tradição agropastoril das famílias atingidas, além de estarem sem trabalho, não podem criar seus animais (aves, suínos, ovinos e caprinos), não podem produzir seus alimentos e, por isso, encontram-se numa situação de miséria. As famílias criticam ainda a falta de estrutura dos assentamentos agrícolas construídos para abrigar as vítimas e a falta de atenção às pessoas que perderam parentes, pois elas não receberam nenhuma atenção especial do Estado.

A realidade das famílias em Buriti dos Lopes também é preocupante, pois as Agrovilas construídas pela Defesa Civil não tem energia elétrica e nem água, além de estarem distantes dos locais de trabalho das famílias, inviabilizando a ocupação das mesmas. Também existem famílias morando de favor em locais precários, principalmente mães com bebês, alojadas em abrigos como o Colégio Agrícola do município. As mesmas já estão com prazo determinado para se retirarem.


Apoio às vítimas

A Cáritas Brasileira Regional do Piauí vem apoiando as famílias, desde o período da tragédia com o projeto de Emergências que arrecadou alimentos, produtos de limpeza e kits de dormir (colchões, colchonetes, cobertores e lençóis), além de ajuda na reconstrução das casas e assistência jurídica e psicológica. A entidade apóia a mobilização e chama a atenção da sociedade piauiense para a luta das famílias atingidas pela Barragem Algodões I, pois é necessária uma ação conjunta entre sociedade civil, governos - municipal, estadual e federal - para solucionar as problemáticas causadas pelo desastre da barragem.

Com informações do gp1 / Cocal Notícias

Oprah Winfrey afirma ser cristã e que seu sucesso vem da sua espiritualidade

Embora já tenha criado no passado revolta entre os cristãos, ao sugerir que Jesus não é o único caminho, Oprah Winfrey agora confessou por duas vezes em seu novo programa, “Lifeclass”, ser cristã. O site Black Christian Network afirma que isso é prova suficiente de sua fé em Cristo.
Winfrey começou fazendo a introdução do show no Radio City Music Hall. O tema do dia era “Soluções Espirituais: Mestre da Nova Era, o guru Deepak Chopra”.

“Eu não estou falando de religião. Eu sou cristã. Essa é a minha fé. Não estou pedindo para vocês serem cristãos. Mas se você quiser ser um eu posso mostrar-lhe como é. No entanto, não é necessário. Eu respeito todas as formas de fé. Todas as religiões. Mas o que eu estou falando não é de fé ou religião. Estou falando de espiritualidade “, disse Winfrey.

Winfrey disse que sua definição de espiritualidade é viver a vida com o coração aberto, através do amor, e permitir alinhar com os valores de aceitação, tolerância, harmonia, cooperação e respeito pela vida. Ela disse que acredita que há um “fio divino” que nos liga espiritualmente para algo maior que nós.
“Meu verso favorito da Bíblia é Atos 17:28. “‘Pois nele vivemos, nos movemos e existimos’, como disseram alguns dos poetas de vocês: ‘Também somos descendência dele’.” E você sabe por que sou uma pessoa tão bem sucedida? Porque eu sabia, aos quatro anos de idade… que não seria quem sou hoje sem uma consciência espiritual, sem valores espirituais e, finalmente, sem amor espiritual”.

Para o site Black Christian News Network é necessária a defesa da sinceridade de sua confissão: “Nós agora sabemos que algumas pessoas duvidam da profissão de fé da Oprah em Cristo. Alguns já disseram coisas negativas sobre isso… Os fariseus dizem tudo isso, mas por favor, entenda que é a OWN [canal de Oprah] não é uma emissora cristã. É uma rede de TV para todos.
É o negócio dela, e nós, como cristãos, sabemos como funciona quando precisamos fazer negócios em um mundo secular. Então, isso não diminui sua fé em Cristo”. A BCNN agradeceu, os pastores Tyler Perry, TD Jakes, e outros que sabiamente reconheceram a declaração pública de Winfrey como testemunho de sua fé em Cristo perante o mundo.

“Nós acreditamos que Oprah pode influenciar milhões de vidas para seguirem o Cristo que a salvou”, escreveu BCNN. “Queremos incentivar todos os cristãos a orarem por Oprah à medida que ela cresce em sua fé cristã.”
Mas nem todos estão convencidos disso. Seus críticos afirmam que ela realmente professa uma forma de panteísmo, o ensinamento de que Deus é tudo e todos, uma força abstrata e não um Ser pessoal.

“Quando Oprah e outros se referem a Deus, falam de uma força impessoal”, explica o apologeta cristão Josh McDowell. “Eles dizem… ‘Olhe dentro de você e irá encontrar-se a partir do seu interior. Encontrar sua consciência de Deus. Isso é Deus”, disse.

McDowell escreveu um livro em co-autoria com Dave Sterrett sobre o tipo de espiritualidade ensinado por Oprah. Para ele e para muitos teólogos apenas uma declaração pública não é o suficiente para alguém ser um cristão genuíno.


Fonte: Gospel Prime / Traduzido e adaptado por Christian Post / O alvo

Geólogos definiram data de crucificação de Jesus Cristo

Geólogos da Alemanha e dos EUA admitem terem definido a data exata da morte do Salvador da Humanidade, Jesus Cristo, baseando-se em uma análise da atividade sísmica na zona do Mar Morto.
De acordo com cientistas, a crucificação e a morte de Cristo se deram na sexta-feira, dia 3 de abril de 33 da nossa era. Os peritos na matéria conferiram os dados sísmicos com os respectivos textos do Novo Testamento e algumas observações astronômicas.
Segundo a mesma fonte, as trevas descritas nos Evangelhos que se seguiram à morte na Cruz foram causadas pelo furação de areia, um fenômeno freqüente naquela localidade palestiniana.

Notícias Cristãs com informações do Voz da Rússia

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Arqueólogos acham indício de que Belém existia antes de Jesus nascer

Um selo de argila foi encontrado com a inscrição Belém em hebraico antigo



Nesta quarta-feira (23) arqueólogos israelenses divulgaram a descoberta de uma evidência física que comprova que a cidade de Belém já existia séculos antes de se tornar a terra natal de Jesus.

Comprovando os relatos do Velho Testamento, um selo de argila foi encontrado em um sítio de escavação próximo aos muros da Cidade Velha de Jerusalém com a palavra “Belém” escrita em hebraico antigo.

“A primeira vez que o nome Belém aparece fora da Bíblia é em uma inscrição do período do Primeiro Templo”, disse Eli Shukron que dirigiu a escavação feita pela Autoridade de Antiguidade de Israel.

Shukron disse em nota que esse selo foi, aparentemente, colocado em um carregamento de prata ou produtos agrícolas entregue por Belém como um tributo ao rei de Judá. Provavelmente isso aconteceu entre os séculos 8 e 7 antes de Cristo.

O selo é do tamanho de uma moeda e menciona a cidade de Belém que aparece pela primeira vez na Bíblia no livro de Gênesis, se referindo a ela como uma cidade do Reino de Judá. “Era, de fato, uma cidade no Reino de Judá, e possivelmente mais antiga que isso”, disse o arqueólogo.

Gospel Prime, Com informações G1

Pastor tradicional quer campos de concentração para gays

Julio Severo
A grande mídia esquerdista, embalada pela mídia gay, vem dando destaque a um pastor tradicional dos EUA que, em sua pregação de 13 de maio, sugeriu a construção de uma grande cerca eletrificada de 155 a 233 km para confinar os homossexuais de tal forma que não possam escapar.
O pastor é o Rev. Charles Worley, da Igreja Batista Providence Road, nos EUA.
Os holofotes não foram jogados sobre o Rev. Charles porque sua pregação representa os cristãos em geral ou os cristãos tradicionais em particular.
A mídia o escolheu como exemplo porque sabe que os cristãos não têm esse pefil. Afinal, o Rev. Charles não está recebendo aplausos das igrejas cristãs. Ele está recebendo críticas.
Portanto, o exemplo do Rev. Charles é um caso isolado.
Se a grande mídia esquerdista e a mídia gay quiserem encontrar casos não isolados, o mundo islâmico fornece abundância de exemplos. Qualquer chefe de mesquita que pregasse exatamente o que o Rev. Charles pregou seria aplaudido e aclamado por multidões islâmicas. Aliás, um chefe de mesquita que pregasse a pena de morte para gays seria ovacionado como herói.
A mídia conhece tais pregações vindas do mundo islâmico, mas abafa cuidadosamente. Nem mesmo os supremacistas gays ousam incomodar os islâmicos quando, com o poder do Estado islâmico, torturam e matam gays.
Portanto, a preocupação da mídia não é salvar os gays de campos de concentração, mas unicamente atacar os cristãos sob quaisquer pretextos, até mesmo usando e abusando de casos isolados.
A mídia escolheu o Rev. Charles porque o exemplo dele fornece a arma perfeita para desestimular os cristãos que lutam contra a agenda gay.
No Brasil, falsos apologetas, inclusive o tabloide sensacionalista Genizah, usaram o exemplo do Rev. Charles não para atacar os cristãos tradicionais, mas para apontar o dedo de acusação para os cristãos que lutam contra o PLC 122. Por esse e outros motivos, o Genizah é amplamente celebrados por cristãos esquerdistas e até por pastores gays.
Os falsos apologetas, que usam todo e qualquer caso para atacar os pentecostais e neopentecostais, não ousaram usar o Rev. Charles para apontar o dedo para os tradicionais.
Da parte do Genizah, é um comportamento previsível, pois seu dono, Danilo Fernandes, se gaba de ser calvinista. Contudo, dificilmente Calvino, se estivesse vivo, não concordaria com o Rev. Charles, apenas com uma adição: como ministro do Evangelho, Calvino teria recomendado capelães nos campos de concentração e a oportunidade de os gays saírem dali se abandonassem o estilo de vida gay.


Rev. Fred Phelps, um pastor tradicional que prega: “Deus Odeia as Bichas”

O Genizah também omite o fato de que o maior pastor antigay do mundo é um “cristão” tradicional. O Rev. Fred Phelps, da Igreja Batista Westboro, é famoso por fazer piquetes com cartazes dizendo “Deus Odeia as Bichas”. Uma investigação de LifeSiteNews anos atrás revelou que Phelps é membro de carteirinha do Partido Democrático, o mesmo partido de Obama e outros políticos pró-homossexualismo dos EUA. Phelps já concorreu cinco vezes em eleições por esse partido e “fez campanha em favor do Senador Al Gore na campanha presidencial de 1988, o que lhe trouxe a oportunidade de ser um dos convidados na posse do Presidente Clinton e seu vice Gore”.
Portanto, as ligações do Rev. Fred Phelps são nitidamente esquerdistas. Mas o exemplo dele é convenientemente usado pela mídia esquerdista e gay não para atacar os evangélicos esquerdistas, mas para debochar dos cristãos conservadores que se opõem à agenda gay. Ele é a bomba evangélica esquerdista para explodir evangélicos conservadores.
Danilo o Calvinista tem muita sorte de não haver um Genizah pentecostal ou neopentecostal. O Rev. Charles e o Rev. Fred, que são do mundo gospel tradicional, dariam o exemplo perfeito para debochar e zombar dele e outros tradicionais.
Deixando de lado a hipocrisia do calvinista Danilo, os supremacistas gays não têm moral para atacar o Rev. Charles Worley. Adolf Hitler, um dos maiores líderes homossexuais que o mundo já viu, condenou 6 milhões de judeus e outras pessoas, inclusive pastores e padres, aos campos de concentração. Ele também condenou alguns milhares de gays, por não se encaixarem no perfil que ele tinha de homossexual forte e másculo.
Com um Hitler gay no comando de um país, até mesmo gays desmunhecados não escapam de campos de concentração.
Num país de maioria cristã, os supremacistas gays (e os falsos apologetas!) podem acusar os cristãos de tentarem impor uma ditadura “assassina”.
Até mesmo Barack Obama, um cristão tradicional liberal, faz muito bem tais acusações, enquanto promove descaradamente a agenda gay, o aborto e o islamismo.
É uma mistura estranha, mas lembremo-nos de que Hitler não só era grande aliado dos islâmicos, mas também que seu nome continua sendo amado no mundo islâmico hoje, embora alguns países islâmicos nunca tenham precisado de campos de concentração para solucionar rapidamente seu problema com gays…

Arqueólogo apresenta “novas provas” da travessia do Mar Vermelho

Tecnologia foi fundamental na busca pelos vestígios após mais de 3 mil anos


O professor de hebraico antigo e arqueólogo Michael Rood está lançando um DVD em que promete mudar o entendimento da narrativa bíblicade Êxodo, em especial da travessia do Mar Vermelho. Tudo está documentado em um filme de aproximadamente duas horas, disponível em DVD e Blu-Ray, mas por enquanto apenas em inglês.

Ele fez gravações de vídeo subaquáticas no local que, há várias décadas, é identificado como o ponto de travessia. E diz que encontrou formações de corais que se parecem com as rodas das carruagens egípcias, além de ossos humanos e outras evidências do relato do Antigo Testamento.

Rood afirma: “Ateus zombaram da simples menção disso, religiosos modernos negam sua veracidade, especialistas afirmam que os locais tradicionais estão errados. Mas você verá [em vídeo] as evidências científicas e arqueológicas que ficaram preservadas em corais e pedras como testemunho para esta geração da travessia do Mar Vermelho e dos eventos no verdadeiro Monte Sinai”.

Durante meses, Michael Rood e uma equipe internacional de cientistas e exploradores documentaram os achados arqueológicos que consideram um dos mais importantes da história da raça humana. Eles vasculharam o antigo “Yam Soph” (o moderno “Golfo de Aqaba” também conhecido como “Mar Vermelho”), usando câmeras submarinas robóticas que mostram um grande campo de batalha submarino, onde o que sobrou do exército de Faraó ainda permanece incrustado no fundo do mar.

Segundo o arqueólogo, do exército que perseguiu o povo de Deus, estima-se que cerca de 20 mil carruagens foram destruídas naquele dia. Algumas formações de corais encontradas ainda hoje mostram, com a ajuda da tecnologia, que se tratam de vestígios de rodas com quatro pontos de sustentação, que são idênticas aos desenhos encontrados em tumbas egípcias do mesmo período.

E mais, as rodas estão cobertas por uma fina camada de ouro, algo pouco comum, que lhes concedem uma identidade única. O coral, por natureza, não se desenvolve sobre o ouro, o que permite que mesmo depois de tanto tempo os vestígios sejam facilmente identificáveis.

Além disso, ao longo da história, rodas de quatro, seis e oito raios foram usadas, mas as encontradas pela equipe são da 18 ª dinastia, ou seja, de 1.446 aC, quando acredita-se que o êxodo ocorreu.


Fonte: Gospel Prime / Redação CPAD News

terça-feira, 22 de maio de 2012

Israel celebra o “Dia de Jerusalém”

Milhares de pessoas foram comemorar nas ruas, mas palestinos fizeram tumulto protestando contra a ocupação da Cisjordânia


No último domingo (20) as ruas de Jerusalém foram tomadas por milhares de pessoas que comemoram os 45 anos da conquista da parte oriental da cidade. Chamado de o “Dia de Jerusalém” foi marcado pela “marcha das bandeiras” que percorreu várias ruas de Jerusalém Oriental em um ato que exalta o sionismo.

O início da manifestação aconteceu na zona de residência do primeiro-ministro, Benjamim Netanyahu, e cerca de 30 mil pessoas foram se juntado ao longo do percurso que acabou no Muro das Lamentações.

Em 1967 chegava ao fim a “Guerra dos Seis Dias” que fez com que a parte oriental da Terra Santa fosse anexada à parte ocidental depois de seis dias de guerra com países árabes, entre eles, Egito, Síria, Jordânia e os aliados Iraque, Kuwait, Arábia Saudita e outros países que nunca aceitaram o fato de Israel passar a ter controle sobre a Cisjordânia e o lado leste da cidade.

Sobre essa unificação, o Netanyahu discursou falando que seu país nunca vai aceitar dividir a cidade outra vez. “Aqui, há 45 anos, o coração unificado do nosso povo se pôs a pulsar com toda a sua força. E nosso coração nunca mais estará dividido”.

Em memória das vítimas que morreram no combate que aconteceu no Monte Herzl uma cerimônia foi realizada, mas um dos principais negociadores palestino, Saeb Erakt, chegou a se colocar contra a passeata denunciado que o evento colocava nas ruas extremistas israelenses.

“O governo israelense permite a milhares de extremistas marchar pela Cidade Ocupada e ameaçar civis palestinos, proibindo que palestinos tenham acesso a hospitais, escolas, comércio, igrejas e mesquitas de Jerusalém”, criticou.

Ao longo do percurso a polícia, que estava preparada para evitar qualquer tumulto, precisou prender 15 pessoas, entre elas dez palestinos que tentaram atacar os manifestantes e cinco israelenses que gritaram frases racistas.

Com informações Veja / Gospel Prime

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Homem é preso com cadáveres de bebês cobertos em ouro na Tailândia

Suspeita-se que os corpos tenham sido usados em ritual de magia negra.
Polícia exibiu restos mortais apreendidos em Bangcoc; imagens são fortes.


A polícia tailandesa prendeu um cidadão britânico nesta sexta-feira (18) depois que os corpos de seis bebês, que teriam sido usados em um ritual de magia negra, foram encontrados dentro de malas de viagem em um quarto de hotel em Bangcoc.

Chow Hok Kuen, de 28 anos, um cidadão britânico nascido em Hong Kong e cujos pais são de Taiwan, foi preso na Chinatown de Bangcoc e detido por posse de restos humanos, afirmou a polícia.

Autoridades acreditam que ele tentava contrabandear os cadáveres para Taiwan.

"Os corpos são de crianças com idades entre dois e sete meses. Alguns foram encontrados cobertos com folhas de ouro", afirmou o chefe da subdivisão da unidade para Proteção das Mulheres e Crianças da polícia, Wiwat Kumchumnan.

Não ficou claro de onde vieram os corpos.

Kuen estava hospedado em um hotel em Khao San Road, a área de viajantes de Bangcoc, mas os corpos foram encontrados em outro hotel.

A polícia havia recebido um aviso de que os corpos das crianças estavam sendo oferecidos a clientes ricos por meio de um anúncio publicitário de serviços de magia negra.

Os cadáveres foram comprados de um taiuanes por 200.000 baht (R$ 12.730) e poderiam ser vendidos por até 1,2 milhão baht (pouco mais de R$ 76 mil) essa quantia em Taiwan, informou a polícia.

Rituais de magia negra ainda são praticados na Tailândia, onde videntes oferecem cerimônias para reverter a má sorte.

Kuen pode ser condenado a um ano de prisão e a multa de 2.000 baht se for considerado culpado.







Policiais exibem os restos mortais encontrados, alguns deles cobertos em ouro (Foto: Reuters/Stringer

Com informações do G1

A explosão de pornografia infantil no Facebook pode ser impedida?

O FBI e as autoridades de segurança lutam para acompanhar as milhares de denúncias
Chelsea Schilling
(MATERIAL EXPLÍCITO: Esta reportagem contem detalhes explícitos de abuso sexual de crianças, conforme mostrado em várias páginas do Facebook. O WND imediatamente denunciou as imagens de pornografia infantil e abuso sexual de crianças ao FBI. As fotografias censuradas aqui publicadas estão entre as mais moderadas que encontrados.)
Em um sótão escuro, uma menininha de não mais de 9 anos aparece com um olhar desconfiado, usando apenas um top. Ela olha de rabo de olho para a câmera. Os muitos comentários abaixo de sua foto dizem:
“Tão bonitinha!” declara um homem.
“Uhhh, isso aí”, diz outro.
Ela é apenas uma das 40 outras pré-adolescentes em um único perfil vestidas de trajes de banho sensuais ou sutiãs ou completamente nuas.
É apenas uma foto entre milhares de imagens explícitas e vídeos de exploração sexual de crianças, todas disponíveis na rede social utilizada por 901 milhões de pessoas que tanto a conhecem e adoram: o Facebook. A maioria dos usuários dos EUA não tem ideia de que a rede social abriga uma enorme coleção de pornografia infantil e violência sexual não denunciada.
Conforme anteriormente noticiado pelo WND, a maioria desses predadores não está simplesmente procurando imagens de pornografia infantil. Um estudo conduzido em 2007 pela Agência Federal de Prisões, no qual psicólogos conduziram uma pesquisa de opinião detalhada sobre o comportamento sexual de agressores virtuais, 85% deles afirmaram ter cometido abuso sexual contra menores, desde toques inapropriados a estupros.

Em um sótão escuro, uma menininha de não mais de 9 anos aparece com um olhar desconfiado, usando apenas um sutiã top.
O Ministério de Justiça dos EUA explica:
Infelizmente, o mercado de pornografia infantil disparou com o advento da internet e das tecnologias digitais avançadas. A internet fornece uma base para os indivíduos criarem, acessarem e compartilharem imagens de abuso sexual de crianças ao redor do mundo com um simples clique… Os criminosos de pornografia infantil podem se conectar a redes e fóruns de internet para compartilhar seus interesses, desejos e experiências com o abuso de crianças, além de vender, compartilhar e colecionar imagens.
Além disso, comunidades online promoveram o contato entre os criminosos de pornografia infantil, normalizando os seus interesses por crianças e insensibilizando-os para os danos físicos e psicológicos infringidos nas pequenas vítimas. Comunidades online também atraem e promovem novos indivíduos para se envolverem com a exploração sexual de crianças.

Notícias sobre a resposta do Facebook à pornografia infantil

Como parte de uma investigação secreta, o WND utilizou perfis falsos no Facebook e localizou dezenas de imagens de pornografia infantil após adicionar vários prováveis pedófilos e predadores que trocam milhares de fotos pornográficas na rede social. O WND imediatamente denunciou imagens explícitas de abuso sexual de crianças ao FBI.
Outra opção de página para perfis de pedófilos: “12 to 13 boy sex” (Sexo garotos 12 a 13 anos)
Outras fotos e vídeos de crianças vestindo fio dental em poses sensuais foram denunciadas ao Facebook primeiro para testar a resposta da rede social.
No início da investigação, o Facebook foi lento para remover as fotos e os perfis; e em alguns casos, pareceu não agir de forma alguma. Após três semanas de observação, alguns perfis denunciados primeiro foram removidos em 48 horas. No entanto, a maioria dos vídeos explícitos e grupos de interesse continuam na rede social até hoje, e novos perfis de pedófilos são espantosamente fáceis de encontrar.
Apesar das repetidas solicitações ao longo de quase dois anos, o Facebook não respondeu às ligações telefônicas nem aos e-mails do WND a respeito das imagens e vídeos numerosos que são compartilhados por seus usuários contendo crianças abusadas sexualmente ou posando nuas. No entanto, depois que a parte 1 desta série foi publicada, a rede social forneceu uma breve declaração por e-mail que o WND postou aqui.
(Várias outras fontes noticiaram respostas similares do Facebook há poucos meses, após uma enxurrada de reclamações sobre várias páginas que promoviam e faziam piadas sobre o estupro.)
Raymond Bechard, autor de “The Berlin Turnpike: A True Story of Human Trafficking in America,” (“Pedágio de Berlim: Uma História Verídica do Tráfico de Pessoas nos Estados Unidos”), lançou a campanha Men Against Prostitution And Trafficking (Homens Contra a Prostituição e o Tráfico), uma comissão de ação política contra o tráfico de pessoas nos EUA. Bechard utilizou perfis falsos no Facebook para encontrar predadores de crianças e denunciá-los às autoridades federais.
“Se você denunciar as imagens ao Facebook, o sistema deles é, infelizmente, muito incompetente e extremamente indiferente para denunciar crimes dessa natureza”, disse Bechard ao WND. “Você denuncia ao Facebook, mas não sabe realmente se algo aconteceu. Não há resposta, nunca, e você tem que voltar e ver se o conteúdo já foi removido. Se uma foto ou um vídeo de fato desaparecer, como realmente desaparece, não existe uma maneira de saber se o crime que você testemunhou foi denunciado às autoridades”.
Em um dos casos, quase 80 fotos de uma jovem, de cerca de 8 anos, revelava uma criança posando de fio dental escalando uma árvore. A menina abria as pernas enquanto o fotógrafo tirava fotos das suas nádegas e de sua genitália a poucos centímetros de distância da criança.
Quando o WND denunciou as fotos à rede social por telefone e pelo seu aplicativo online em 20 de março, o Facebook não retornou as ligações nem removeu as imagens. Elas ainda estavam lá em 3 de abril, quando o WND notificou o FBI.
Dentro de 24 horas da ocorrência registrada no FBI, todo o perfil do usuário foi removido.
Um aviso do Facebook informa aos usuários que as fotos denunciadas podem não ser removidas do site.
Autoridades do FBI que responderam às denúncias de pornografia infantil no Facebook foram corteses e prestativos. No entanto, o WND perguntou à porta-voz do FBI, Jenny Shearer, se o Facebook denunciava a pornografia infantil e cooperava prontamente com as investigações.
“Não falamos das nossas relações de trabalho com o setor privado, então não posso comentar”, disse Shearer ao WND, recusando-se a discutir as interações de segurança com o Facebook ou o Twitter nos casos de pornografia infantil.
Ao ser perguntada se a rede social está se tornando um atrativo para a pornografia infantil, ela respondeu, “Parece que as pessoas utilizam os sites de redes sociais para todo tipo de interesses, incluindo os que podem envolver, infelizmente, a sedução de crianças”.
Em sua Declaração de Direitos e Responsabilidades, o Facebook diz a seus usuários: “Você não publicará conteúdo que: seja detestável, ameaçador ou pornográfico; incite violência; ou contenha nudez ou violência explícita ou desnecessária”.
Ironicamente, a rede social bloqueou as contas falsas do WND devido a “razões de segurança” imediatamente após dezenas de imagens e vídeos de abuso sexual de crianças terem sido denunciados por essas contas. Em muitos casos, o material denunciado estava postado durante meses e havia sido visto e compartilhado por dezenas, até centenas de pedófilos.

Remoção de fotos: “É como caçar baratas”

Richard Lepoutre esteve ativamente envolvido na luta para proteger crianças do abuso sexual por mais de 25 anos, e é cofundador da luta contra pedófilos no Facebook com a campanha Stop Child Porn on Facebook (Detenham a Pornografia Infantil no Facebook). Ele também trava uma batalha contra a exploração sexual comercial por meio do seu trabalho nas campanhas Stop Online Exploitation (Parem com a Exploração Online) e Men Against Prostitution and Trafficking (Homens Contra a Prostituição e o Tráfico).
Grupo “10-17 teen bisexual"
“A inutilidade disso é que, enquanto você denuncia aquela imagem individual e se esforça para retirá-la, obviamente ela está sendo replicada centenas ou talvez milhares de vezes em todo tipo de local”, explica. “Ela realmente não desaparece. Enquanto está lá, há outros colecionadores e outros perfis copiando essa imagem. Embora você possa pedir que ela seja removida em um lugar e um perfil específico, é muito provável que ela continue a propagar-se no meio digital. O verdadeiro problema aqui é evitar que a foto chegue lá em primeiro lugar”.
Lepoutre afirma que “essa comunidade de pervertidos e criminosos” tem o seu próprio fenômeno “viral”.
“Pode ter certeza de que uma foto popular que aparece em algum momento é distribuída e compartilhada provavelmente milhares de vezes em poucas horas”, disse. “É como caçar baratas. Você pensa que está pegando-as, mas a imagem é como a conhecida barata que se clona indefinidamente. Ela se esconde, e está em toda parte. Você liga a luz e elas dispersam. Mas só porque você não as vê, não quer dizer que não estão lá”.
O Ministério de Justiça dos EUA comenta: “As vítimas da pornografia infantil sofrem não apenas do abuso sexual infringido nelas para produzir tal material, mas também de saber que suas imagens podem ser vistas e colecionadas por pessoas do mundo todo. Uma vez que a imagem esteja na internet, é irreparável, e pode continuar a circular para sempre. O registro permanente do abuso sexual de uma criança pode alterar sua vida para sempre. Muitas vítimas de pornografia infantil sofrem de sensações de impotência, medo, humilhação e descontrole, uma vez que suas imagens estão disponíveis para serem vistas para sempre”.
Durante o curso do seu trabalho, Bechard e Lepoutre denunciaram numerosas imagens e perfis ao Facebook. Embora contas e links para materiais de pornografia infantil possam ser desativados pelo site, muitos pedófilos reaparecem dentro de semanas, ou mesmo dias, afirmam. Em tais casos, os reincidentes repostam seus gigantescos álbuns de abusos.
“Por que eles não estão evitando que isso seja postado em primeiro lugar?” pergunta Bechard. “E o que estão fazendo para investigar suas origens? Existe alguma mineração de dados que eles podem fazer para descobrir se elas estão saindo de algum lugar em particular? Por que não concentrar recursos nisso para realmente investigar da forma como crimes dessa gravidade merecem ser investigados?”
Lepoutre listou nomes de alguns dos maiores sites de vídeos pornográficos do mundo. O material dos websites é cadastrado e enviado por indivíduos, em um processo parecido com a postagem de vídeos no YouTube ou no Facebook.
“Você pode ir a qualquer um desses gigantescos sites, e não irá encontrar pornografia infantil neles”, afirma. “É lógico que eles possuem os meios, a tecnologia e aparentemente a motivação para não permitir que materiais de pornografia infantil sejam enviados. Logo, tecnicamente falando, do ponto de vista dos recursos, por que o Facebook não pode fazer o mesmo que esses grandes sites de pornografia?”

Moderadores estrangeiros ganhando US$ 1/hora?

O Facebook divulgou muito pouco a respeito do seu processo de filtragem de conteúdo. No entanto, em 16 de fevereiro, o blog de notícias Gawker.com noticiou que havia entrevistado Amine Derkaoui, um marroquino de 21 anos que diz ter passado semanas fazendo treinamento para filtrar conteúdo ilegal no Facebook por meio de uma empresa terceirizada da Califórnia, oDesk.
Derkaoui afirma que recebeu US$ 1 por hora.
De acordo com o Gawker, Derkaoui forneceu documentos internos explicando como o Facebook censura seu conteúdo.
Ele afirma que a equipe de moderação de conteúdo utilizava uma ferramenta da web para visualizar fotos, vídeos e postagens denunciadas por usuários do Facebook. Os moderadores possuem três opções de ação: 1) confirmar a sinalização e excluir o conteúdo, 2) não confirmá-lo e deixar o conteúdo como está ou 3) encaminhar o conteúdo para uma alçada superior de moderação para ser examinado por funcionários do Facebook.
“Após passar por um teste escrito e por uma entrevista, Derkaoui foi convidado a juntar-se à equipe da oDesk, de cerca de 50 pessoas de vários países do terceiro mundo (Turquia, Filipinas, México, Índia) para trabalhar com a moderação de conteúdo do Facebook”, explicou Gawker. “Eles trabalham em casa em turnos de 4 horas e ganham US$ 1 por hora mais comissões (o que, de acordo com a lista de empregos, deveria dar um valor estimado de US$ 4 por hora)”.
De acordo com a reportagem, o anúncio da vaga não fazia menção ao Facebook. Derkaoui disse também que os administradores da oDesk nunca disseram abertamente que o cliente era o Facebook. No entanto, observa Gawker, um porta-voz do Facebook confirmou que a rede social era cliente da oDesk.
Outras fortes que alegam terem sido moderadores do Facebook reclamaram da natureza do seu trabalho na limpeza do site.
“Pense em um canal de esgoto”, disse uma pessoa durante um bate-papo no Skype com o blog, “e toda a sujeira do mundo passa por ele e você tem que limpar tudo”.
Outra pessoa desistiu após três semanas no trabalho de moderação.
“Pedofilia, necrofilia, decapitações, suicídios, etc.” lembra. “Saí porque valorizo a minha sanidade mental”.
Quando o WND perguntou ao Facebook a respeito da reportagem, um porta-voz respondeu com a seguinte declaração:
Em um esforço para processar rapidamente e de maneira eficiente os milhões de denúncias que recebemos todos os dias, decidimos contratar empresas terceirizadas para fazer a classificação prévia de uma pequena porção do conteúdo denunciado. Essas contratadas estão sujeitas a um rigoroso controle de qualidade, e implantamos várias camadas para proteger os dados das pessoas que utilizam o nosso serviço. Além disso, nenhuma informação de usuário além do conteúdo em questão e da fonte da denúncia é compartilhada. Precisamos encaminhar as denúncias mais sérias para o âmbito interno, e continuaremos a fazê-lo, e todas as decisões feitas pelas contratadas estão sujeitas a exaustivas auditorias. Estamos constantemente aprimorando nossos processos, e frequentemente inspecionamos as nossas contratadas. Esse documento fornece uma base a respeito dos nossos padrões com relação a uma dessas contratadas; para informações mais atualizadas, favor visitar Facebook.com/CommunityStandards”.

Facebook e PhotoDNA

Tanto o Centro Nacional de Crianças Desaparecidas e Exploradas (NCMEC, na sigla em inglês) quanto o Facebook divulgam a utilização do software PhotoDNA para combater a pornografia infantil. O PhotoDNA cria um código digital para representar uma imagem em particular (uma espécie de impressão digital ou assinatura) e localiza aquela imagem dentro de grandes grupos de dados. A ferramenta é capaz de encontrar imagens específicas mesmo se tiverem sido alteradas.
A Microsoft doou o software para o NCMEC em dezembro de 2009. No ano passado, o Facebook começou a utilizar o PhotoDNA para buscar milhares de imagens ilegais registradas que foram enviadas por seus usuários. O software possui uma taxa de precisão de 99,7% nos testes. Ela encontra e remove apenas as imagens conhecidas, denunciadas e específicas de exploração sexual de crianças na pré-puberdade.
Chris Soderby, assistente do conselho geral do Facebook, foi promotor da Secretaria de Justiça dos EUA durante 12 anos. De 2006 até a metade de 2010, Sonderby foi representante da Secretaria na Ásia, na embaixada dos EUA em Bangkok, onde trabalhou com autoridades americanas e estrangeiras em assuntos criminais transnacionais de larga escala.  Antes de sua viajem a Bangkok, Sonderby trabalhou como chefe da unidade de Segurança em Informática e Propriedade Intelectual da Procuradoria Geral dos EUA em San Jose, Califórnia.
Ele declarou em um evento ao vivo em 20 de maio de 2011 chamado “Facebook D.C. Live: Protecting Kids Online” (“Facebook ao Vivo de Washington: Protegendo as Crianças Online”):
O PhotoDNA é realmente uma tecnologia que vai virar o jogo nessa luta, e estamos animados com a oportunidade de implantá-lo em nosso site e de conseguirmos reduzir consideravelmente a quantidade de imagens de exploração sexual que deixamos proliferar. No nosso caso, pretendemos colocar a tecnologia em ação contra cerca de 200 a 300 milhões de imagens que são enviadas ao Facebook todos os dias. Dessa forma, a tecnologia irá permitir que bloqueemos seu envio, para prevenir sua distribuição e a nova vitimização das crianças mostradas nessas imagens, e irá também permitir que rapidamente consultemos e denunciemos essas amostras às autoridades, para que tomem ações imediatas. Reiteramos, mais uma vez, que acreditamos que isso vai mudar o jogo, e estamos animados por sermos parte dessa parceria e ansiosos para continuarmos trabalhando nisso juntos.
Michelle Collins, vice-presidente da divisão de exploração infantil do NCMEC, disse ao WND, “Sinto mesmo que na indústria… embora obviamente o problema continue crescendo, cresce também a resposta de muitas das empresas, e certamente também a resposta das autoridades".
Collins acrescenta, “Temos várias iniciativas voluntárias com grandes empresas aqui nos EUA, em que fornecemos a eles o PhotoDNA, com o qual buscam especificamente por imagens de pornografia infantil para removê-las. É como buscar uma agulha em um palheiro. É uma quantidade enorme de imagens que passam pelos seus servidores. Eles utilizam uma tecnologia que os permite identificar e remover as imagens que já são identificadas como pornografia infantil”.
Collins diz ainda “uma adoção mais ampla do PhotoDNA por grandes empresas seria benéfico no sentido de eliminar a pornografia infantil dos seus servidores”.
No entanto, o Microsoft DNA não localiza nem remove novas fotos de abuso. Ela encontra apenas as que foram identificadas e listadas em um banco de dados de fotos do NCMEC.
Além disso, a tecnologia de comparação de imagens não localiza vídeos de abuso sexual de crianças para removê-los.
Em um dos comunicados dos Facebook sobre o assunto, ele afirma: “[O PhotoDNA] não será capaz de identificar novas imagens de pornografia infantil, nem irá sinalizar suas típicas fotos de crianças como pornografia. Ele irá identificar apenas as conhecidas pelo NCMEC”.
Lepoutre afirma que a utilização do software PhotoDNA pela rede social é um passo positivo, mas não é um “esforço preventivo” para prevenir que as fotos apareçam no Facebook em primeiro lugar:
“Eu pergunto: De que forma utilizar o PhotoDNA para correr atrás de uma foto que já foi publicada é ‘preventivo’? Mas que conversa fiada! Não é incrível? Talvez tenha um pessoal passando o olho no material lá no Marrocos, mas nada disso é ‘preventivo’”.
Ao ser perguntada a respeito da limitação do PhotoDNA, Collins disse ao WND: “É verdade. Para que a assinatura do PhotoDNA seja gerada, é preciso ter a imagem. Nós, é claro, vemos novas imagens e novos vídeos surgindo na internet”.
E acrescenta, “Há 20 anos, as pessoas tinham o risco de exposição ao tentar encontrar indivíduos que tivessem os mesmos interesses sexuais em crianças. Com a internet e essas ferramentas, é fácil para as pessoas sentirem-se protegidas no anonimato, e são capazes de normalizar e validar seus interesses sexuais em crianças ao conversar com pessoas pelo mundo. Isso certamente estimula a produção de mais imagens e vídeos”.

Facebook responde a questionamento de legislador

Em um e-mail de 4 de agosto de 2011 para o gabinete do dep. John Larson, democrata de Connecticut, o Facebook respondeu a um questionamento sobre a pornografia infantil em seu website. Ele afirmava:
Há vários mecanismos que utilizamos no Facebook para trazer à tona os materiais [de pornografia infantil] e seus fornecedores. Inclui aqui algumas das nossas proteções:
* Implantação de tecnologia sofisticada para detectar grupos, tanto públicos quanto fechados, que tratam do abuso de crianças de qualquer forma, incluindo o trabalho com líderes do setor tecnológico para, em parceria, desenvolvermos novas tecnologias.
* Isso tudo além das nossas tecnologias já existentes, que monitoram e sinalizam comportamentos suspeitos de indivíduos.
* Isso inclui os termos óbvios, mas também códigos e palavras-chave que esses grupos costumam utilizar para evitar serem detectados.
* Toda essa tecnologia é complementada por olhos e ouvidos humanos especializados, que procuram constantemente fechar grupos e bloquear usuários.
* Identificamos as palavras e técnicas mais atualizadas utilizadas por grupos de exploração de crianças por meio da inteligência do NCMEC e da Interpol.
* Trabalhamos também em conjunto com o Centro de Exploração Infantil e Proteção Online (sigla em inglês CEOP) e com o NCMEC para compartilhar informações e sinalizar casos em instâncias raras sobre interesses especificos.
Nada é mais importante para o Facebook do que a segurança das pessoas que utilizam o nosso site, e esse material definitivamente não tem lugar no Facebook.
Infelizmente, as pessoas vêm tentando utilizar a tecnologia para distribuir conteúdo ilegal e extremamente ofensivo desde os primeiros dias da internet pública. Nossa tolerância é zero para essa atividade no Facebook, e somos extremamente agressivos na prevenção e remoção de conteúdo de exploração de crianças, assim como na denúncia dos seus responsáveis às autoridades de segurança. Construímos sistemas técnicos complexos que bloqueiam a criação desse conteúdo, inclusive em grupos privados, ou o sinaliza para rapidamente ser analisado pela nossa equipe de investigadores.
Além disso, mantemos uma robusta estrutura de denúncias que estimula as mais de 500 milhões de pessoas que utilizam o nosso site a ficarem de olho para materiais ofensivos e potencialmente perigosos. Essa estrutura de denúncias inclui links de denúncia em páginas pelo Facebook, sistemas para priorizar as denúncias mais sérias, e uma equipe treinada de analistas que respondem a denúncias e as encaminham para as autoridades, conforme a necessidade. Essa equipe trata as denúncias de conteúdo de exploração com o máximo de prioridade.
Trabalhamos também com o NCMEC, com o Procurador Geral do Estado de Nova Iorque, Andrew Cuomo, e com o CEOP do Reino Unido para utilizar nossos bancos de dados de material de exploração infantil para aprimorar a nossa detecção e levar os responsáveis à justiça.
Como resultado dessa correspondência específica, afirma Bechard, o Facebook simplesmente concordou em remover a página “Nude Teen” (Adolescentes Nuas). No entanto, ele afirma que os resultados para “Nude Teen” revelam que a frase costuma voltar, mais popular do que nunca, e que o problema geral das páginas explícitas parece não ter melhorado.

“É frustrante”

Algumas pessoas, inclusive da área de segurança pública, estão ficando frustradas nos seus esforços para denunciar o conteúdo no Facebook.
“Acabei de receber uma ligação de um policial aposentado do Meio Oeste do país que estava bastante nervoso”, afirma Lepoutre. “Ele ligou porque encontrou pornografia infantil no Facebook e afirmou, ‘Sou um policial aposentado. Pensei que talvez pudesse contactar o Facebook e denunciar o que havia visto’”.
O homem afirma que tentou contato com o Facebook pelo telefone, mas seus esforços foram em vão.
“Ele viu o mecanismo de ‘denunciar imagem’, mas ele queria falar com alguém e denunciar o problema”, afirma Lepoutre. “Após várias horas tentando falar com o alguém no Facebook, disse a ele o que poderia e o que não poderia ser feito com relação ao formulário de crimes virtuais do FBI. Ele disse que iria preenchê-lo”.
E acrescentou, “Além desse aparente isolamento do site com relação a pessoas como nós, que estudamos o assunto, as pessoas que querem denunciar esse tipo de coisa também não podem fazer nada a respeito”.
Depois que os executivos do Facebook leram a parte 1 dessa série do WND, eles entraram em contato com o Sgto. Greg Lombardo, comandante da força de trabalho de Crimes Virtuais Contra a Criança no Vale do Silício, e pediram que ele conversasse com o WND sobre suas experiências no trato com a rede social com relação a esse problema.
O WND falou com Lombardo sobre as limitações do PhotoDNA, sobre quão fácil é para os pornógrafos abrirem várias contas falsas no Facebook, e por que o Facebook tolera grupos e páginas explícitas, ele respondeu:
“Entendo o que está dizendo. Penso que a maioria das coisas das quais falou será melhor respondida pelo Facebook. Tudo o que posso dizer é sobre a nossa comunicação com o Facebook e sobre a cooperação que recebemos deles. Nos últimos seis meses, eles realmente fizeram muito para nos ajudar. Se precisávamos de informações de mandado de busca, eles nos mandavam imediatamente. Eles na verdade abriram um novo portal que nos permite acessar informações do Facebook imediatamente, e nós o utilizamos muitas vezes. Estão trabalhando conosco, então não tenho do que reclamar. Penso que ultimamente eles têm sido ótimos. Tenho certeza de que existem áreas onde eles podem melhorar, e é provavelmente por isso que temos pessoas como vocês, que investigam e tentam descobrir o que está acontecendo.”
E acrescenta:
“Li o artigo de vocês, e estava bem escrito. Só quero deixar claro que eles estão cooperando conosco. Não tenho nenhum problema com relação a eles. Se há coisas que eles podem melhorar a partir do que vocês descobriram, perfeito, porque todos estamos tentando o mesmo aqui. Todos estamos tentando acabar com isso. Vocês podem ter encontrado outras coisas para eles olharem aqui.”
No entanto, Bechard explicou que um agente especial do FBI disse a ele que já demorou até oito meses para o que o Facebook respondesse a um único inquérito de pornografia infantil.
Bechard perguntou ao WND, “Alguém está comparando o número de perfis e vídeos denunciados e removidos do Facebook como pornografia infantil e, portanto, criminal, com o número de denúncias feitas às autoridades? Esse número deveria ser o mesmo. Se eles derrubarem algum conteúdo, sabendo que isso é um crime, eles devem denunciar o crime às autoridades. A frustração maior é que não parece que isso esteja acontecendo. Os crimes parecem estar sendo repreendidos somente em nível de Facebook”.
Ao ser perguntado se existe uma maneira de comparar os números de denúncias de pornografia infantil que o Facebook recebe dos seus usuários ao número de denúncias que o Facebook envia às autoridades de segurança, Lombardo afirma, "Essa é outra boa pergunta a ser feita ao Facebook, porque o que recebemos é o que o NCMEC nos envia.  Não posso comparar com o número de denúncias que o Facebook recebe. Não posso responder a essas perguntas, porque não sei”.
Bechard, frustrado com o processo de denúncia, explica:
“Não consigo pensar em outro crime, pelo menos não desse nível de perversidade, que as pessoas podem testemunhar e 1) não terem ideia de como denunciar e 2) todos na área de segurança pública dizer-lhes para procurarem uma agência externa, sem fins lucrativos, para denunciar [NCMEC]. E essa agência é o órgão centralizador do material investigativo de utilização dos órgãos de segurança. Não sei de outro crime que é denunciado dessa forma”.
Ao ser perguntado sobre como ele responderia às alegações do Facebook de que a empresa tem implantado inúmeras medidas proativas para garantir que a pornografia infantil seja erradicada do seu site, e que no geral está fazendo um grande trabalho nas áreas de prevenção e eliminação do conteúdo, Bechard responde:
“Eu os colocaria em frente a um computador, e em trinta segundos mostraria a eles materiais de pornografia infantil no Facebook. Um monte deles!”
As pessoas que se importarem podem fazer o seguinte:
Se você deparou com algum conteúdo que aparente ser de pornografia infantil, denuncie imediatamente à FBI’s Internet Crime Complaint Center
(A parte 3 desta série irá examinar como a questão da pornografia infantil no Facebook poderia entrar em jogo quando a empresa fizer a sua oferta pública inicial de ações, quais investidores darão apoio quando investirem na empresa e como, conforme um especialista, “eles não terão as mãos limpas” e ignorarem esse problema.)
Traduzido por Luis Gustavo Gentil do artigo do WND: “Can Facebook’s child-porn explosion be stopped?”.
Fonte: www.juliosevero.com

Lista das 10 postagens mais populares desde à criação do Blog

Pegue uma Bíblia e descubra Como ir para o Céu

O plano de Deus para a sua salvação

Primeiro você precisa saber:

1) Boas obras não salvam (Efésios 2:8,9 / João 14:6 / Tito 3:4-7)

2) Todos pecaram inclusive você (Rom 3:23)

3) E por isso todos estão indo para a morte eterna (o Inferno) (Rom 6:23)

4) Mas Deus nos amou tanto que enviou Jesus Cristo para nos salvar (João 3:16 / João 14:6 / Romanos 5:8 / Lucas 5:32)

E assim se você...

1) ... se arrepender e confessar que é pecador, (2 Cor 7:10 / 1 Jo 1:9)

2) ... crer que Jesus é o Filho de Deus (Rom 10:9)

3) ... e pedir a Ele: “Jesus me perdoa, me salva! (Rom 10:13 / Lucas 23:33-43)

Então você será salvo!

1) Todos os seus pecados serão perdoados e lavados pelo sangue de Jesus (I João 1:7 / Marcos 1:40-42)

2) Você terá vida eterna no céu com Deus (João 3:16 / João 14:2-6)

3) A salvação não se perde jamais (João 10:27-30)

“Eis aqui agora o dia da salvação” (2 Cor 6:2)

Ninguém sabe quanto tempo vai viver, não adie a maior decisão que você tem a tomar na vida. Converse com Deus em uma oração simples, se arrependa, confesse, creia e clame “Jesus me perdoa, me salva, me lava, me transforma!” E assim você poderá ter absoluta certeza da salvação.

Fonte: Editora Elim – www.editoraelim.com.br – (21) 2415-7923

FOLHETO: ESTA FOI A SUA VIDA!

VOCÊ TEM UM TEMPINHO PARA VER?

PAÍSES QUE PASSARAM POR AQUI: QUASE 160

free counters