PARCERIA MEUSLINKS

Siga Também no Google+

Gostou do blog? Então Participe!

Top 5 Postagens Mais Populares da Última Semana

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Converta suas feridas em pérolas!

"Você sabia que uma ostra que não foi ferida não produz pérolas? As pérolas são uma ferida curada. Pérolas são produto da dor, resultado da entrada de uma substância estranha ou indesejável no interior da ostra, como um parasita ou um grão de areia. A parte interna da concha de uma ostra é uma substância lustrosa chamada nácar. Quando um grão de areia penetra, as células do nácar começam a trabalhar e cobrem o grão de areia com camadas e mais camadas para proteger o corpo indefeso da ostra. Como resultado, uma linda pérola é formada. Uma ostra que não foi ferida, de algum modo, não produz pérolas, pois a pérola é uma ferida cicatrizada: a.. Você já se sentiu ferido pelas palavras rudes de um amigo? b.. Já foi acusado de ter dito coisas que não disse? c.. Suas idéias já foram rejeitadas? Então produza uma pérola... cubra suas mágoas e as rejeições sofridas com camadas e camadas de amor. Lembre-se apenas de que uma ostra que não foi ferida, não produz pérolas, pois uma pérola é uma ferida cicatrizada." "Não somente isso, mas também nos gloriamos ns tribulações, sabendo q a tribulação produz perseverança; e a perceverança, experiências; e a esperiência. esperança." (Romanos 5:3 e 4) fique com Deus.

Tribunal francês libera venda de boneco vodu

Um tribunal francês rejeitou o pedido do presidente Nicolas Sarkozy pela proibição de um boneco de vodu com a sua imagem, e de um manual de feitiçaria que ensina seus leitores a colocarem agulhas nele. O boneco vem estampado com algumas das frases mais famosas de Sarkozy, como 'Suma daqui seu bundão patético' -- que disse para um homem que se recusou a apertar sua mão em uma exposição de agricultura em 2007. O manual recomenda colocar agulhas nessa frase e em outras. O tribunal afirmou que o boneco de vodu estava 'de acordo com as fronteiras autorizadas da liberdade de expressão e do direito ao humor', rejeitando o argumento de que o boneco viola seu direito à própria imagem. A empresa K&B, que disponibiliza 20.000 cópias do boneco e do manual, poderá continuar vendendo os itens. O vodu é uma religião do oeste da África que é praticada em partes do Caribe e dos Estados Unidos. De acordo com uma crença generalizada, os praticantes de vodu colocam agulhas em bonecos representando seus inimigos para amaldiçoá-los. Entretanto, especialistas em vodu dizem que a prática é mal interpretada por pessoas de fora. Fonte: JB

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Campanha a favor do ateísmo coloca a frase " Deus provavelmente não existe, curta a vida" em publicidade de rua

Deus provavelmente não existe. Portanto, não se preocupe e desfrute a vida". É este o slogan que, dentro em breve, pode circular nas ruas de Londres, estampado nos autocarros. A frase faz parte de uma campanha a favor do ateísmo, impulsionada pelo biólogo darwinista Richard Dawkins. A campanha está a ser um sucesso, mesmo antes de estar na rua o provocador slogan. Os organizadores conseguiram angariar cinco vezes os fundos que necessitavam para pôr em marcha a campanha. O objectivo inicial era conseguir 7 mil euros para imprimir os cartazes com o slogan ateu, a serem colocados durante cerca de um mês em 30 autocarros do distrito londrino de Westminster. Já foram, porém, angariados mais de 35 mil euros em donativos particulares e de empresas. A campanha ateísta é da British Humanist Association (BHA) e tem o apoio do académico britânico Richard Dawkins, autor do livro "The God Delusion" e conhecido pelos seus documentários que questionam o papel das religiões. Foi, porém,idealizada pela jornalista Ariane Sherine, que sugeriu, em Junho, num blog do "The Guardian" "fazer uma campanha em autocarros com uma mensagem tranquilizadora sobre o ateísmo", como "boa forma de contra-atacar as mensagens de organizações religiosas que ameaçam com o inferno os cristãos". "A nossa mensagem é divertida, mas tem um fundo sério: nós, ateus, queremos um país, uma escola e o Governo laico. O importante apoio que a nossa campanha já recebeu mostra que muitas pessoas estão de acordo com estas ideias", defende Ariane Sherine. Os líderes religiosos britânicos responderam favoravelmente a esta iniciativa. A Igreja de Inglaterra declarou que defenderá o direito de qualquer grupo que represente uma posição religiosa ou filosófica a promover as suas ideias através dos canais apropriados, embora salientando que as crenças cristãs nada têm a ver com preocupações ou com desfrutar a vida. "A nossa fé liberta-nos para considerar a vida com a persperctiva apropriada", disse um porta-voz. A Igrela Metodista Britânica considera, por seu lado "positivo o contínuo interesse" que autores como Darwin dedicam aos temas relacionados com Deus. Fonte: SIC

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

A exposição Tesouros da Terra Santa – do Rei David ao Cristianismo reúne achados arqueológicos da época de Cristo.

Mais de mil anos de história Exposição no MASP reúne achados arqueológicos da época de Cristo.
Em cartaz desde o dia 13 de agosto, a exposição Tesouros da Terra Santa – do Rei David ao Cristianismo tem atraído ao Museu de Arte de São Paulo (Masp) freqüentadores interessados não apenas em arte, mas também em religião. Concebida pela Calina Projetos – responsável pela exposição Pergaminhos do Mar Morto, que teve algumas peças exibidas no Museu da Bíblia, em 2005 – e pelo Museu de Israel Jerusalém, a mostra é composta de cerca de 150 achados arqueológicos do período compreendido entre 1000 a.C. até o século I de nossa era. Estes objetos, trazidos de Jerusalém, numa carga estimada em 15 toneladas, contam algumas histórias ligadas ao judaísmo e cristianismo, como a construção do Primeiro e Segundo templos e os dias de Jesus Cristo.

Da forma como está montada, a exposição oferece uma experiência completa aos visitantes, que podem vivenciar mil anos de história por meio de fontes arqueológicas e literárias. Dentre os 150 objetos expostos no Masp estão o ossuário de Caifás e a inscrição de Pôncio Pilatos, dados como dois dos cinco artefatos genuínos da arqueologia, que comprovam dados históricos do período de Jesus na Palestina: a existência do Sumo Sacerdote judeu que presidiu o julgamento de Cristo e do governador romano que o levou à cruz.

Entre as peças que compõem o conjunto também está a “pedra da vitória”, entalhada por um rei de Aram, contendo uma inscrição que menciona a “Casa de David”, referência direta à dinastia fundada pelo Rei David.
A mostra exibe ainda a pedra funerária que marca o local do sepultamento de Uzias, um dos reis de Judah, cujo túmulo foi trocado de local quando da expansão de Jerusalém, séculos após seu reinado. São peças que revelam a arquitetura real, a devoção religiosa e a administração durante o período do Primeiro Templo.

O espaço expositivo, no subsolo do Museu, está dividido em duas partes. A primeira foca os aspectos históricos, religiosos e políticos da Terra Santa, relacionados ao período do Primeiro Templo. São apresentados aspectos da devoção dos israelitas, com ênfase no Templo Sagrado e na centralização do culto em Jerusalém. Esta parte também tem a proposta de descrever a vida cotidiana dos israelitas, seus lares e tarefas domésticas.
Já a segunda parte enfatiza o período do Segundo Templo, em Jerusalém, e o início do Cristianismo. Ali está traçado o papel do Templo Sagrado e o estilo de vida dos primeiros cristãos.
O período Bizantino, entre os séculos IV e VII d.C, ganha destaque na parte final da mostra e complementa o milênio retratado, 600 anos depois. Nessa época, seguidores do judaísmo e do cristianismo viviam lado a lado e ambos dedicavam grandes recursos à construção de monumentais casas de oração ― antigas sinagogas e igrejas.
A reconstituição desses espaços, com pia batismal, altar e outros objetos, dá testemunho, principalmente, das semelhanças entre as duas religiões nesse período. A exposição Tesouros da Terra Santa – do Rei David ao Cristianismo permanece no MASP até dia 23 de outubro. Tesouros da Terra Santa – Do Rei David ao cristianismo :: Até 23 de outubro de 2008 :: Local: MASP - Av. Paulista, 1.578, Cerqueira César, São Paulo, SP. :: Funcionamento: de terça-feira a domingo, inclusive feriados, das 11h às 18h; quinta até 20h. :: Ingresso: R$ 15 (inteira) e R$ 7 (estudante). Gratuito às terças-feiras e diariamente para menores de 10 anos e maiores de 60 anos. A bilheteria fecha uma hora antes. ::

Informações: (11) 3251 5644. http://masp.uol.com.br/
Fonte: sociedade bíblica do brasil (sbb)

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Movimento Nova Era


1. As experiências místicas da Nova Era são, na verdade, armadilhas espirituais?

Existe hoje grande confusão na área dos fenômenos psíquicos, experiências místicas, e ocultismo. Todos eles são vistos como bons, progressistas e de origem divina; devendo, no futuro, fazer parte do aspecto natural e normal da evolução ou potencial humano. Essas são atividades tidas não só como "boas", mas também "seguras". No geral, as realidades danosas só são percebidas tarde demais, porque a nossa sociedade rejeita a idéia de poderes demoníacos que enganam deliberadamente sob um disfarce de "bondade".

As pessoas da Nova Era não têm idéia de que as suas novas práticas espirituais possam levá-las ao envolvimento com demônios. Por exemplo, Johanna Michaelsen acreditou que estava servindo a Deus e a Jesus trabalhando com um cirurgião mediúnico. No início, ela sentia grande alegria e paz mediante as práticas da Nova Era. Seu espírito-guia chegou a afirmar ser Jesus. No processo de se tornar cristã, ela descobriu, porém, que o espírito-guia a enganara deliberadamente e era um demônio. Ela relembra: "Raiva demoníaca assassina foi a reação do espírito à minha provável decisão de aceitar a Jesus Cristo de Nazaré como Ele é, em vez de como eu estava pensando que Ele fosse".[1]

Doreen Irvine compreendeu a mesma verdade. Como feiticeira praticante, que usava poderes psíquicos, ela cria que tais coisas simplesmente faziam parte do "potencial humano" de qualquer pessoa. Certo dia, descobriu que o verdadeiro poder vinha dos espíritos malignos. Percebeu enfim que eles habitavam realmente nela – algo que nunca imaginara. Ela observa: "Os demônios não me eram estranhos. Eu não os chamara muitas vezes para ajudar-me nos rituais de feitiçaria e satanismo? Agora, pela primeira vez, sabia que esses demônios estavam dentro de mim e não fora. Foi uma revelação espantosa... eles na verdade me controlavam".[2]

Finalmente, o médium Raphael Gasson disse que seus auxiliares espirituais tentaram matá-lo quando ele decidiu deixá-los e aceitar Jesus Cristo. Ele declara: "Como ex-ministro espiritualista e médium ativo, posso dizer que na época em que participei do Movimento, cria realmente que esses espíritos eram de mortos e que era meu dever pregar isso a todos com quem entrava diariamente em contato. Tinha o desejo sincero de fazer com que a humanidade aceitasse essa ‘verdade gloriosa’ e se alegrasse no conhecimento de que a morte não existe".[3] Todavia, Gasson continua, dizendo que seu próprio espírito-guia "tentou matar-me quando se tornou evidente que estava pronto a denunciar o espiritualismo".[4]

Com base nisso, podemos ver que, pelo menos inicialmente, o convertido à Nova Era pode desfrutar de inúmeras experiências excitantes e agradáveis. É isso que os espíritos desejam, pois isso leva as pessoas a se aprofundarem mais na filosofia e práticas da Nova Era. Mas, uma vez que o indivíduo foi realmente "fisgado", o quadro pode mudar drasticamente. O que os adeptos da Nova Era devem considerar é que eles próprios podem fazer parte de uma vigarice espiritual. Se um estelionatário for suficientemente hábil, a vítima pode entregar-lhe alegremente toda a sua poupança. Ela só descobre a sua perda quando já é tarde demais. Os membros da Nova Era entregam confiantes as suas mentes e corpos a seres espirituais que mal conhecem. Se esses espíritos forem demônios, quais serão as conseqüências lógicas, a seu ver?

2. A Bíblia diz alguma coisa sobre os ensinos e práticas do Movimento da Nova Era?

A Bíblia tem muito a dizer sobre as práticas e ensinamentos da Nova Era. Especificamente, a Bíblia ensina que o espiritismo e outras práticas ocultistas do Movimento da Nova Era desagradam a Deus, atraindo o Seu juízo. Por exemplo:

Êxodo 20.3,5 (comp. Sl 96.4) – "Não terás outros deuses diante de mim... Não [os] adorarás, nem lhes darás culto..."

Deuteronômio 18.10-12 (comp. 2 Cr 33.6) – "Não se achará entre ti... adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro; nem encantador, nem necromante, nem mágico, nem quem consulte os mortos; pois todo aquele que faz tal cousa é abominação ao Senhor..."

1 Coríntios 10.20 (comp. Sl 106.34-40) – "As cousas que eles sacrificam, é a demônios... e não a Deus; e eu não quero que vos torneis associados aos demônios".

Em essência, nesses versículos, a Bíblia está condenando qualquer envolvimento com espíritos ou demônios.

Os ensinamentos panteístas do Movimento da Nova Era são rejeitados pelas Escrituras. A Bíblia ensina que o Deus infinito e eterno criou um Universo finito do nada (Gn 1.1; Ne 9.6; Sl 33.9; 148.5; Hb 11.3) e que esse é tanto real quanto bom (Gn 1.31). Deus não é "um" com o Universo (Is 45.18,22). Ele é separado e superior a ele.

A Bíblia ensina que tanto a sabedoria como o conhecimento não são dados por meios místicos (Pv 1; 1 Tm 4.10-16; 2 Tm 2.14; 3.14), e rejeita a idéia da Nova Era de que o chamado conhecimento "superior" é alcançado nos estados místicos de consciência. O conhecimento revelado de Deus e a verdade espiritual vêm do próprio Deus que é a Verdade, que "não pode mentir" (Jo 14.6; Tt 1.2), através de revelação divina verificável (2 Tm 3.16-17), e não por imitações espíritas que fornecem falsas informações (1 Tm 4.1; 1 Jo 4.1).

A Bíblia ensina uma moralidade absoluta baseada no caráter de Deus e na Sua Palavra revelada (1 Jo 1.5; 2.29; 3.4). Isso rejeita o ensinamento do Movimento da Nova Era de moralidade baseada na preferência pessoal, que pode levar a uma abordagem potencialmente destrutiva para a vida e ética pessoais.

Com respeito ao conhecimento de Deus, a Bíblia ensina que Deus é infinito (1 Rs 8.27; 1 Tm 6.15-16), pessoal (Is 43.10-13; 44.6-9), amoroso (1 Jo 4.8), santo e imutável (Sl 55.19; Ml 3.6; Hb 13.8; Tg 1.17). Por outro lado, o Movimento da Nova Era ensina que Deus é impessoal e, portanto, deve ser mencionado como sendo a "Força" dos filmes "Guerra nas Estrelas". O Deus do Movimento da Nova Era não pode amar, não é santo e não pode pensar, nem ter misericórdia. "Ele" (força impessoal) apenas existe.

A Bíblia ensina que Cristo tinha uma natureza especial como a única encarnação de Deus e Salvador do mundo (Jo 3.16,18; Fp 2.1-8; 1 Jo 2.2). Ele vai voltar visível e pessoalmente (Mt 24.29-39; At 1.11). A Bíblia rejeita o ensinamento do Movimento da Nova Era de que Jesus era apenas um mestre iluminado ou espírito-guia.

A Bíblia ensina que o pecado é real (1 Jo 1.8-10), que ele separa o indivíduo de Deus (Is 59.2; Ap 20.12-15), e que Cristo morreu para perdoar os pecados da humanidade (Jo 3.16; 1 Pe 2.24). Isso contrasta com o Movimento da Nova Era que ensina que o pecado é uma ilusão (ou simples ignorância da nossa perfeição) e que Cristo não morreu pelo pecado, mas apenas revelou o caminho para uma consciência superior.

Na Bíblia, a salvação ocorre quando o homem se arrepende e recebe pela fé a provisão de Cristo para o seu pecado. A salvação é um dom gratuito instantâneo, recebido pela graça através da fé na morte sacrificial de Jesus Cristo (Rm 11.6; Ef 2.8-9; Jo 6.47; 1 Jo 2.25; 5.13). Isso rejeita a idéia do Movimento da Nova Era de que a salvação ("iluminação") é um processo demorado de percepção da nossa própria divindade.

Para eles, a salvação não é um dom, sendo então obtida pelo esforço e mérito pessoais, como na meditação da ioga. A Bíblia ensina que o céu ou o inferno reais são o destino de todos os indivíduos depois desta vida (Mt 25.46; Fl 3.20-21; Hb 9.27; Ap 20.10-15; 21.1-22.5). Isso rejeita o ensino do Movimento da Nova Era da reencarnação através de um número infindável de vidas. Assim sendo, a Bíblia e o Movimento da Nova Era discordam em diversas crenças básicas sobre Deus, salvação e vida espiritual.

(John Ankerberg e John Weldon -

Fonte: http://www.chamada.com.br

Bíblia ainda não foi traduzida para 4,5 mil idiomas

A Bíblia foi traduzida até o momento para 2.454 idiomas e, embora seja o livro mais divulgado do mundo, ainda falta traduzir a obra para 4,5 mil línguas, informou nesta terça o bispo italiano Vincenzo Paglia, presidente da Federação Bíblica Católica. Paglia, bispo de Terni, deu essas informações durante o ato no qual a Federação Bíblica Católica e as Sociedades Bíblicas (protestantes) assinaram um acordo no Vaticano para favorecer a tradução e difusão da Bíblia. O bispo de Terni afirmou que, apesar do trabalho realizado ao longo dos anos para traduzir a Bíblia, ela foi traduzida integralmente apenas em 438 idiomas. O Novo Testamento foi traduzido em 1.168 línguas e alguns livros, como os Evangelhos e os Salmos, foram traduzidos em 848 idiomas. O bispo católico lembrou que, em 1968, foram redigidos os princípios comuns de colaboração ecumênica para a tradução da Bíblia, e que cada vez mais as traduções protestantes são utilizadas pelos católicos, e vice-versa. Paglia ressaltou que as Sociedades Bíblicas distribuíram em 2006 quase 26 milhões de bíblias, "o que representa - disse - que só alcançaram 1% ou 2% dos 2 bilhões de cristãos". Fonte: Terra

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

A mulher da janela

Sete da manhã. Lá está ela, no segundo andar do apartamento. A cortina semi-aberta deixa à vista seu rostinho enrugado e seus cabelinhos totalmente brancos. Ela percorre os olhos pela calçada como que à procura de alguém. Esta cena se repete diariamente de segunda à sábado. No mesmo horário ela está lá na janela procurando alguém. Até que, com seus olhos atônitos, avista-as, e um lindo sorriso transforma seu rosto trazendo alegria. Elas, três estudantes do cursinho, passam pela mesma rua todos os dias, às sete da manhã, e quando estão em frente àquele prédio olham para cima e as três acenam para a mulher da janela. Então um momento mágico acontece. Aqueles sorrisos transformam por um instante o rosto daquela mulher. Talvez transforme o seu dia ou até a sua vida... O que é um aceno e um sorriso? Talvez para muitos não signifique muito, mas para aquela mulher da janela parece significar vida. O que ela pensa ou sente? O que faz da vida? Levanta-se cedo só para receber aqueles segundos de atenção? Volta a dormir depois? Não sei responder a estas perguntas, mas uma coisa sei: aqueles momentos são muito esperados por ela. Esta cena me chamou a atenção por vários dias seguidos desde o começo do ano. Então parei o carro e comecei a observar e refletir no valor que um aceno e um sorriso podem ter na vida de uma pessoa. Algo tão simples para quem o faz mas tão transformador para alguns que recebem. Depois que aquelas meninas passam o sorriso dela se vai e a cortina lentamente é fechada... O que acontece lá dentro do apartamento não sei, mas fico imaginando várias coisas. Me pergunto se aquele é o único momento de atenção que essa pessoa recebe. Então penso em quantas pessoas não conseguem ter nem momento assim. Quantos passam a vida esperando algo que possa lhe trazer um pouco de alegria, um pouco de esperança. A solidão parece não escolher faixa etária nem econômica. Não, ela não escolhe. Pode estar em pequenos de pé no chão, perambulando pelas ruas procurando algo para comer. Pode estar em pequenos que tem os quartos transbordando de brinquedos. Pode estar em adolescentes, jovens de favela ou entre aqueles que vivem em lindas mansões. A solidão pode estar onde existe alguém que se sente incompreendido, deixado de lado, sem atenção. Intelectuais, ignorantes, idosos da periferia ou idosos da alta sociedade, pessoas da janela... Pode ser que você seja uma pessoa que esteja precisando de um sorriso e um aceno, então procure um grupo que busque a Deus verdadeiramente e faça parte dessa família. Ou se você é uma pessoa que pode dar um sorriso e um aceno não perca mais tempo, pois o mundo está repleto de pessoas esperando um pouco de atenção. Você pode fazer diferença para uma "pessoa da janela". Ester Saphira Storck Fonte: Ilustrar

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

A vida de um hindu transformada por Jesus

ÍNDIA (30º) - Imagine encontrar um homem muito intimidador e fora de si que amedrontava todo mundo ao seu redor, principalmente os cristãos. Além disso, ele abusa de sua esposa e de seus filhos, explora os pastores e despreza o cristianismo de uma maneira geral. Esta descrição enquadra-se num homem chamado Sumitr, mas isso é só parte da história. Por muitos anos, a esposa dele carregara um tumor no peito, além da realidade do filho dela, que abandonou seus pais para se afastar do ambiente hostil no qual vivia com o próprio pai. Sumitr vive em Kerala, província localizada ao sul da Índia. Um dia, ele convidou o missionário Nabhoj Vaman, do ministério Gospel for Asia (GFA, sigla em inglês), a visitá-lo em sua casa. Disse ao pastor que queria ouvir falar de Jesus. Mas o verdadeiro motivo daquele homem era zombar do cristianismo. No entanto, Deus tinha outros planos. Quando o pastor Nabhoj chegou, Sumitr começou a fazer várias perguntas a respeito de Cristo. Ao final da discussão, Sumitr ficou surpreso com as concepções errôneas que tinha sobre a fé cristã. Ansioso em aprender mais, ele aceitou o convite de Nabhoj para visitar uma igreja e, após observá-la, Sumitr entregou sua vida para Cristo. A notícia da conversão de Sumitr se espalhou pela vila. Quando os amigos dele ficaram sabendo, imediatamente foram ao encontro de Sumitr e tentaram convencê-lo a desistir do cristianismo. Eles até ameaçaram ferir sua esposa, caso discordasse em desistir de ser cristão. Ainda assim, Sumitr sabia que Jesus era o único que tinha mudado sua vida, fazendo com que recusasse a coação de seus amigos. Percebendo que Sumitr realmente tinha se convertido, acabaram desistindo e o deixaram em paz. Agora a família de Sumitr está muito feliz e radiante com Jesus. Sumitr e sua esposa foram batizados. Deus curou o tumor no peito de sua esposa através das orações de Nabhoj e o filho do casal se reintegrou à família. Deus está sendo louvado por esse milagre e Nabhoj pede por oração à Sumitr e sua família para que se fortaleçam na fé. Fontes: ANS, Portas Abertas [www.portasabertas.org.br]

sábado, 4 de outubro de 2008

Band vende três horas de programação a pastor

A Band fechou negócio com o pastor Silas Malafaia , da Associação Vitória em Cristo, e vendeu a ele três horas e meia de sua programação durante a madrugada, de segunda-feira a sábado. Segundo a colunista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, Malafaia anunciou que vai ceder seu espaço a outros pastores, pois "não está ocupando o horário para ganhar dinheiro". Fonte: Virgulando

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Conheça os 62 países da Janela 10/40

Povos da Janela 10-40 tema talvez um pouco esquecido atualmente e, que ainda revela um dos maiores desafios à evangelização mundial é a "Janela 10-40", uma área que se estende desde o Oeste da África até o Leste da Ásia, entre os paralelos 10 e 40 graus ao norte do Equador. Esta deveria ser a área de maior ênfase para missões pioneiras nesta época, no entanto, tem sido a área de maior negligência. Os países que estão essencialmente dentro ou próximos à Janela 10-40 e que são os menos evangelizados do mundo, ocupam apenas 35% da superfície da terra, mas 65% de sua população. O número absoluto de povos vivendo na janela 10-40 é assustador. Dos mais de seis bilhões de pessoas no mundo, cerca de aproximadamente 1,2 a 1,4 bilhões nunca tiveram a chance de ouvir o Evangelho, e mais de 95% dessas vivem dentro da Janela 10-40. Na janela 10-40 encontramos três grandes religiões: budismo, islamismo e hinduísmo. Uma seara que se apresenta realmente grande, mas com poucos ceifeiros. Cerca de 62 países, os mais problemáticos e miseráveis encontram-se nesta faixa de terra. Acrescentando ao desafio, mais de 90% dos mais pobres e excluídos, as crianças que são mais maltradas e as menos alfabetizadas, vivem nesta região, que tem sido um lugar em que as doenças como: AIDS, tuberculose e malária se espalham violentamente sem tratamento e sem controle. Essa área é também, a menos acessível a qualquer esforço missionário aberto, tanto devido ao sistema religioso e político antagônico, como pelo modelo de vida e sua localização geográfica. Guerras e conflitos são um dos motivos que mais trazem desconforto aos habitantes desta região, como também para o avanço do Evangelho. A maioria dos grupos terroristas que assustam o mundo tem sua base dentro da Janela 10-40. Existem alguns motivos pelos quais, essa área do planeta deve ter prioridade nas nossas orações e projetos missionários: nela se encontram as civilizações mais antigas do mundo; as primeiras regiões geográficas mencionadas na Bíblia (no livro do Gênesis) estão inseridas neste contexto geográfico; dentro da Janela moram cerca de 3 bilhões de pessoas espalhadas entre os 62 países, entre estes, os 37 países menos evangelizados do mundo. Cerca de 2 bilhões de adeptos das maiores religiões do mundo (Islamismo, Hinduísmo e Budismo) moram nesta região. Nela vivem os pobres mais pobres do mundo, cerca de 47% da população mundial. A grande maioria dos povos etnolinguísticos (povos de diferentes línguas e etnias), vivem dentro da Janela 10-40. Grande parte das cidades mais populosas do mundo (com mais de 1 milhão), estão concentradas nesta região. E por fim, os bilhões de pessoas que moram nesta região, não são somente as mais pobres, as mais enfermas e as que mais sofrem as calamidades, mas acima de tudo, as mais escravizadas por satanás. A maioria delas não teve a oportunidade de ouvir falar de Jesus. As "Igrejas", em grande parte, só fazem missões onde há facilidades, e o envio da maioria dos missionários não são para esta área, mas sim para lugares de maior abertura para pregar o Evangelho. Muitos não agem como o apostolo Paulo: "Anunciar Jesus onde o Evangelho ainda não fora anunciado", e com isso milhares morrem por dia sem conhecer o plano de salvação através de Jesus Cristo, e tantos outros continuam presos a religiões contrárias a Palavra de Deus. Segue a seguir, uma relação de alguns dos países mais fechados ao Evangelho, que estão inseridos no contexto geográfico da Janela 10-40, para você orar e motivar tantos outros a batalharem em oração por esta região tão carente, mas amada por Deus. Eles estão na seguinte formação: restrito (com liberdade limitada), proibido (totalmente fechado, na sua maioria devido a Lei Islâmica), permitido (liberdade garantida pelo governo). A classificação por perseguição é segundo as estatísticas pesquisadas pela Missão Portas Abertas. O que não têm número alusivo é porque tem liberdade religiosa ou não está incluso entre os cinqüenta mais perseguidos, que é a estatística deste informativo. 1– Afeganistão Localização: Leste da Ásia Evangélicos 0,02% (cerca de 3 mil) Predominante: Muçulmanos Sunitas e alguns Xiitas Evangelismo restrito – 12° na classificação por perseguição 2 – Albânia Localização: Sul da Europa Evangélicos 0,5% Predominante: Ortodoxos e alguns muçulmanos Evangelismo restrito 3 – Arábia Saudita Localização: Golfo Pérsico Evangélicos 1,3% (maioria estrangeira) Predominante: Muçulmano Sunita Evangelismo proibido – 2° na classificação por perseguição 4 – Argélia Localização: Norte da África Evangélicos 0,2% Predominante: Muçulmanos Sunitas Evangelismo proibido – 36° na classificação por perseguição 5 – Azerbaijão Localização: Leste da Ásia Evangélicos 0,14% Predominante: Muçulmanos Sunitas Evangelismo restrito – 15° na classificação por perseguição 6 – Bangladesh Localização: Ásia Central Evangélicos 0,4% Predominante: Muçulmanos e alguns Hindus Evangelismo restrito 7 – Banrai Localização: Golfo Pérsico Evangélicos 4,4% Predominante: Muçulmanos e alguns Hindus Evangelismo proibido – 48° na classificação por perseguição 8 – Benin Localização: Oeste da África Evangélicos 9,1% Predominante: Crenças Tradicionais e alguns muçulmanos Evangelismo permitido 9 – Brunei Localização: Sudoeste da Ásia Evangélicos 4,6% Predominante: Muçulmanos e alguns Budistas Evangelho restrito – 26° na classificação por perseguição. 10 – Burkina-Faso Localização: Oeste da África Evangélicos 14,3% Predominante: Animistas e alguns Muçulmanos. Evangelismo restrito 11 – Butão Localização: Ásia Central Evangélicos 0,7% Predominante: Budistas e alguns Muçulmanos Evangelismo restrito – 7° na classificação por perseguição 12 – Camboja Localização: Sul da Ásia Evangélicos 0,5% Predominante: Budistas Evangelismo restrito 13 – China Localização: Leste da Ásia Evangélicos 10,1% Predominante: não religiosos (ateus) e alguns Religiosos Folclóricos Chineses Evangelismo restrito – 11° na classificação por perseguição 14 – Coréia do Norte Localização: Leste da Ásia Evangélicos 1,5% Predominante: Não religiosos (ateus) e algumas crenças tradicionais Evangelismo proibido – 1° na classificação por perseguição 15 – Djibuti Localização: Leste da Ásia Evangélicos 0,1% Predominante: Muçulmanos Sunitas Evangelismo proibido – 39° na classificação por perseguição 6 – Egito Localização: Oriente Médio Evangélicos 2,7% Predominante: Muçulmanos Sunitas Evangelismo restrito – 19° na classificação por perseguição. 17 – Emirados Árabes Unidos Localização: Golfo Pérsico Evangélicos 0,8% Predominante: Muçulmanos Xiitas e alguns Sunitas Evangelismo proibido – 42° na classificação por perseguição 18 – Etiópia Localização: Leste da África Evangélicos 23,8% Predominante: Ortodoxos, alguns Muçulmanos Sunitas e crenças tradicionais Evangelismo permitido 19 - Guiné-Bissau Localização: África Evangélicos: 1,2% Predominante: Mulçumanos e Animistas. Evangelismo restrito 20 – Guiné Conacri Localização: Oeste da África Evangélicos 1% Predominante: Muçulmanos e alguns animistas Evangelismo restrito 21 – Iemem Localização: Oriente Médio Evangélicos 0,01% Predominante: Muçulmanos Sunitas Evangelismo proibido – 16° na classificação por perseguição 22 – Índia Localização: Ásia Central Evangélicos 1,8% Predominante: Hinduísmo e alguns Muçulmanos Evangelismo restrito – 37° na classificação por perseguição 23 – Indonésia Localização: Norte da Ásia Evangélicos 6,4% Predominante: Muçulmanos e alguns Hindus Evangelismo restrito – 31° na classificação por perseguição 24 – Irã Localização: Golfo Pérsico Evangélicos 0,2% Predominante: Muçulmanos Xiitas e alguns muçulmanos Sunitas Evangelismo proibido – 10° na classificação por perseguição 25 – Iraque Localização: Golfo Pérsico Evangélicos 0,5% Predominante: Muçulmanos Xiitas e Sunitas Evangelismo restrito – 23° na classificação por perseguição 26 – Israel Localização: Oriente Médio Evangélicos 0,2% Predominante: Judeus e alguns muçulmanos Evangelismo restrito 27 – Japão Localização: Leste da Ásia Evangélicos 0,4% Predominante: Shinto/Budistas Evangelismo permitido 28 – Jordânia Localização: Oriente Médio Evangélicos 0,2% Predominante: Muçulmanos Sunitas Evangelismo restrito – 50° na classificação por perseguição 29 – Kazaquistão Localização: Leste da Ásia Evangélicos 0,7% Predominante: Muçulmanos e alguns ortodoxos Evangelismo restrito 30 – Kwuait Localização: Golfo Pérsico Evangélicos 0,8% Predominante: Muçulmanos Sunitas e alguns muçulmanos Xiitas Evangelismo restrito - 44° na classificação por perseguição. 31 – Laos Localização: Sudoeste da Ásia Evangélicos 1,2% Predominante: Budistas Evangelismo restrito – 4° na classificação por perseguição 32 – Líbano Localização: Oriente Médio Evangélicos 0,6% Predominante: Muçulmanos Xiitas e alguns Muçulmanos Sunitas Evangelismo permitido 33 – Líbia Localização: Norte da África Evangélicos 0,5% Predominante: Muçulmanos Sunitas Evangelismo proibido – 25° na classificação por perseguição. 34 – Maldivas Localização: Centro Sul Asiático Evangélicos 0,1% Predominante: Muçulmanos Sunitas Evangelismo proibido – 8° na classificação por perseguição 35 – Malásia Localização: Sul da Ásia Evangélicos 4,5% Predominante: Muçulmanos, alguns Budistas e Hindus Evangelismo restrito – 46° na classificação por perseguição 36 – Mali Localização: Oeste da África Evangélicos 0,8% Predominante: Muçulmanos e algumas crenças tradicionais Evangelismo permitido 37 – Marrocos Localização: Norte da África Evangélicos 0,1% Predominante: Muçulmanos Sunitas Evangelismo proibido - 27° na classificação por perseguição 38 – Mauritânia Localização: África do Norte Evangélicos 0,0% (não há número conhecido de evangélicos) Predominante: Muçulmanos Sunitas Evangelismo proibido – 38° na classificação por perseguição 39 – Mongólia Localização: Centro-Norte da Ásia Evangélicos 0,6% Predominante: Não religiosos (ateus) e algumas crenças tradicionais Evangelismo restrito. 40 – Myanmar Localização: Sudoeste da Ásia Evangélicos 5,8% Predominante: Budistas e alguns Muçulmanos Evangelismo restrito - 13° na classificação de perseguição 41 – Nepal Localização: Ásia Central Evangélicos 1,6% Predominante: Hindus e alguns budistas Evangelismo restrito – 40° na classificação por perseguição 42 – Niger Localização: Oeste da África Evangélicos 0,1% Predominante: Muçulmanos Sunitas e alguns Animistas Evangelismo restrito 43 – Nigéria Localização: Oeste da África Evangélicos 23,5% Predominante: Muçulmanos e alguns animistas Evangelismo restrito (liberdade ao sul, perseguição ao norte) – 21 ° na classificação por perseguição (norte do país). 44 – Omã Localização: Golfo Pérsico Evangélicos 0,3% Predominante: Muçulmanos Evangelismo proibido – 41° na classificação por perseguição 45 – Paquistão Localização: Oeste da Ásia Evangélicos 0,5% Predominante: Muçulmanos Sunitas e alguns Xiitas Evangelismo restrito – 6° na classificação por perseguição 46 – Qatar Localização: Golfo Pérsico Evangélicos 3,3% Predominante: Muçulmanos Sunitas Evangelismo proibido – 24° na classificação por perseguição 47 – Quirguistão Localização: Ásia Central Evangélicos: 0,7% Predominantes: Mulçumanos e Ortodoxos Russos Evangelismo restrito 48 – Saara – Ocidental Localização: Norte da África Evangélicos: 0,00% Predominante: Estado Mulçumano Evangelismo proibido 49 – Senegal Localização: Oeste da África Evangélicos 0,1% Predominante: Muçulmanos Sunitas Evangelismo restrito 50 – Síria Localização: Oriente Médio Evangélicos: 0,1% Predominante: Mulçumanos Xiitas Evangelismo proibido – 45º na classificação por perseguição 51 – Sri Lanka Localização: Ásia Evangélicos: 2,1% Predominante: Budista Hindus e Mulçumanos Evangelismo restrito – 33° na classificação por perseguição 52 – Somália Localização: Leste da África Evangélicos 0,05% Predominante: Muçulmanos Sunitas Evangelismo proibido – 9 ° na classificação por perseguição 53– Sudão Localização: Norte da África Evangélicos 10,4% Predominante: Muçulmanos Sunitas e alguns Animistas Evangelismo restrito – 14° na classificação por perseguição 54 – Tadjiquistão Localização: Leste Asiático Evangélicos 0,1% Predominante: Muçulmanos e alguns ortodoxos Evangelismo restrito – 32° na classificação por perseguição 55 - Tailândia Localização: Sudoeste Asiático Evangélicos 0,8% Predominante: Budistas Evangelismo restrito 56 – Taiwan Localização: Leste da Ásia Evangélicos 2,9% Predominante: Folclórica Chinesa e alguns muçulmanos Sunitas Evangelismo permitido 57 – Tibet Localização: Oeste da China Evangélicos 0,02% Predominante: Budistas Evangelismo restrito 58 – Tunísia Localização: Norte da África Evangélicos 0,001% Predominante: Muçulmanos Sunitas Evangelismo proibido – 28° na classificação por perseguição 59 - Turcomenistão Localização: Leste da Ásia Evangélicos 0,001% Predominante: Muçulmanos e alguns ortodoxos Evangelismo restrito – 5° na classificação por perseguição 60 – Turquia Localização: Oeste da Ásia Evangélicos 0,03% Predominante: Muçulmanos Sunitas Evangelismo restrito – 34° na classificação por perseguição 61 – Uzbequistão Localização: Leste da Ásia Evangélicos 0,4% Predominante: Muçulmanos e alguns Ortodoxos Evangelismo restrito – 18° na classificação por perseguição. 62 – Vietnã Localização: Sudoeste da Ásia Evangélicos 1,4% Predominante: Budistas e crenças tradicionais Evangelismo restrito – 3° na classificação por perseguição (Extraído do jornal PAIXÃO PELAS ALMAS - www.semipa.org.br)

Lista das 10 postagens mais populares desde à criação do Blog

Pegue uma Bíblia e descubra Como ir para o Céu

O plano de Deus para a sua salvação

Primeiro você precisa saber:

1) Boas obras não salvam (Efésios 2:8,9 / João 14:6 / Tito 3:4-7)

2) Todos pecaram inclusive você (Rom 3:23)

3) E por isso todos estão indo para a morte eterna (o Inferno) (Rom 6:23)

4) Mas Deus nos amou tanto que enviou Jesus Cristo para nos salvar (João 3:16 / João 14:6 / Romanos 5:8 / Lucas 5:32)

E assim se você...

1) ... se arrepender e confessar que é pecador, (2 Cor 7:10 / 1 Jo 1:9)

2) ... crer que Jesus é o Filho de Deus (Rom 10:9)

3) ... e pedir a Ele: “Jesus me perdoa, me salva! (Rom 10:13 / Lucas 23:33-43)

Então você será salvo!

1) Todos os seus pecados serão perdoados e lavados pelo sangue de Jesus (I João 1:7 / Marcos 1:40-42)

2) Você terá vida eterna no céu com Deus (João 3:16 / João 14:2-6)

3) A salvação não se perde jamais (João 10:27-30)

“Eis aqui agora o dia da salvação” (2 Cor 6:2)

Ninguém sabe quanto tempo vai viver, não adie a maior decisão que você tem a tomar na vida. Converse com Deus em uma oração simples, se arrependa, confesse, creia e clame “Jesus me perdoa, me salva, me lava, me transforma!” E assim você poderá ter absoluta certeza da salvação.

Fonte: Editora Elim – www.editoraelim.com.br – (21) 2415-7923

FOLHETO: ESTA FOI A SUA VIDA!

VOCÊ TEM UM TEMPINHO PARA VER?

PAÍSES QUE PASSARAM POR AQUI: QUASE 160

free counters